Páginas

Mostrando postagens com marcador Bastidores da Câmara Municipal. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Bastidores da Câmara Municipal. Mostrar todas as postagens

terça-feira, 11 de dezembro de 2018

Eleição da mesa diretora da câmara de União fez renascer grupos G7 e G8 criado no governo de Beto Baia.

A criação desses grupos marcou um período de retrocesso G7 e G8, lembrando a gestão de Beto Baia, onde o ódio e a sede de poder cegou os vereadores, tornando-se o pior parlamento registrado na casa


A  Câmara Municipal de Vereadores de União aos poucos parece perder  a razão de  existir. A necessidade de manter o assistencialismo atrelado as regalias do governo, a subserviência ao governo, e a interferência direta do gestor, são fatores que podem está contribuindo para isso. Dos 15 vereadores, 13 fazem parte da bancada do governo, a eles lhe são permitidos oficializar governo, elogiar e até repúdiar, todavia os quesitos de fiscalização e apuração de denuncias de irregularidades, o "regimento  externo" não permite. 

Jailson Vicente, atual presidente,  democratizou o poder, acolhendo e cedendo espaço a comunidade, quando necessário, valorizou a imprensa que sempre recebeu de braços abertos, dando fim ao "regime de ditadura" imposto na casa.
Contudo, o prefeito não reconheceu os trabalhos dos parlamentares, o fato de ter 13 vereadores na bancada governista, relaxou perdeu o respeito pela casa de lei. Fez o que quis, não respeitou os prazos regimentais, não deu satisfação a bancada, nem muito menos ao povo. E os vereadores, com raras exceções,   aceitaram a tudo, calados, ou melhor, repudiando, mas só repudiando, as denuncias que chegaram foram engavetadas, ninguém ousou convocar o prefeito, nem a oposição.

Mas, ainda há tempo de mudanças, até o momento não há chapas registradas, isso pode ser feito até o último minuto que antecede a eleição, todavia, Sandro é o escolhido do prefeito, que conta com sete votos (G8): Sandro, Netinho, Rafael, Almir Belo, Bruno Lopes, Dé, Manoel Messias e Zé Lourenço.  Elvinho é o candidato de segunda preferência do prefeito, que forma o (G7) com Tita, Cajú, Ricardo, Ailton, Maria e Jailson.  Netinho seria a terceira opção, mas está magoado, pois não teve o apoio dos colegas, nem a preferência do prefeito.

Portanto, com um voto apenas  de diferença, nada está definido, "no balanço das horas tudo pode mudar", de repente surge um nome diferente, nem um nem outro, já vimos candidatos dormir eleito e acordar sem chapa.   

quarta-feira, 28 de fevereiro de 2018

Prefeito não cumpre prazos, vereadores não aprovam orçamento e câmara tem pauta "trancada"


População poderá ser prejudicada devido a não aprovação do orçamento





Nessa segunda feira, 26, os vereadores de União compareceram a sessão da câmara para "dialogar", pois devido a não aprovação do Lei Orçamentária Anual -LOA, que deveria ser aprovada em dezembro, a pauta está "trancada", ou seja, nenhum outro projeto ou requerimento pode ser apreciado pelo parlamentares enquanto não aprovar o orçamento desse ano.

É uma prática do Poder Executivo formar suas bancadas na câmara para garantir a "governabilidade", contudo a certeza da impunidade e da aprovações das matérias oriundas do governo, tem levado ao relaxamento de ambos os poderes. O prefeito não envia os projetos nos prazos estabelecidos em lei, e a câmara através da mesa diretora aceita, configurando a falta de respeito e omissão de ambos os poderes.

A Lei Orçamentária Anual -LOA, chegou com 90 dias de atraso na câmara, deveria ser aprovada em dezembro, contudo ainda se encontra nas comissões, nenhuma audiência pública foi realizada para ouvir a população. A previsão é que seja aprovada no final de março. A população mais uma vez deverá ser  prejudicada, pois além de ficar alheia as receitas e despesas do município, não participa das discussões, ou seja, não é ouvida em processo democrático.

Alguns vereadores da "oposição e independentes" dizem ter provocado o Ministério Público, mas não observamos êxito nesse sentido, o prefeito faz o que quer. Portanto, enquanto o Poder Legislativo acatar aos desmandos do governo sem se impor, poderá perder a razão de existir.

Como dizia a oposição, é lamentávellll.

Professor Nivaldo Marinho .Com
#SemMaquiagem


terça-feira, 28 de novembro de 2017

39ª Sessão Ordinária da Câmara Municipal de União dos Palmares



27 de novembro de 2017
Início: 19:30h
Presidida por Jailson Vicente
Assessoria: Lu Andrade
ATA aprovada sem discussão;
Falta: Rafael Pedrosa, Zé Lourenço

Expediente da semana
PROJETO DECRETO LEGISLATIVO de Paulo Neto que concede título cidadão honorário a Alessandro da defesa civil;
PROJETO DE LEI que premia e dá desconto ao contribuinte com pagamentos em dia do IPTU;

Ordem do dia
Requerimento de Manoel Messias para SMTT solicitando a construção de quebra-molas na avenida Juvenal Mendonça;
Requerimento de Paulo Neto para o secretário da SEINFRA solicitando o retorno do cafezinho com pão dos servidores que entram às 5h da manhã;

Facultada a palavra
Requerimento Verbal para o prefeito e SEINFRA solicitando o recapeamento da estrada do Timbó;
Repudia a falta de segurança no município e os roubos constantes de motos, “é preciso fazer alguma coisa” disse.

Jailson Vicente
Oficio parabenizando a sobrinha que passou no concurso da PM
Sandro Jorge
Ofício parabenizando a secretária de saúde pelo desempenho frente à secretaria;
Oficio agradecendo ao prefeito por ele confirmar a reabertura do posto do sitio Cavaco;


Manoel Messias
Ofício para o prefeito solicitando informação acerca do requerimento não respondido pedido de segurança para a Praça costa rego e Padre Cícero;
  
Paulo Neto
Oficio para a SEMED solicitando informação acerca do uso dos amarelinhos para uso da escola particular;
Repudia a falta de respeito da fundação palmares com os palmarinos que sentem dificuldade de acessar a serra da barriga no dia 20;
Informa que a secretaria de cultura informou aos vereadores que era proibido o acesso ao palanque do governador;

Maria de Tutu
Informa que foi barrada na Serra da Barriga de subir no palco;

Elvinho
Ofício parabenizando a sobrinha por passar no concurso da PM;
Solicita do presidente que convide o responsável pela SMTT, a fim de esclarecer as mudanças no trânsito;

Elton Costa
INFORMA que não adianta abrir postos de saúde, se não dá conta nem dos que já existem;
Cobra ação da bancada do governo que não tem trabalhado como devia, deixando o prefeito a vontade;
Informa que fez um levantamento da saúde e constatou que mesmo na pior crise do governo de Beto Baia ainda se tinha mais medicamentos nos postos de saúde;
Repudia a falta de interesse do Poder Executivo em relação a falta de transparência nas licitações;

Jailson informa que vai falar com o prefeito para cobrar respostas dos requerimentos dos pares;


Cícero Aureliano
Justifica seu comportamento na câmara como situação e/ou oposição;
Sugeri as comissões que convide os secretários para prestar esclarecimentos na câmara;
Diz que não pode convidar, pois não faz parte das comissões;
Sugeri que convide Edson Moreira para buscar meios para devolver a Serra da Barriga para União;
Diz que vai sugeri ao prefeito que leve a rodoviária para a entrada da cidade e construir um ginásio de esporte no local;

Paulo Neto
Pede que o presidente converse com os vereadores que estão abandonando as sessões antes do término;
Oficio parabenizando a Escola Rocha Cavalcanti pela realização do projeto Rio Mundaú;

Término: 22h

CONHEÇA O SEU VEREADOR:  
Acompanhe aqui, na íntegra as matérias apresentadas pelo seu vereador
Em breve estará disponível


sábado, 4 de junho de 2016

Lei que regulamenta horário de funcionamento dos bares em União nunca saiu do Papel

Comunidade e vereadores desconhecem as leis aprovadas no Poder Legislativo



Dois anos se passaram da aprovação da lei  que regulamento o horário de funcionamento de bares e similares em União dos Palmares, mas a referida lei nunca saiu do papel. Segundo resa nos artigos da referida lei, os bares e similares funcionariam de segunda a quinta feira de 05h00 a 00h00 e as sextas feiras, sábado, domingo e vésperas de feriados até as 02h00. O comerciante que não respeitasse as normas pagaria multa e poderiam ter o seu estabelecimento fechado.

Ficou proibida também a concessão de novas licenças de funcionamentos de ambientes para comercialização de bebidas alcoólicas localizadas a 100m de escolas públicas ou particulares. Os que já existiam poderiam continuar vendendo, tendo estes o prazo de 12 meses para se adequar ou mudar de ramo, é o caso dos barracos localizados na calçada da Escola Carlos Gomes.

Esse o projeto não agradou aos comerciantes do ramo de bar e restaurante, segundo eles, o mesmo não teve as discussões necessárias, foi aprovado sem a devida atenção das pessoas envolvidas. É tão provável que nunca saiu e nem vai sair do papel. É mais uma lei engavetada, a exemplo do tempo na fila dos bancos, horário de cargas e descargas, banheiro para travestir, pintura dos prédios públicos com as cores da bandeira de União, entre outras.

O regimento interno da câmara municipal, onde as leis são aprovadas, não é respeitado pelos vereadores, imagine as leis provenientes daquela casa de Lei! Não dá para cobrar dos outros se não fazemos o dever de casa.

Estou no Twitter: @nivaldo_mesaz,
Face: Nivaldo Marinho

sexta-feira, 27 de março de 2015

Carlos da Umes se retrata com desembargador e acusa o vereador Bruno Praxedes de ser o mentor das intrigas

Carlos poderá responder por mais um processo caso não prove as denuncias atribuídas ao  vereador Bruno Praxedes

"Não entendo onde Carlos quer chegar, cada dia ele se enrola mais"

Nessa segunda feira. 23 Carlos Roberto, coordenador do movimento elege e tira, enviou novamente para o Poder Legislativo outra carta de retratação e pedido de desculpas pelo “mal entendido” ao desembargador Otávio Praxedes, tendo em vista está sendo processado com os colegas de movimento.

Entenda o caso:
Em 2014 um grupo de opositores que eram ligados à gestão de Kil de Freitas, criou o movimento denominado o povo elege e tira, a fim de denunciar supostas irregularidades na gestão atual. O movimento ganhou apoio dos vereadores que se revelaram como opositores, culminando numa CEI que não teve seu desfecho final, contudo rendeu 38 processos para o governo Baia, que deverá ser julgado pela justiça, sabe-se lá quando.

Nesse período, os vereadores declaram guerra entre si e ao  Poder Executivo e deram origem a  dois grupos, o G7 e G8, com direitos a aplausos, vaias e pirotecnias nas sessões ordinárias, por pouco não aconteceram algo mais grave na casa de lei, pois até bomba foram estouradas na câmara, algo jamais visto naquele poder.   Foi então que o movimento levado pelo ódio, pela cede de poder e pela justiça a qualquer preço, enviou um dossiê para câmara denunciando que o desembargador Otávio Praxedes estaria protegendo o prefeito Baia em troca de um emprego para seu filho, todavia a denúncia foi de “ouvi dizer”, e o final nós já sabemos culminou com um processo do desembargador para os membros do movimento e três vereadores.

Na segunda carta de retratação, Carlos Roberto pede desculpa ao desembargador e cita o seu sobrinho, Bruno Praxedes como mentor das intrigas, o mesmo teria dado informações inverídicas e caluniosas ao seu tio desembargador para atingir seus colegas vereadores e integrantes do movimento.  

Após a leitura da "carta de retratação”, o vereador Bruno Praxedes não se pronunciou em plenário, contudo nos contou em off que não discutirá problemas pessoais em plenário, se for o caso resolverá na justiça, “todos me conhecem, sabem que não sou homem de fofoca, nem de guerra, primo pela verdade e pela paz”, disse.

Carta de retratação:
[...] O coordenador do movimento (Carlos da UMES), encaminhou ao Poder Legislativo um dossiê com o intuito de comunicar ao ilustríssimo dos boatos da época, após a leitura das informações apresentadas o vereador BRUNO LEITÃO PRAXEDES de forma inverídica e caluniosa para atingir seus colegas, fez com que o desembargador despertasse o interesse de processar os integrantes do movimento e alguns membros do Poder Legislativo [...].

Na verdade não se sabe qual o objetivo dessa carta, se terá sido para apaziguar ou jogar gasolina na fogueira.  Na próxima audiência saberemos a resposta. 

terça-feira, 23 de dezembro de 2014

Continua a “quebra de braços” entre o prefeito e os vereadores de União

Projeto de criação de crédito orçamentário é encaminhado para as comissões




Passado o tempo regulamentar das sessões ordinárias, o presidente Alan Elvis convocou os vereadores para mais uma sessão extraordinária, a fim de discutir o projeto oriundo do poder executivo que solicita a criação de crédito orçamentário no valor de 10%. Após 80 min. de discussão, sem êxito, o projeto foi encaminhado para a comissão de legislação e justiça, comandada por Cícero Aureliano, Fabian e Paulo Cavalcanti, que prometem devolver-lo caso o prefeito não envie os elementos de despesas, ou seja, voltou estaca zero.

Após um longo período de conversas, repetitivas e saturadas, o vereador Cícero Aureliano, fez um ensaio de “presidente apaziguador” e convenceu os pares a participar de uma reunião quarta feira com os contadores da câmara e prefeitura, a fim de haver um entendimento, se a reunião tiver êxito,  o projeto deverá ser aprovado sexta feira, juntamente com a LDO. 

Portanto, se houver um entendimento, sexta feira deverá ter a última sessão do ano, caso contrário os vereadores continuarão de castigo com as sessões extraordinárias, e o povo refém da quebra de braço entre a ”ausência do governo e a e a ausência do povo”.



quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

Vereador repudia sorriso do prefeito Baia



Nesse período de seis anos que acompanho as sessões ordinárias na câmara municipal de União dos Palmares, já vi e ouvi de tudo. [...] Já vi aprovação de casa de recuperação para “aluno ruim de tanger”, professor ter título de cidadania negado “pois professor recebe para trabalhar”, lamentações após perca de regalias que se estendiam a toda família, amigos e enteados, orquestras de vaias e aplausos, repúdios de movimentos camisinha, a população ser denominada de pilantras, covardes, maloqueiros, apontamento de quadrilhas no legislativo e executivo, elogios e perseguição à imprensa, ignorância ao regimento interno e lei orgânica do município, [...]

Agora vereador usar a tribuna para repudiar sorriso de prefeito* ou de secretário, taí, isso eu nunca tinha visto. Como comenta a moçada “é lamentável, é complicado, tá difícil à situação”.


*“Vi uma foto do  prefeito Baia rindo  no Blog de Ivan ao lado do comitê, qual o motivo que ele têm para isso, ele deve tá mangando do povo”, Fabian Holanda.




quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

Mesa Z: A voz da liberdade

Nessa quarta feira o programa mesa Z conversará com as professoras Elisabete e Elizete coordenadoras da ONG Artur 22.



Acompanhe também os bastidores da sessão ordinária da câmara municipal

A sessão sem pauta, as pirotecnias, as ironias, o despreparo de alguns e o silêncio de outros...
Fique ligado ao meio dia na Rádio Zumbi FM..

quarta-feira, 26 de novembro de 2014

Casa dos Pobres solicita da câmara de União doação de recursos provenientes dos vereadores faltosos

*Art. 68 diz que serão descontados 15% dos subsídios dos vereadores por cada falta injustificada, e as mesmas deverão ser doadas a instituições de caridades.



Nessa segunda feira, 24, Ana Paula, diretora do abrigo Santo Antônio – Casa dos Pobres solicitou da mesa diretora da câmara municipal de União dos Palmares a doação dos recursos oriundos das faltas injustificadas dos vereadores.

Quem acompanha as sessões ordinárias da câmara, percebe o grande número de faltas dos parlamentares. Segundo o regimento interno, a cada falta sem justificativa deveria ser descontado 15% dos subsídios do vereador, e os valores descontados deveriam ser doados a instituições de caridade.

Só esse mês, se o regimento interno fosse respeitado, a mesa diretora teria que doar R$ 9.750,00 mediante as 10 faltas injustificadas, que o secretário faz questão de anunciar em“viva voz” no ato da chamada.

No mês de outubro, o vereador Fabian Holanda exigiu que fossem descontadas as faltas dos vereadores faltosos e alertou os vereadores suplentes, tendo em vista que o vereador que tiver 2/3 de faltas no mesmo mês poderá ter o mandato cassado.  

Desejamos boa sorte a Ana Paula, contudo, se a casa de lei funcionar-se, fazia valer sua própria lei.  

* Art. 68 – Ao Vereador que não comparecer às sessões plenárias ou às reuniões das Comissões Permanentes, salvo motivo justo, será atribuída falta e terá descontado 15% (quinze por cento) do subsídio por cada ausência, sendo o produto do desconto doado à instituição de caridade do Município, legalmente habilitada.

quarta-feira, 19 de novembro de 2014

Trovoada alaga ruas de União dos Palmares e adia a sessão ordinária 33/2014

Cícero Aureliano diz que vota contra taxa de esgoto em União
Nessa segunda feira, 17,  União dos Palmares foi pego de surpresa com as trovoadas que geralmente ocorrem no mês de janeiro, o fenômeno deixou muita gente assustada, ruas foram alagadas em toda parte da cidade. É fato que as galerias não comportam o grande volume de águas provenientes das fortes chuvas, todavia, o acúmulo de lixo, além da falta de manutenção das bueiras, são fatores que contribuem para o alagamento das vias.

Em União dos Palmares nunca houve um planejamento nesse sentido, no entanto, o problema se agravou na gestão atual, devido à ingerência política e administrativa na SEINFRA, que não se mostra capaz de resolver os problemas causados pelos resíduos sólidos produzido em nosso município. 

Segundo informação do vereador Cícero Aureliano, o diretor do SAAE deverá enviar um projeto para câmara que prevê a criação de uma taxa de esgoto, para tentar solucionar os problemas de saneamento do município, contudo o parlamentar  adiantou que votará contrário a matéria, pois Calazans não está fazendo nada do que foi prometido na direção da autarquia.

quinta-feira, 6 de novembro de 2014

Emenda de vereador poderá trazer de volta o PARLAMENTARISMO para União dos Palmares




Nessa segunda feira, 03, a mesa diretora da câmara municipal de União dos Palmares apresentou uma emenda parlamentar que visa modificar o artigo 51 da lei orgânica do município, a proposta apresentada tira a autonomia do prefeito ao nomear ou destituir seus secretários.

A emenda 02/2014 que modifica o artigo 51 da lei orgânica do município descreve no parágrafo 1º que “a nomeação de secretários municipais pelo prefeito deverá ser procedida de autorização de maioria simples da câmara municipal e no parágrafo 2º diz que a destituição do secretário municipal pelo prefeito deverá ser procedida com a autorização da maioria absoluta da câmara municipal”.


Ou seja, o prefeito para nomear o demitir um secretário tem que pedir autorização aos vereadores. O projeto foi lido na sessão de segunda feira, contudo o secretário poupou o nome do vereador autor da emenda. Quem será o autor da emenda? Em quem você aposta? Na próxima sessão teremos a resposta.  


terça-feira, 21 de outubro de 2014

Necessidade de reeleição deixa disputa acirrada pelo poder na câmara de União dos Palmares

Planejamentos iniciais  da oposição

Ex-líder do governo, Fabian Holanda
 teme que haja crime político entre os vereadores.

Jailson exige respeito pelo seu voto, não admite ironias dos colegas do G8 

Omissão:
 Secretário retira do expediente da semana ofício que visa fiscalizar
 as ações dos parlamentares


Bruno será julgado por comissão processante
oriunda do G8 por quebra de decoro parlamentar

Temendo perder o cargo, presidente Alan Elvis
 revoga emenda aprovada ferindo o regimento interno


Cícero Aureliano  critica a comunidade
 que só participa quando tem interesses pessoais 


Após duas semanas de folga, a sessão ordinária dessa segunda feira, 20, foi marcada pelo clima de guerra entre os vereadores. A proximidade das próximas eleições para prefeito e vereador deixou a câmara com um estilo de “vale tudo”.

Oposição e governo: poderão morrer abraçados
Cassar o prefeito é uma questão de honra e de necessidade para o G8, que após 18 meses no governo, hoje fazem oposição. Agora sem as regalias e as dezenas de contratos que garantiam larga vantagem nas eleições, só resta cassar o prefeito, e torcer que o vice-prefeito possa mudar a situação do município e dos parlamentares sem cargos, no entanto, os vereadores – G7 que dão sustentação ao prefeito tem sido o obstáculo desse projeto. Contudo, com a fragilidade e descrença do Poder Legislativo, cabe agora ao Ministério Público e ao Poder Judiciário essa missão de julgar as irregularidades do executivo e o suposto mensalinho do legislativo. Quem dever que pague.

Quebra de decoro parlamentar e do regimento interno;
A comissão processante deverá ouvir no dia 23 os vereadores, Toinho, Bruno, Joaquim e Nego da Serra por quebra de decoro parlamentar e temendo perder os cargos da diretoria, a mesa diretora revogou a emenda aprovada de forma irregular para mudar o regimento.

Só há espaço para assessoria de imprensa
A mesa diretora evita a divulgação dos dados dos vereadores, como o número de faltas, a atuação com projetos, requerimentos, nome da instituição de caridade que está recebendo os recursos oriundos das faltas dos vereadores (se existe), entre outras. O secretário Paulo césar  seguindo  vem omitindo as informações e deixando de ler na ordem do dia os ofícios direcionados a mesa diretora proveniente do programa mesa Z. O fato se repetiu na última sessão. FAÇA O QUE EU MANDO, NÃO FAÇA O QUE FAÇO.

Acompanhe quarta feira ao meio dia no programa mesa z, o resumo da sessão, a avaliação dos bastidores da câmara, sem maquiagem.   
Com Nivaldo Marinho e Anthony Albuquerque.


segunda-feira, 20 de outubro de 2014

Campanha Adote um Vereador

Você lembra em quem você votou nas últimas eleições?



A produção do blog e o Programa Mesa Z da Rádio Zumbi FM trará para você o perfil de cada vereador do Poder Legislativo de União dos Palmares. A cada semana será adotado um vereador, você ficará sabendo de sua atuação parlamentar, o número de faltas, seu posicionamento na tribuna, seus projetos, seus áudios de melhores momentos na câmara. Aguardem.

Acompanhe o seu vereador e exija ação de comprometimento com a comunidade, se você não votou em nenhum deles, adote um por vez e faça sua cobrança.

Na sessão dessa segunda feira, 20, faremos um ofício solicitando alguns dados dos nossos representantes (ver abaixo), esperamos que esse ofício sena inserido  no expediente da semana e que tenhamos resposta, pois  isso nos tem sido privado.


EXPEDIENTE DA SEMANA

Ofício nº 021/2014

        União dos Palmares, 20 de outubro de 2014.

Exmo. Sr. Presidente da Câmara de Vereadores,

            Vimos por meio deste, solicitar mais uma vez de Vossa Excelência cópia do áudio da sessão ordinária realizada no dia 28 de julho de 2014 nessa casa de lei, cópia dos requerimentos, e projetos de lei de autoria de cada vereador referente ao ano corrente, além do número de faltas dos parlamentares. Solicitamos ainda o fornecimento do nome da casa de caridade que nesse período foi beneficiada, tendo em vista o artigo 68 do regimento interno dessa casa de lei.

Informamos que o objetivo desses pedidos é informar à comunidade e aos leitores que acompanham o blog ProfessorNivaldoMarinho.com informações através de números oficiais mediante atuações e prestação de serviço de cada vereador.
Certos de contar com vossa compreensão e atendimento agradecemos, ao tempo em que reiteramos votos de elevada consideração e respeito.

Atenciosamente,

Prof. Nivaldo José Vieira Marinho
Radialista (DRT: 1157 STR/AL)
Âncora do Programa Mesa Z

Ao Exmo. Senhor
Presidente da Câmara de Vereadores do Município de União dos Palmares
ALAN ELVES VIEIRA DE OLIVEIRA
NESTA

sábado, 18 de outubro de 2014

Denúncias do governo Baia e “Mensalinho” da câmara de União poderá ser o próximo alvo do Gecoc

Vereadores suplentes do G15 


Após a prisão dos vereadores de Joaquim Gomes mediante acusação de suposto “mensalinho” para proteger o prefeito Toinho Batista, as atenções da comunidade palmarina  ficou voltada para as denuncias de corrupção do governo Baia e o suposto mensalinho do G15 da câmara municipal de União dos Palmares.

União poderá ficar sem prefeito e sem os vereadores titulares. Os vereadores suplentes já estão de paletó engomado esperando a visita do Grupo Estadual de Combate às Organizações Criminosas (Gecoc) na terra da liberdade.

A verdade meu caro leitor é que quem tem rabo de palha não toca fogo nos rabos alheios, e quem tiver seu carvão molhado que assopre.
  

segunda-feira, 6 de outubro de 2014

Vereador nega apoio ao G8 e diz que nunca prometeu voto a Fabian Holanda

“Eles estão desesperados, jamais negarei um voto ao governo”, Nego da Serra.


Vereador Nego da Serra, aniversariante do dia

O vereador Mario de Omena, em conversa com a redação do blog, negou a declaração do ex-líder do governo, Fabian Holanda de que votaria na cassação do prefeito. “Jamais negarei um voto ao governo, os vereadores do G8, estão desesperados”, disse. Informou ainda que essas afirmações e apelações é para tentar inibir o grupo, mas não vai conseguir, é mais fácil à quebra do G8, pois já estão brigando entre si.

Logo mais  acompanharemos a 30ª sessão ordinária de 2014, vamos torcer para que tenha sido planejada como a ordem do dia, ordem na casa e que o regimento interno seja respeitado, pois ultimamente o mesmo tem ficado em segundo plano.

segunda-feira, 29 de setembro de 2014

Vereadores do G7, G8, G15 e Gmc devem comparecer a sessão dessa segunda feira

Depois de anos de vista grossa, mesa diretora promete tomar as medidas cabíveis fazendo valer o regimento interno para punir os vereadores faltosos.


Mesa diretora cobra do governo,
 mas não atende os ofícios da comunidade. 


Se o regimento interno for respeitado e colocado em prática, no dia 20 de outubro as casas de caridades de União dos Palmares deverão receber no mínimo 20 mil reais provenientes de descontos dos salários dos vereadores faltosos. Segundo o regimento Interno, artigo 68*, diz que serão descontados 15% dos subsídios dos vereadores faltosos (sem justificativa), o dinheiro deve ser destinando a casas de caridades;

O vereador Paulo Cavalcanti fez um pacto com o G8 para nessa noite “cutucar” os vereadores do G7, a fim de descobrir o motivo do apoio ao executivo. É aconselhável que a mesa diretora solicite a presença dos bombeiros, pois os que quem tiver rabo de palha poderão entrar em chamas essa noite.

Fiquemos atentos.
* Art. 68 – Ao Vereador que não comparecer às sessões plenárias ou às reuniões das Comissões Permanentes, salvo motivo justo, será atribuída falta e terá descontado 15% (quinze por cento) do subsídio por cada ausência, sendo o produto do desconto doado à instituição de caridade do Município, legalmente habilitada.


segunda-feira, 22 de setembro de 2014

Conflitos internos e externos deixa sessão ordinária em clima de guerra

Sessão volta a ser tumultuada e regimento interno é questionado e deixado de lado




Hoje à noite assistiremos a mais uma sessão ordinária da câmara municipal de União dos Palmares; as últimas reuniões foram marcadas pelas presenças dos professores que se encontravam em greve e a volta dos aplausos e vaias, na última sessão o vereador Lucas foi chamado de ladrão após votar contra um projeto de emenda, a mesa diretora tenta acalmar os ânimos do público, no entanto não toma as medidas cabíveis prevista no regimento interno.

O regimento interno tem sido motivo de questionamento, as ATAS segundo alguns vereadores não tem correspondido à discussão anterior, os ânimos acirrados, trocas de farpas, além de falas irônicas mostram o abismo existente entre governo e oposição, contudo, mostra também a falta de respeito com a comunidade presente.

Os vereadores têm cobrado apoio do povo e da imprensa, todavia, proibiram as gravações que poderiam divulgar as suas ações ou omissões, excluíram o espaço destinado a aos trabalhos de edições de matérias,  mostrando a incapacidade de receberem críticas, pois subentende-se  imprensa como assessoria. Ou seja, cobram do governo transparência, mas negam as gravações e informações solicitadas à comunidade, isso é no mínimo incoerente.

Portanto, logo mais estaremos cobrindo a 28ª sessão ordinária da câmara municipal, ouvindo, gravando e avaliando os bastidores, SEM MAQUIAGEM.


terça-feira, 16 de setembro de 2014

Oposição não consegue aprovar emenda que modifica o regimento interno e Lei orgânica do município

Emenda visa criar meios legais para os vereadores julgar o prefeito 




Nessa segunda feira, 15, tivemos uma sessão tensa, com discussões acaloradas, regadas a aplausos, vaias e xingamento do público aos parlamentares que dão sustentação ao governo.

A cada sessão aumenta o abismo entre os vereadores governistas (G7) e oposicionistas (G8), Estão claras  as indiferenças e intrigas  existentes entre os vereadores. A oposição busca agora apoio na comunidade para mudar os votos contrários dos vereadores que dão sustentação ao governo Baia, pois precisam de 10 votos para cassar o mandato do prefeito, e estão vendo essa possibilidade se afastar a cada dia.

A oposição cobra dos pares um comportamento inesperado, pois quando eram governistas praticavam das mesmas ações, se omitiam em fiscalizar o governo. Quanta às vezes nós ouvíamos do líder do governo,  Fabian Holanda,  o pedido para que os pares  votassem contrário a requerimentos visando proteger o governo, agora o papeis se inverteram, ou seja, faça o que eu mando, não faça o que eu faço.

Pediram a “cabeça” de Barnabel, de Carla Tereza em função de uma melhoria na assistência social e na saúde, tiveram êxito? Melhorou a saúde e a assistência social? Será que cassar o prefeito resolve a situação de União? Quem assumirá? G8 e G7 mudaram de lados? São muitos questionamentos sem respostas. 

Contudo, qualquer mudança tem que partir verdadeiramente do povo, pois o que vemos é um Poder Legislativo  dividido por interesses contrários, favorecendo a entrada de corruptos um atrás do outro fazendo escola, pois o jogo de interesse supera todos os limites imagináveis e repudiáveis. Portanto, ou a comunidade se educa aprendendo  a votar e cobrar seu direitos, ou continuaremos aumentando as estatísticas elegendo  prefeitos ruins e vereadores incapacitados.

Quero está junto com o povo nas ruas, desde que  seja verdadeiramente o povo.
ACORDA E VEM PRA RUA UNIÃO!


segunda-feira, 1 de setembro de 2014

A mesa diretora é responsável pela segurança da câmara e nas sessões

Clima tenso das sessões pode favorecer a violência, além bate bocas, agressões verbais, uma bomba foi estourada no banheiro da câmara. A mesa diretora não acha necessário a presença de seguranças, todavia, a mesma deverá ser responsabilizada por qualquer ato de violência no plenário.


DA SEGURANÇA LEGISLATIVA – O que diz o regimento interno

Art. 219 – O policiamento do edifício da Câmara, externa e internamente, compete privativamente à Mesa Diretora, sob a direção do Presidente, sem intervenção de qualquer outra autoridade.

Art. 220 – No edifício da Câmara é proibido o porte de armas por qualquer pessoa, inclusive Vereadores, exceto pelos elementos do corpo de policiamento.

Art. 221 – É vedado aos espectadores manifestarem-se sobre o que se passar no Plenário.

Parágrafo Único – Pela infração ao disposto neste artigo, deverá o Presidente determinar ao corpo de policiamento a retirada do infrator ou infratores do edifício da Câmara.

Art. 222 – Poderá a Mesa mandar prender em flagrante qualquer pessoa que perturbar a ordem dos trabalhos ou que desacatar a Câmara ou qualquer dos seus membros.

Parágrafo Único – O auto do flagrante será lavrado pelo Primeiro Secretário, assinado pelo Presidente e duas testemunhas, e a seguir, encaminhado, juntamente com o detido, à autoridade competente para instauração de inquérito.


terça-feira, 19 de agosto de 2014

Vereadores criticam ação do deputado Paulão em União dos Palmares

Parlamentares atribuem os desmandos da saúde a secretária Carla, e pedem sua “cabeça”.

Após a última sessão, onde em meio a insultos, ironias e acusações de quebra de decoro, tendo como discussão à suposta formação de gangues na prefeitura e na câmara, nessa segunda feira, 18, a pauta da noite foi o pedido da “cabeça” de Carla Tereza e a política contrária ao PT.

“Pasme”, a ordem do dia contou  apenas com o requerimento de Paulo Cavalcanti repudiando a entrevista na Rádio AG  do deputado federal Paulão. O vereador solicitou a retratação do deputado e aproveitou para tecer duras críticas ao parlamentar que segundo ele, é um incompetente e nada trouxe para União dos Palmares.

Paulão teria atribuído os desmandos da saúde aos servidores, chamando-os de parasitas. “Onde tiver um voto dele e de Dilma tentarei reverter”, disse.  O requerimento foi aprovado por todos e subscrito por Fabian Holanda e Antônio Rosendo.

Paulo Cavalcante solicitou  que cópia da entrevista do programa da Rádio AG  fosse entregue a Dr. Rafael, pois o deputado teria usado a rádio como propaganda eleitoral antes do tempo.

É meus caros leitores, antes de terminar essa campanha eleitoral, veremos muitos fatos dessa natureza em União dos Palmares.

Escute quarta feira ao meio dia os áudios, o resumo e os comentários da sessão no programa Mesa Z Cidadania da Rádio Zumbi FM.