Páginas

Mostrando postagens com marcador Governo Baia 2014. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Governo Baia 2014. Mostrar todas as postagens

domingo, 21 de dezembro de 2014

Secretário solicitará exame de balística e reconstituição do suposto atentado ao vereador Paulo Cesar

Secretário Municipal de Educação Adelino Ângelo de Andrade


Após ser citado como autor intelectual do suposto atentado ao vereador Paulo Cesar, o secretário Adelino Ângelo de Andrade foi procurado por Valdão que deu sua versão dos fatos e negou o teor da conversa citada no BO feito na delegacia civil pelo vereador, “Paulo Cesar está equivocado, colocando coisa onde não existe”, disse.

O depoimento de Valdão, e as contradições do depoimento do vereador desqualifica a acusação, todavia, o secretário Adelino afirmou que vai ajudar a conclusão da investigação do suposto atentado “ao veículo”. Seus advogados solicitará investigação da polícia federal, reconstituição do fato, além de um exame balístico. “O vereador tem muito o que explicar, agora faço questão de ir até o final desse caso, trilhando os caminhos da justiça”, disse Adelino.


O vereador até um mês atrás fazia parte do meu ciclo de amizade, esta acusação me pegou de surpresa, pois posso ter vário defeitos, mas não sou homicida. Na minha posse como secretário sobrou elogios, no entanto como assumi um cargo de maior importância, virei alvo da oposição. A possibilidade de acertar, que é muito grande, tem tirado o sono das pessoas que apostam que o governo de Beto continue atropelado, a ideia é de quanto pior melhor para facilitar a volta ao poder dos que perderam as regalias. 

Estamos arrumando a máquina e no ano que vem teremos um governo equilibrado e sustentável. A oposição ficou desesperada ao perceber que a possibilidade de acerto para 2015 é muito grande. Com certeza o ano que vem vai ser muito melhor do que esse ano. 
Desabafou o secretário Adelino Ângelo de Andrade

quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

Prefeito Baia solta o verbo e reage aos ataques da oposição no mesmo tom

Foto: Ivan Nunes            Prefeito Beto Baia

O prefeito Beto Baia essa semana quebrou o silêncio e pela primeira vez respondeu aos ataques da oposição com o mesmo tom. O tratamento recebido pelo gestor na câmara municipal é de ladrão, froxo, chefe de quadrilha entre outros.

Nessa quarta feira, 17, ao interagir com uma rádio local, desabafou: a oposição está desesperada, querem fazer barganhar os projetos, mas não terão um real do executivo, o vereador que me acusa é um traficante, deve em toda União dos Palmares, recebeu para construir a Praça da COHAB velha e nunca concluiu, é total desespero, pois não terão um real da prefeitura.

Há que ponto chegou à política de União dos Palmares! É desespero e falta de capacidade dos dois lados, a inoperância, a falta de crédito e a crise moral permeiam no executivo e legislativo, a briga e a usura pelo poder deixam de lado as necessidades da comunidade, os projetos particulares, os vícios e maus costumes cegam nossos políticos. Contudo, é necessário que o povo que sofre fique atento as condutas de nossos representantes, pois nunca fomos tão mal representados.


“É lamentável, é complicado, pasmem”.

Eu digo, vai fazer vergonha o diabo!

segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

Comitê Gestor promete desatá o nó do governo Baia


Maior do que a crise financeira é a crise moral de nossos políticos.

Toda ação que venha ajudar tirar União do buraco é bem vinda, contudo, a população só acredita vendo.

Quem venha 2015.

sexta-feira, 5 de dezembro de 2014

Comitê de Gestão promete alavancar o Governo Baia

Oposição aposta em mais um tropeço


Essa semana, a comunidade palmarina foi pego de surpresa com a exoneração em massa dos prestadores de serviço da prefeitura e com a criação do comitê de gestão financeira, que promete dá um rumo na administração do governo Baia,

Adelino Ângelo, coordenador do comitê, juntamente com Ambrósio Lisboa, Manoel Baia, Macário Rodrigues e Petrucio Veigas, devem seguir as mesmas medidas adotadas na SEMED, estabelecendo metas, negociando com os credores e fornecedores, visando sanear as contas do município para que em 2015 possa começar com o pé direito.

O Ministério Público ficará ciente de todas as ações do conselho, em breve todas as medidas serão anunciadas para o Poder Judiciário, Ministério Público e imprensa. Outros municípios estão adotando essas medidas, a exemplo de Maceió, Penedo, São Miguel, Arapiraca.

O Comitê tem 100% de aval do prefeito e terá acesso às contas, aos extratos, convênios de todas as secretarias, além disso, nenhuma despesa será efetuada no município sem o deferimento do conselho gestor.

União dos Palmares funciona hoje com apenas as secretarias de Administração, Educação, Saúde, Assistência Social e SEINFRA, se as medidas adotadas por o grupo gestor que formam essas secretarias, teremos um 2015 muito diferente de 2014, finalizou Adelino Ângelo. 

E AGORA JOSE!

terça-feira, 2 de setembro de 2014

Carta aberta à população de União dos Palmares

Partido dos Trabalhadores

Diretório Municipal de União dos Palmares


Ante os últimos acontecimentos, que culminaram com a saída do Partido dos Trabalhadores do governo municipal, vimos esclarecer a população sobre os motivos que nos levaram ao rompimento e consequente entrega de cargos. De antemão, reafirmamos a nossa confiança nos companheiros que assumiram os cargos na Secretaria de Saúde, Secretaria de Cultura, Secretaria da Infância e Juventude e Coordenação da Defesa Civil. E a nossa irrestrita solidariedade a companheira Carla Theresa, ex-secretária de Saúde, que ao longo dos últimos meses sofreu um verdadeiro boicote de pessoas da estrutura de governo.

Desde as eleições de 2008 o PT (Partido dos Trabalhadores) marchou junto com o candidato Beto Baia para conquistar a prefeitura de União dos Palmares, a fim de implementar uma forma de governo que melhorasse a vida dos palmarinos. Em 2012, um grupo de oposição reuniu-se por várias vezes e escolheu Beto Baia para ser o candidato a prefeito pelo grupo.

Terminadas as eleições e com a vitória de Beto Baia prefeito, o Partido dos Trabalhadores foi convidado a assumir algumas secretarias, secretarias estas que não foram negociadas antes das eleições, elas vieram naturalmente, pelo esforço e dedicação dos indicados/convidados durante as eleições de 2012 e afinidades com as pastas. No convite, o prefeito disse que precisava do PT para governar, tanto pela seriedade de seus membros, quanto pela busca de recursos junto ao Governo Federal. A única exigência feita pelo PT, ao prefeito eleito, para assumir os cargos oferecidos, foi ter condição de trabalho, ou seja, recursos necessários para implementar as propostas de cada pasta constantes do Plano de Governo defendido pelo candidato na campanha eleitoral.

O PT atendeu às expectativas do prefeito, pois, com o apoio do Deputado Federal Paulão, as portas dos ministérios em Brasília foram abertas, não só para os projetos apresentados pelas secretarias que o PT ocupava – Saúde, Cultura e Juventude – mas também Turismo, Educação e Agricultura. Somando os recursos das emendas do deputado e sua influência para aprovação, pelos ministérios, da criação/ampliação de programas e projetos do município, chega-se a um montante de mais de R$ 15 milhões, em sua maioria destinados à construção/reforma de unidades de saúde, creches, quadras escolares cobertas, unidade de pronto atendimento, construção do acesso a Serra da Barriga, aquisição de veículos, etc.

Lamentavelmente o Sr. Prefeito não cumpriu sua parte. As secretarias de Cultura e Juventude não dispunham de recursos, por menor que fossem, para realizar suas atividades. E a secretaria de Saúde nunca teve repassado mensalmente o mínimo exigido pela Constituição Federal, que é 15% da arrecadação do município, o que acarretou enorme prejuízo à população usuária dos Serviços de Saúde. Na gestão anterior, o pagamento pela compra de combustível e de remédios, pagamento de comissionados e de aluguéis onde funcionavam as unidades de saúde era feito pela prefeitura. A partir de 2013, entretanto, tudo isso foi assumido pela Secretaria de Saúde. Comparando o repasse de 2012 e 2013, apesar de aumentar as despesas, a contrapartida do município, em 2013, foi 1,76% inferior a 2012. A situação piorou consideravelmente em 2014. Segundo consta do Relatório Resumido da Execução Orçamentária, o município deixou de repassar para a Saúde de janeiro a junho deste ano cerca de R$ 775.000,00, mesmo com a implantação de mais três unidades de Saúde da Família. A consequência imediata foi à falta de remédios nos postos. Enquanto em 2013 gastou-se em média cerca R$ 100 mil/mês na compra de remédios, este ano, até junho, a média mensal foi inferior a R$ 55 mil.

Portanto, diante de tais fatos, saímos do governo, que ajudamos a eleger, de mãos limpas e cabeça erguida, pois mesmo com a implantação de uma CEI para investigar as ações do governo, e seus secretários, nas nossas pastas nada de contraditório com a Ética, a Decência, a Dignidade e a Honestidade foi encontrado. Nada que macule a nossa imagem de pessoas públicas. Se não fizemos mais não foi por incompetência, mas sim pela condição de trabalho que nos foi negada durante este período.
União dos Palmares, em 1º de setembro de 2014.

quarta-feira, 27 de agosto de 2014

Prefeito exonera Secretária de Saúde e PT se afasta do governo

Foto: A palavra

Nessa quarta feira, 27, o prefeito Carlos Alberto Baia, exonerou secretária municipal de saúde, Carla Thereza. O comunicado de sua saída do governo foi dado a Genizete Lucena, presidente municipal do PT. Há tempo Beto Baia vinha mostrando o interesse de sua saída, todavia os acordos políticos firmados com as bases aliadas não o permitia. O prefeito vivia acuado por líderes sindicais, oposionistas e por membros do governo que há tempo vinham “queimando” a secretária.

A situação se agravou, ficando insustentável, na última audiência realizada pelo Ministério Público, quando foi constatado que a secretaria de administração e finanças não repassa os 15% mínimo de contrapartida para a secretaria de saúde, aproximadamente 300 mil reais por bimestre, inviabilizando alguns serviços básicos para a comunidade.   Até então, o poder legislativo, sindicatos, membros do conselho se tinham conhecimento da falta de repasse, fizeram vistas grossas, no entanto  a secretária Carla também se omitiu quando resolveu  brindava o governo, mesmo sendo crucificada.

Com a decisão do prefeito, Genizete Lucena, secretária de cultura. Sergio Rogério, secretário da juventude, Nádia, coordenadora da defesa civil e os correligionários do PT entregaram os cargos, abastardam-se da cúpula do governo. Contudo, essa decisão poderá respingar nas liberações de verbas para o município, mediante o deputado Paulão, pois o mesmo foi que mais o município nesse sentido. Resta saber se com o afastamento do seu grupo, as emendas serão mantidas.


Portanto, se a crise do governo se dava mediante a presença de Carla na secretaria de saúde, esperamos que a partir de segunda feira tudo isso seja resolvido. Até o momento o prefeito não se pronunciou nem em relação ao fato, nem aos cumprimentos de metas, planejamentos, companheirismo do grupo e a falta de  DIÁLOGO com o povo. 

segunda-feira, 25 de agosto de 2014

Audiência pública com MP faz diagnóstico da saúde de União dos Palmares

Reunião serviu também para expor a crise interna e externa do governo Baia



Nessa sexta feira, 22, o Ministério Público Estadual de Alagoas junto com o Núcleo de Defesa da Saúde Pública, se reuniu com  representantes do governo municipal e da comunidade em audiência pública, a fim de discutir a saúde do município, no intervalo de 9h as 14h foram discutidos problemas de gestão,  políticos e pontuais.
.
A audiência foi presidida pela promotora Dra. Micheline Tenório, que contou com a presença Dr. Carlos Eduardo (Dadado), os secretários municipais Carla Tereza e Francisco Viana, Roni presidente do conselho de saúde e o vereador Paulo Cavalcanti  na formação da mesa.  No entanto, o protagonismo da audiência se deu com a participação de diversos seguimentos da comunidade, que pela primeira vez  teve prioridade na participação, todos os presentes foram ouvidos, os famosos sermões e discursos pirotécnicos foram evitados. Um exemplo de audiência  a ser seguido pelos parlamentares.

No entanto, os números apresentados ao MP puderam justificar em parte a falta de alguns serviços prestados pela  secretaria de saúde, o gestor não tem repassado os 15% do FPM, valor mínimo a ser destinado a saúde. Esses números parecem não interessar os parlamentares, conselheiros e sindicalistas, o foco tem sido a procura um culpado, neste caso, a dona da pasta.

Portanto, está claro que a saúde necessita de ações enérgicas, investimentos, mais prioridade atenção do governo, além da ajuda e empenho da categoria, no entanto é preciso que primeiro todos os interessados nessa melhoria, possam se desarmar deixando de lado os sentimentos de ódio, rancor, inveja e oposição. Se a saída da secretaria resolver esses problemas, que o gestor a tire imediatamente do cargo, todavia, a audiência nos mostrou que existem muitos fatores que vão além da secretária. Vamos aguardar o termo de ajuste de conduta - TAC que deverá ser uma exigência do MP e as providências do prefeito Carlos Alberto Baia.

sexta-feira, 30 de maio de 2014

União continua sem Secretário de Educação

Adelino Angelo aguarda definição e portaria do prefeito




O prefeito Carlos Alberto Baia tem a oportunidade de romper com as forças externas que impedem a quebra  das correntes manipuladoras da cidade, no entanto suas decisões andam a "passo de tartaruga".

Após os escândalos de corrupção envolvendo a SEMED, o secretário Ricardo Praxedes foi “afastado”, e para ocupar sua vaga vários nomes foram indicados, a exemplo de Adelino Angelo que se encontra em estágio de negociação. “Só fico se tiver total independência na pasta,  não serei um “laranja Baia nem laranja Praxedes", disse.  

Enquanto isso a pasta mais importante do município segue sem comando, aumentando ainda mais as incertezas e insegurança dos servidores e da comunidade palmarina.

Agora só resta esperar o resultado do “congresso municipal” e a portaria do prefeito indicando o nome do novo secretário de educação.

Continue fazendo suas apostas, nada está decidido.

terça-feira, 27 de maio de 2014

Beto Baia nega suposto esquema com vereadores

Foto de arquivo
O prefeito do município de União dos Palmares, Beto Baía (PP), falou à Gazetaweb, na tarde dessa segunda-feira, sobre o suposto esquema de troca de favores envolvendo a Prefeitura daquela cidade e 14 vereadores, no que já ficou conhecido como 'O Mensalinho de União'. De acordo com o gestor municipal, que participou de encontro com o Ministério Público Estadual (MPE) – que cobra melhorias no tocante à educação naquele município –, nunca existiu no município qualquer esquema que se assemelhe ao famigerado mensalão do PT.

 “Nunca existiu. Tanto que, no período em que estou prefeito, nunca consegui aprovar um único projeto de autoria do Executivo. Como é que existe mensalão? Eu pagaria algo para que vereadores fizessem oposição a mim?”, indagou o prefeito de União dos Palmares, acrescentando que o documento contendo a lista dos supostos beneficiados com benesses do Executivo – entre vereadores e até secretário municipal – é apócrifo.


“Esta suposta lista com valores não comprova absolutamente nada. Encontraram este documento durante diligências da CEI da Câmara, que faz oposição ao prefeito. Garanto que a prefeitura nunca deu cargo a ninguém em troca de qualquer apoio”, assegurou Baía, colocando-se à disposição dos órgãos de fiscalização.



“Se o Ministério Público quiser abrir as contas da prefeitura, não vai haver qualquer problema. Muito pelo contrário, quero que investiguem, sim. Abro, inclusive, minhas contas pessoais, se for preciso”, emendou Beto Baía, durante o intervalo da audiência no Núcleo de Defesa da Saúde Pública, do Ministério Público, no bairro do Poço, em Maceió - onde a promotora Micheline Tenório cobrou do gestor municipal melhores condições dos postos de saúde e na distribuição de remédios, além da melhoria da atenção básica à população em geral.


Fonte: Gazetaweb

sábado, 24 de maio de 2014

Prefeito de União Beto Baía fala em traição e promete apurar denúncias




O prefeito de União de Palmares, Beto Baía, concedeu entrevista ao Jornal da Pajuçara Noite, nesta sexta-feira (23), sobre as denúncias de irregularidades no recebimento de notas fiscais de serviços prestados à Prefeitura. O caso foi mostrado pela TV Pajuçara em uma série de reportagens. Em um das situações, uma nota foi emitida para justificar o transporte de 50 professores em uma moto.

O prefeito disse que não falou antes sobre as denúncias, pois estava viajando. O gestor afirma que desconhecia a suposta fraude das notas fiscais e disse que vai apurar e responsabilizar os culpados, caso haja a comprovação das irregularidades. "Vamos contratar uma auditoria idendependente", anunciou o prefeito. "Espero que tenha sido erro de digitação", completou.


Beto Baía se emocionou ao dizer que trabalhar com pessoas é complicado. "As pessoas não dizem pelo olhar e no rosto o que pensam e o que sentem no coração", disse. O prefeito admite que pode ter sido traído pela própria equipe.

Fonte:  Redação com TV Pajuçara

sábado, 22 de fevereiro de 2014

SINTEAL e/ou SEMED

Fabiana Alexandre tem feito o papel de gestora.





 Segundo citação de Claudete, ex-secretária de educação em participação no programa  mesa z,  a SEMED de União é a secretaria que mais possui mestres e, diga-se de passagem, lotados com mais de 80h.  No entanto, o que chama a atenção é que a maioria das informações é centrada na presidente do Sinteal Fabian Alexandre, que segundo denúncias do vereador Paulo Cavalcanti, é quem tira, bota e planeja na secretaria.

Essa semana o secretário de educação foi  entrevistado por Melke na Farol, todavia quem respondeu os questionamentos foi Fabiana, que tentou justificar o atraso das aulas e de que forma vai fazer valer os 200 dias letivos sem prejudicar o ensino básico das crianças.

Fabiana Alexandre é Presidente do SINTEAL e Presidente do conselho da educação.  No último ano de gestão do governo do amigo Kil deu suporte e respondeu de modo informal pela educação, fazendo valer as demissões e a garantia do pagamento dos salários dos servidores efetivos. Agora no início do governo Baia, parece responder por tudo. É muita responsabilidade.
  

sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014

sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

Retorno do recesso parlamentar deverá ser marcado por criação de CEI no governo Baia

A “bancada do governo” formada pelos 15 vereadores assinou essa manhã um requerimento que solicita a criação da Comissão Especial de Inquérito para fiscalizar  denúncias referentes ao governo Baia.



As esperanças de mudanças estão indo embora...


Acabei de receber a informação por telefone do vereador Cícero Aureliano de que essa manhã os 15 vereadores assinaram o pedido de criação da Comissão Especial de Inquérito – CEI, que deverá ser colocado em pauta na próxima segunda feira, 17, na sessão que marca o retorno dos parlamentares. Segundo o vereador, a omissão de informação do Poder Executivo culminou com essa atitude.


A cada dia cresce o abismo entre o desenvolvimento e a esperança de dias melhores para União dos Palmares. Quando é que teremos um gestor livre que consiga ir de encontro a toda safadeza e maus costumes impregnados no modelo de administração pública que insiste em se perpetuar em nosso município. Não dá mais para escutar pessoas subservientes de um lado defendendo e do outro atacando o governo, todavia, sem apresentar nenhuma proposta de melhorias para nossa cidade.


Portanto, vamos aguardar novos fatos a partir de segunda feira, espera-se que a CEI venha contribuir para que  os vereadores possam  fazer o seu papel sem maquiagem, “fiscalizar”. Pelo jeito a guerra entre os parasitas e os enxuga-gelo de prefeitura tende a continuar. Que pena.

quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

Alunos estão fora da sala de aula em União dos Palmares

EDUCAÇÃO: 
Qual será a matemática utilizada para contemplar os 200 dias letivos, tendo em vistas que os alunos ficarão três meses sem aulas?



União dos Palmares vive um momento caótico em sua história, se pudéssemos apagaríamos esses 14 meses do governo Baia, pois muito pouco foi feito, pelo menos não tem sido mostrado.
O clima está tão negativo, que o pagamento da secretaria de educação quando liberado, é motivo de manchetes nos programas de rádios locais.

No entanto, o que tem preocupado as famílias é o atraso das aulas nas escolas municipais. O secretário adiantou o término do ano letivo de 2013 e adiou o início de 2014, que está previsto para começar em março. São mais de três meses sem aulas. Onde está o conselho da educação? Onde está o Sinteal e Ministério Público?

O município apresenta um índice baixíssimo no IDEB, e mesmo assim não percebemos ações que possibilitem a melhora no desempenho. Só uma mágica ou um milagre fará com que o cumprimento dos 200 dias letivos seja cumprido conforme manda a lei de diretrizes de bases.

É inadmissível a forma como está sendo tratado o ensino básico, tendo em vista a necessidade de melhorar os índices proposto pelo ministério da educação e a educação de nossos filhos.

Mediante o exposto, o que mais preocupa são o relaxamento e a inércia dos representantes de professores e alunos e sociedade civil organizada. Não acredito que o silêncio do governo é contagiante.
Com a palavra o Secretário de Educação, o Sinteal, associações dos estudantes e Ministério Público.  

  

sábado, 8 de fevereiro de 2014

O nó da administração do governo Baia

Falta meta, planejamento, ação, vontade, experiência, credibilidade, comunicação,  falta gestão;  ainda faltam três anos...



dessa forma, não tem nó que desate.

segunda-feira, 20 de janeiro de 2014

65% dos internautas não acreditam na melhora do desempenho do governo Baia.

Foto tribuna independente



Final da enquete: Você acredita que  o governo Baia terá um melhor desempenho em 2014?
SIM: 35%
  13 (34%)

NÃO: 65%
  25 (65%)



Edemir Morais,  secretário de administração, avalia os  números com naturalidade, tendo em vista que as ações do governo não chegaram ao povo ainda, no entanto em breve esses números deverão ser alterados, pois grandes obras estruturantes serão implantadas em União dos Palmares. Em breve teremos a construção do matadouro regional, do prédio do IFAL,  da UNEAL, da  revitalização do acesso ao município, saneamento do bairro Roberto Correia de Araujo e outros. 

"50 milhões deverão ser aplicados em nosso município, isso aquecerá o comércio local, mediante a oferta de emprego e renda", disse Edemir Morais.