Páginas

quarta-feira, 15 de maio de 2024

FELIZ ANIVERSÁRIO!

 Professora Mariné Vieira

Nivaldo, Telma, Esiquio, Francisco e Cristina (filhos)



Hoje é dia de festa, de alegria!

Mariné Vieria, mãe, professora, sindicalista, mulher de luta, guerreira, referência na luta e conquistas nos movimentos de base e na educação.

AMAR, LUTAR, EXIGIR e CONQUISTAR, esses verbos sempre fizeram parte de sua vida.

Feliz aniversário minha mãezinha!

A senhora sempre foi e será minha inspiração de luta por direitos individuais e coletivos.

Te amamos muito!

Seus filhos.


TODAS AS PROVAS DO ENEM COMENTADAS


 PROVA DO ENEM COMENTADA

 Crique e baixe todas as provas do ENEM comentadas

Bons estudos! Prof. Nivaldo Marinho

Artigos relacionados

quarta-feira, 8 de maio de 2024

Uma boa política...

Opinião: Quase uma totalidade do diabo!
Por Reinaldo Sousa



            Uma “Boa Política” não se faz apenas com “Boa Vontade”. Não basta querer fazer política e “Eureca” tudo se faz. É preciso mais que isto. Para Platão, o primeiro problema a ser superado, para se fazer política, é justamente a ideia de que qualquer pessoa sabe fazê-la.  Para ele, a política resulta de um “dom” muito especial, o domínio de uma arte, que nem todas as pessoas tiverem o privilégio de ter. 

            Assim, para se fazer política, Platão propõe a compreensão de, ao menos, três tipos e arte: primeiro o que classificou de artes auxiliares como a arte dos artesãos em confeccionar seus artesanatos ou dos pastores em pastorear; segundo a arte produtora como a habilidade em plantar, em comercializar etc. e, terceiro, a arte de saber conduzir os homens, ou a política propriamente dita. É esta habilidade especial que não pode, e não deve, sob pena de criarmos uma totalidade do diabo, ser confundida com a habilidade de elaborar leis, fiscalizar homens e ações.

            É preciso, sobretudo em tempos de eleições, distinguir entre aqueles que simplesmente possuem habilidades para oratória, para planejar ações, daqueles (ou daquelas) que, além disto, conseguem pensar as pessoas, o coletivo e, sobretudo, sabem pensar e fazer pelos mais pobres da sociedade.          



Fonte: http://www.professorreinaldosousa.com/eventos/

terça-feira, 7 de maio de 2024

União dos Palmares “Terra da Liberdade”



Valdo do Calçamento


O gestor fala em terra da liberdade: 

Terra da liberdade
A qual você ver pela na rua cachorro e “cavalo vira lata” que come saco de lixo;

Terra da liberdade
Que você ver as crianças trafegando com motos como se fossem um brinquedo qualquer;

Terra da liberdade
Onde os donos de construções colocam os entulhos no meio da rua impedindo a passagem dos pedestres;

Terra da liberdade
Que você vê um lixão quase dentro da cidade, o tempo todo pegando fogo e a fumaça acabando com a saúde da população;

Terra da liberdade
Que você vê as blitz da polícia, sem êxito, porque os meninos entram no zap zap e indicam o local;

Terra da liberdade
Que você vê os passeios públicos bloqueados  por pontos comerciais e carros nas calçadas;

Terra da liberdade
Que já deveria ter esse nome mesmo, “TERRA DA LIBERDADE” e não União dos Palmares.

Por Valdo do Calçamento

quinta-feira, 2 de maio de 2024

Começou a corrida nos bastidores pela conquista da “galinha dos ovos de ouro”

O projeto consiste em como chegar ao poder, plano de governo está fora de moda.  


foto BR 104


Mais uma eleição municipal se aproxima com os mesmos vícios e maus costumes. São candidatos sem projetos de governo e eleitores viciados em trocar votos por migalhas. Poucos entendem a importância cívica do ato do voto e da importância do mesmo.

Os candidatos trocam os planos de governo por investidas em picuinhas, fofocas e baixaria a mesma sem-vergonhice de sempre. Quem está no poder, não presta contas do mandato, o parlamentar que exigir perde a “boquinha” e ainda arruma inimizade, é ou são umas lástimas.

A oposição desorganizada e também sem projetos entram no mesmo jogo. Infelizmente não temos muito que escolher, estamos sem rumo e sem direção.

União dos Palmares, cidade histórica, tem sofrido com uma serie de prefeitos ruins, que só pensam em governar para grupos privilegiados. Não percebemos avanços significativos há décadas em nosso município. Sobram praças reformadas e faltam emprego e renda para os jovens.

 

Portanto, enquanto tivermos políticos voltados para interesses particulares, ladeados de parlamentares subservientes, estamos fadados ao fracasso e a escravidão moderna, onde o que interessa é apenas a “galinha dos ovos de ouro”. É uma lástima.