Páginas

Mostrando postagens com marcador CULTURA. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador CULTURA. Mostrar todas as postagens

sexta-feira, 19 de outubro de 2018

Das amizades...

Paulino Vergetti Neto

Voltei da imensidão do silêncio.

Irmãos, vinde comigo,
declamai os versos antes escondidos,
mas que hoje se escancaram.

A amizade tem o preço de um amor sóbrio,
onde as estrelas adormecem para deixarem
o sol nascer sorrindo.

A Pátria é de justos e injustos.
O amor, feito para todos os corações,
A razão não se embriaga,
Vive, ainda que com a voz nasalada,
Sobre todas as decisões.

Estou na claridade da esperança...
Haverá dias novos para todos,
meu desgosto é que alguns se foram
sem a esperança desse mesmo amor
que também voltou…comigo!

Na alma cabe um coração.
No coração cabe tantos amores...
Na vida, apenas uma oportunidade de sermos felizes!!!

Paulino Vergetti Neto

domingo, 15 de abril de 2018

Mato, entulhos e lixo tomam conta da estação ferroviária, cartão postal de União do Palmares



A estação ferroviária de União, um dos principais cartões postais da cidade, encontra-se tomada de matos , entulho e lixo. O espaço localizado ao lado do Centro Administrativo Antonio Gomes de Barros, parece não ter existido para  gestores de outrora e não tem recebido a devida importância e/ou prioridade  dos gestores contemporâneos.

"Quando nos acostumamos com um problema, ele aparentemente deixa de existir", assim tem sido em alguns seguimentos de nosso município, sobretudo, o parque da estação ferroviária, que outrora tivera a presença da "Maria Fumaça". Esta  fazia o elo entre as estradas de ferro de Alagoas e Pernambuco. Infelizmente, esse espaço histórico provido de cultura viva,  que marcou a denominação do nome de "União" através do decreto 046 de 1890, está caindo no esquecimento e abandono.


Segundo o prefeito Areski de Freitas, a situação também o incomoda, está esperando a liberação Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional - IPHAN, para restaurar o espaço, pois o governo começou a mexer no ano passado, mas  foi recomendado a parar  até que fosse elaborado um projeto por técnicos do Instituto. "Essa situação também me incomoda, mas vamos resolver", disse. O SAAE resolveu o problema do saneamento, disse Zé Pequeno. Júnior Menezes, secrétário da SEINFRA  informou que seu pessoal está trabalhando no local e prometeu maior agilidade essa semana, contudo lamenta as ações de pessoas que insistem em colocar lixo no local. A associação dos artesãos tem se esforçado para se adequar no espaço  respeitando as orientações do IPHAN, contudo pouco tem avançado, pois não existe apoio nem a parceria do governo.  

 


Portanto, mediante o exposto fica claro que União precisa avançar muito  para se emancipar da "escravidão  moderna" para viver do turismos e cultura. Parabéns a todos que fazem o Trade Turístico Quilombo, e os que  acreditam e se dedicam a fim de desenvolver nosso município. É preciso que haja o cooperativismo e a união para que juntos possamos lograr êxito nessa caminhada. 



terça-feira, 20 de março de 2018

ACEUP mobiliza entidades e acende a chama do Turismo e Cultura de União dos Palmares

O Turismo e Cultura de União vive um novo momento





Nos últimos meses vem acontecendo um movimento liderado pela ACEUP – Associação Comercial Empresarial de União dos Palmares. Desde outubro de 2017 o Presidente Adeilto Lima e sua diretoria executiva têm mobilizado dezenas de entidades e parceiros na busca de fortalecer o turismo e comércio na terra de Zumbi dos Palmares. As iniciativas ultrapassam os muros do turismo e cultura, trabalhando o empreendedorismo digital, criando grupos em diferentes temáticas como Ciência, Tecnologia e Inovação, Inclusão Produtiva, Artesanato, Músicos, Capoeiras, meio ambiente entre outros. Atualmente já está pronto um projeto Intitulado “Dinamizar” - Turismo Inteligente a partir de Quiosques Temáticos que fazem menção ao poeta Jorge de Lima e a professora Maria Mariá, além de explorar conceitos sustentáveis e a valoração e valorização da cultura afropalmarina.

Parcerias...
A Atual Gestão tem conseguido mobilizar e integrar outras associações como a dos transportes alternativos, dos Jeepeiros, Artesãs,Conselho dos Jovens Empreendedores (CJE), Federalagoas, Associação Comercial de Maceió, Assespro Alagoas. Além do governo do Estado, Sebrae Alagoas,  SENAC e os principais equipamentos turísticos da Região como Quilombo Parque Hotel, Chimbras Bar, Fábrica´de Mel Apiário Zumbi, o Restaurante a Porteira, a NM Laticínios - Distribuidor Leite Bom Leite, a Câmara de Vereadores na pessoa do Vereador Netinho e Manoel Messias (vários outros vereadores também foram convidados), a Universidade Estadual de Alagoas (UNEAL), Rede CEN AFRO de Empreendedorismo e atualmente a inclusão de União no inovador projeto “Rede Criativa”, coordenado pelo Sebrae AL. Alem dos parceiros acima estamos com relação alinhada com a Secretaria de Turismo de União e Finanças que estiveram presentes nos últimos encontros.

Projetos futuros...
Segundo o presidente a próxima missão é organizar o empresariado local para as futuras chamadas públicas da UNEAL e Fundação Palmares ( em especial dia 20 de novembro). Outro ponto da pauta é o desenvolvimento de uma proposta para abertura do restaurante localizada na Serra (como restaurante Escola - Projeto em construção para submissão a Fundação Palmares ).

Trade Turístico Quilombola...
Fatos ainda mais relevantes: foi constituído o Trade Turístico Quilombola – que é um Modelo de Governança empresarial, autônomo, apolítico e apartidário. Mas que tem como estratégia o fortalecimento da relação com as entidades de classes e gestão pública no sentido de propor e aperfeiçoar as políticas públicas municipal e estadual voltadas para a região. Na semana passada e nesta (dia 19/03) a ACEUP já mobilizou mais de 40 membros para construção de um plano que visa não só fortalecer o Trade Turístico mas principalmente o Turismo Local. As oficinas de construção seguirão o seguinte calendário: 19/03; 28/03; 04/04; 05/04; 19/04 e 20/04/2018. As mesmas já sugiram efeitos, mediante a formatação de um pacote turístico entre grupos de dança (do Senhor Pedro), Mirante das Águas e Quilombo Parque Hotel.

Mais fotos: 




Secom - ACEUP


sábado, 30 de dezembro de 2017

Pra além de um ano novo

Professor Gilmar da Pindoba
Tá faltando pouco tempo
Pr'esse ano ir embora
Um ano cheio de coisa,
Que nem vou dizer agora,
Pois 2017
Pintou e borrou o 7
Até aqui nessa hora.

Pra uns foi um ano bom,
Pra outros nem tanto assim.
Uns aproveitaram muito,
E outros acharam ruim.
Mas não dá para esquecer
De por tudo agradecer
Então agradeço, sim.

Uma coisa ficou clara
Sobre o cuidado com a vida,
Se a gente ficar brigando
Por coisa não merecida
Vai ficar tempo perdendo
E o que importa vai morrendo
De forma despercebida.

Gente sem ouvir o grito
Vindo cá da natureza,
Que precisa de cuidado
Mas só recebe tristeza.
Sem haver preservação
O futuro do mundão
Não conhecerá beleza.

O futuro do planeta,
Também está na criança,
Que precisa de cuidados
Pra construir esperança.
Ou se ouve os pequeninos,
Ou o futuro dos meninos
Não trará nada que avança.

Mas andam metendo a língua
No cara homossexual,
No short curto da moça,
Se é PT ou um lado tal,
Se é lá do candomblé,
Da favela, assim é
Definido como mal.

Enquanto se vive assim
Ou na tecnologia
Não percebe as rasteiras
Que se leva todo dia
Gente se desentendendo
Sem ver que está perdendo
Sua aposentadoria.

2018 tá vindo
E precisa de ação
Se for pra viver assim
Nessa má situação
A coisa vai piorar,
É melhor você cuidar
Em comprar o seu caixão.

Não se melhora o mundo
Vivendo de aparência
Ou querendo agradar
Por pura conveniência,
Nem vivendo na internete
Sem fazer nada que preste
Reproduzindo indecência.

Dizer "Feliz ano novo"
Não melhora nada, não
Mas se não sujar a rua
Nem vender seu voto, então
Vai ter um ano decente,
Respeitoso e consciente
E isso é bom, meu irmão.

Vou terminar os meus versos
Sem dizer "bom ano novo"
Direi "preserve o planeta
E o que traz paz a seu povo,
O que fortalece os laços,
Não brigue, dê mais abraços
E não seja um estorvo.

Ajude a quem passa fome,
Quem precisa de carinho.
Leia mais e julgue menos
E vote bem direitinho.
Preste bastante atenção
No que é bom pro coração,
Plante flores no caminho."

Não espere o dia 1
Pra começar a agir
Faça agora, observe
O que vai reproduzir
Cuide já, então, do mundo
Isso será mais profundo
Do que frases repetir.


GILMAR DA PINDOB

terça-feira, 31 de maio de 2016

Rádio Zumbi – Mesa Z: Tocha Olímpica 2016

Com Professor Nivaldo Marinho. Com

Hoje vivi um dia especial que será marcado em minha vida. Através da Rádio Zumbi FM – Programa Mesa Z tive a honra de acompanhar a passagem da tocha olímpica em União dos Palmares, não a conduzi, mas me senti contemplado ao acompanhar todo o percurso narrando e ouvindo representantes da comunidade.   

Corri bastante, suei, quase perdi a voz e o folego, mas acompanhei todo trajeto sentindo o calor do povo bonito da terra da liberdade. Vi crianças, jovens, adultos e idosos aplaudindo ao comboio, mas também ouvi diversos reclames do tipo: “Essa tocha deveria passar nos bairros carentes para mostrar o desprezo e a ausência do governo”. Vi também avenidas, praças e feira do rato serem maquiadas para esconder a feiura e a buraqueira.

Contudo, me senti feliz e representado ao ver “Seu Ciço” do Carro de Confeito, pessoa humilde ser aplaudido e homenageado pelo público presente. Em fim, passou a tocha olímpica. Vida que segue, agora SEM MAQUIAGEM. 



sábado, 23 de abril de 2016

Aniversário de Jorge de Lima

Aniversário de Jorge de Lima passa em branco na terra da liberdade



Jorge Mateus de Lima nasceu em União dos Palmares, 23 de abril de 1893, foi um político, médico, poeta, romancista, biógrafo, ensaísta, tradutor e pintor brasileiro. Inicialmente autor de versos alexandrinos, posteriormente transformou-se em um modernista.

Era filho de um comerciante rico e mudou-se para Maceió em 1902, com a mãe e os irmãos. Em 1909 foi morar em Salvador onde iniciou os estudos de medicina. Concluiu o curso no Rio de Janeiro em 1914, mas foi como poeta que projetou seu nome. Neste mesmo ano publicou o primeiro livro, XIV Alexandrinos.
Fonte: pt.wikipedia.org

quinta-feira, 19 de novembro de 2015

OS NEGROS DE UNIÃO DOS PALMARES

A quem "eles" querem enganar chamando de rei libertador, de heroi nacional e seus descendentes sendo tratado sem nenhum valor! Thiago Correia.

sexta-feira, 6 de novembro de 2015

Cultura: Grupos culturais protestam a redução de cachê pela Fundação Palmares

Todo ano é assim, a falta de união dos grupos provoca discussões onde aparentemente o cachê fala mais alto. 
Néo do Reggae palco de  20 de novembro de 2014

Mais um dia 20 de novembro estão chegando e mais uma vez a novela da “valorização da cultura” é colocada em pauta pelos grupos culturais, que se sentem desprestigiados por não receber os cachês merecidos para se apresentarem na festa em homenagem a ZUMBI.

Os gestores que passaram até agora por União dos Palmares, muito pouco fizeram, ou quase nada para valorizar a cultura local, contudo os grupos desprestigiados, se fragmentam e buscam se unir de forma mais coesa apenas no mês da consciência negra, ou seja, em novembro.

Essa semana fui mal compreendido ao questionar o cantor e compositor palmarino Neo do Reggae, pois da forma que estão repudiando a fundação Palmares, dá a endente que a valorização buscada é apenas o cachê. É preciso que se cobre valorização e investimento na cultura durante todo o ano, não apenas para o dia 20 de novembro.

Em União temos pessoas gabaritadas, conhecedoras da história e da cultura palmarina. Nosso e o município tem projetos de sobra que visa o desenvolvimento cultural e turístico, contudo não há um entendimento político dos gestores nesse sentido, quando aparece alguém querendo fazer, o ego dos gestores fala mais alto e não permite.

Portanto, os grupos precisam se unir e se fortalecer durante todo o ano, para que tenham representatividade, quem passou o ano todo sem nada, não é por causa de um dia vinte que vai morrer de fome. Querem protestar, vão as ruas com música, dança e cantos de protestos e resistência. Ocupem os espaços, lutem, façam valer a resistência e o exemplo de luta do guerreiro Zumbi.

sábado, 28 de março de 2015

Paixão de Cristo 2015


Convidamos toda população para prestigiar a encenação da PAIXÃO DE CRISTO que ocorrerá nos dias 31/03 e 1º/04, às 19h30, na Avenida Dandara, no Conjunto Sagrada Família e na José Hortêncio de Souza – Bairro Roberto C. de Aráujo, respectivamente.

Realização:
• Pastoral da Juventude do Meio Popular – PJMP;
• Projeto Arte Viva;
• Companhia de Teatro Life;
• JUFRA – Juventude Franciscana
• MEJ – Movimento Eucarístico Jovem;

Apoio:
• Bom Leite. Bom dia com Bom Leite;
• Programa Mesa Z da Rádio Zumbi FM;
• Escola Padre Donald;
• Escola Carlos Gomes de Barros;
• Comunidade Sagrada Família;
• Comunidade São Sebastião;
• Farmácia Santa Helena. Org. Dona Helena e Família - 3281-1093;
• Recanto das Carnes;
• Mercadinho Bom Preço – Org. Romildo Melo e Família;
• Casa de Construção Nossa Senhora Aparecida – Org. Benedito Simplício;
• E o Povo da Avenida Dandara e da Rua José Hortêncio de Souza.


Prestigie Este evento organizado pela Juventude Palmarina.

segunda-feira, 23 de março de 2015

Djalma poderá ser o novo secretário de cultura de União

Djalma Rozeno  poderá ser o primeiro secretário de cultura por eleição direta

Após tentativa frustrada de emplacar Márcia Suzana como secretária, mediante indicação do Movimento Pacto por União, tendo em vista o talento, o bom relacionamento e o desenvolvimento dos trabalhos realizado pela professora mestre, o secretário de educação Adelino Ângelo resolveu trilhar outros caminhos, desta feita ouvir os grupos culturais visando quem sabe uma escolha democrática para representar a categoria.

Nesse domingo, 22, os representantes dos grupos culturais se reuniram no espaço cultural da organização mirim e lá foram apresentados quatro nomes para supostamente ser o novo secretário  de cultura: Djalma, Márcia Suzana, Severino e Tiago Correia. Os representantes de associações puderam escolher e votar em dois nomes, assim Djalma obteve 24 votos, Severino 23 votos e Márcia 01 voto, contudo, nem Márcia Suzana nem Tiago compareceram a esse “pleito eleitoral”.


Portanto, mesmo apresentado certa rejeição entre uns grupos, Djalma foi escolhido pela maioria, resta saber se o prefeito vai acatar ou vai ficar mais uma vez com a cara de homem da lua, apesar de afirmar que não sabia de nada.

É loita!

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015

Comunidade negra reflete sobre a última batalha no Quilombo dos Palmares em União dos Palmares

O evento denominado “De volta a Angola Janga” reunirá quilombolas, religiosos de matriz africana, pastorais da igreja católica, movimentos culturais, indígenas e outros participantes


Foto JP Farias

Nessa quinta feira, 05, ocorrerá a 4ª edição do projeto denominado “De volta a Angola Janga”.  A coordenação do evento espera receber em média 250 participantes de toda a parte do país. O objetivo do evento é relembrar e refletir a derrubada do Quilombo dos Palmares que ocorreu na Serra da Barriga na madrugada do dia 05 de fevereiro em União dos Palmares. No momento milhares de negros deram suas vidas lutando por liberdade.

Para Genizete Lucena, idealizadora do projeto que teve início em 2012, esse não é um momento de festa, e sim de reflexão, “Pra mim é quando se começa oficialmente as celebrações do mês da Consciência Negra, que terminam no dia 20 de novembro”, ressalta. 


Esse ano, na ausência de um titular na secretaria de cultura, o projeto está sendo coordenado pela equipe da Semed em conjunto com os grupos culturais.

Programação
Dia 05 (quinta feira):
22h - Acolhida e concentração na Chácara Paraiso (Serra da Barriga);
A prefeitura disponibilizará ônibus para levar os participantes até a Chácara Paraiso;
Os ônibus saíram de frente à prefeitura às 21h;
Dia 06
00h: Abertura
00h30min: Subida
06h: Café da manhã – Parque Memorial Quilombo dos Palmares (Serra da Barriga)




domingo, 1 de fevereiro de 2015

FESTA DA PADROEIRA SANTA MARIA MADALENA

Lembranças do Passado...

Por Joaquim Maria


Foto Tony Lima
Falar da grandiosidade da Festa de Santa Maria Madalena, muita gente já falou. Mas neste momento não quero falar da procissão do mastro, nem da procissão da bandeira e nem da procissão das imagens; mas sim falar de uma festa na visão de alguns garotos, sem muita maldade e ainda despertando para um mundo que seria o dele futuramente e como as coisas mais simples da festa, eram bastante valiosas para eles. Esse era o sentimento de todos os meninos e meninas de uma época, não muito distante; mas de grande importância na vida de cada um que viveu a festa.

No meu caso, o meu fascínio pela festa começava com a chegada dos brinquedos. A roda gigante, os cavalinhos, as patinhas, os barcos e outros tantos que toda a garotada gostava. Mas havia outros atrativos que compunham a festa, como os quitutes e os manjares. Os cachorros quentes bem temperados, colocado numa rodela de pão francês; pois se fosse colocado no pão inteiro talvez não tivesse aquele especial sabor. Os roletes de cana, feitos na hora. O caldo de cana. Os rosários de coco. E a maçã do amor? Tão doce e pegajosa mais de um sabor irresistível. Caixas de uvas roxas empilhadas uma sobre as outras eram compradas e consumidas vorazmente pelos frequentadores dos festejos! Esses sabores; ainda guardo comigo. Parece gravado na minha memória e no meu paladar, pois quando penso nessas delícias, a boca se enche de água.

E na praça ao som dos auto falantes, a paquera corria solta. “Telegramas falados” lidos pelos locutores oficiais da festa. Cada telegrama era pago e sempre endereçado para alguém com o intuito de um flerte ou de tirar um “sarro” da cara do outro. “Prezado locutor, peço que rode esta música para oferecer...” Era sempre o mesmo começo. Toda festa acontecia sem bandas profissionais.

Quem era nascido em União, mesmo estando fora; como ainda acontece hoje em dia, vinha sempre participar da festa da padroeira. Encontros entre as famílias, quermesse, bingos todas as noites; leilão de animais e aves doados pela comunidade. Arrematavam-se galinhas e perus assados que eram logo consumidos ali mesmo, com cervejas ou refrigerantes. Mesas e bancos de madeira bruta, com uma toalha, notadamente sem nenhum conforto; eram colocados à disposição da população para a sua acomodação na praça.

Foi um tempo onde a simplicidade era a tônica da festa. Onde o aconchego e a confraternização entre as famílias era o que existia de mais importante. A grandeza do evento todo. As missas, a participação maciça do povo, na devoção a sua padroeira. Era tudo muito lindo.

sábado, 31 de janeiro de 2015

Jairo Campos é o novo membro da Academia Maceioense de Letras

Jairo Campos - Reitor da UNEAL


Na noite de Quinta-feira, 29, o reitor da universidade Estadual de Alagoas, professor Jairo José Campos da Costa, passou a ocupar uma cadeira na Academia Maceioense de Letras, após indicação e aprovação dos demais imortais.

O evento de efetivação aconteceu a partir das 19 horas durante um jantar de confraternização pelos 60 anos de criação da Academia Maceioense de Letras, a segunda mais antiga em Alagoas, em Maceió.

Jairo Campos irá ocupar a cadeira de número 2, cujo patrono é o escritor Graciliano Ramos. A escritora Claudia de Bulhões é a madrinha e responsável pela indicação do professor de literatura Brasileira à Academia Maceioense de Letras. 

‘’Cada vez mais tenho orgulho de estar em Alagoas e ser sempre tão bem recebido por onde chego e por todos aqui. Tudo isso ainda continua contribuindo para o desenvolvimento constante do meu afeto por Alagoas. É a forma que meus passos encontraram para retribuir aos anseios depositados pela sociedade alagoana à minha pessoa.’’declarou Jairo Campos

Fonte: Jornal extra nº 807

quinta-feira, 30 de outubro de 2014

Demolição X Preservação

Por José Minervino Neto





Todas essas obras são importantes para a cidade. Mesmo não agradando a alguns, é certo que todas mudarão o espaço urbano e vão gerar emprego e renda para União dos Palmares. (JMarcelofotos)

Ok, a Vila Magdala era um patrimônio privado e o proprietário poderia como fez, destinar ao imóvel qualquer fim. Contudo, não deixa de ser um fato lastimável tendo em vista seu valor arquitetônico e o ar colonial que exalava ao espaço da avenida. Eu me lembrarei sempre do local, da fachada roxa com detalhes amarelos, da varanda onde ingeri altas doses de composto etílico de cevada e, especialmente, de certa festa de aniversário há três anos, num junho chuvoso. Pois é, boas lembranças.

Mesmo não gostando da notícia, mesmo sabendo que a demolição do prédio foi um atentado bem sucedido à história de União dos Palmares, resigno-me, porém sempre à revelia e sob protesto.

No caso da Vila, nada pode ser mais feito, situação irreversível. Mas por pouco não se perderia totalmente a Casa de Maria Mariá, que será reaberta no dia 11 de outubro, segundo o site O Relâmpago, e a Casa do Poeta Jorge de Lima. Se essa malemolência continuar (e vai mesmo), outros prédios serão apenas memória fotográfica, como o do (já antigo) Colégio Cenecista Santa Maria Madalena, algumas casas que mantêm a fachada clássica preservada, o Centro de Formação de Professores Rocha Cavalcanti, por sinal o mais belo da cidade, e outros.

Marcelo está corretíssimo quando assinala a importância econômica de casos como o da Vila Magdala e outros citados em seu blog. “Para o alto e avante!”, diz o ditado capitalista. A receita de União dos Palmares agradece. Só espero que isso seja revertido em ganhos reais para a população palmarina, sobretudo, dos bairros periféricos cujos problemas nem é preciso relatar aqui (por enquanto).

Apenas emprego de mão-de-obra barata num supermercado, ou mercadinho, não muda a vida de ninguém nem uma cidade. E a história não tem preço.


Fonte: Blog 10inquietos  publicado em 30 de setembro de 2011

domingo, 27 de julho de 2014

A História da Terra da Liberdade: de Macaco a União dos Palmares

Eu recomendo



Escrito pelo professor Franco Maciel, o livro "A história da Terra da Liberdade: de Macaco a União dos Palmares" trata da formação histórico-geográfica de União dos Palmares, além de trazer algumas curiosidades da história deste importante município do Estado de Alagoas.

Número de páginas: 168
Edição: 1(2013)
Formato: A5 148x210
Coloração: Preto e branco
Acabamento: Brochura c/ orelha
Tipo de papel: Offset 90g

Fonte: clubedeautores.com.br

quinta-feira, 3 de julho de 2014

Travessa Tancredo Neves foi eleita a rua mais bonita da copa

Cultura
Por João Paulo Farias – Texto e Fotos



A prefeitura de União dos Palmares premia no próximo sábado, 5, a rua mais enfeitada da cidade com o tema Copa do Mundo. Um concurso realizado por meio da Secretaria de Cultura, durante o inícío de junho, teve dezoito ruas inscritas. O anúncio da campeã foi feito na última sexta-feira, 27, durante show musical no centro da cidade.

A vencedora foi a Travessa Tancredo Neves, centro, que ganhará uma festa no dia 5. Na programação divulgada pela secretaria, haverá show com as bandas Trio Zumbi e Menina Veneno.

Segundo a secretária de Cultura, Genisete Sarmento, o critério utilizado pelos jurados foi a criatividade dos moradores. “O que chama a atenção e deixa a rua muito bonita é o conjunto dos cordões com fitilhos nas cores da bandeira do país e as pinturas nas paredes das residências”, destacou a secretária.

 A tradição em ornamentar a rua é antiga, mas não se sabe precisamente a data em que começou. Os moradores mais antigos informaram que há várias copas eles se reúnem para comemorar o mundial. Este ano a decoração teve início um mês antes de iniciar os jogos.

A funcionária pública Maria Creusa foi uma das responsáveis pelo trabalho e falou do processo de criação artística. “Foi todo mundo começando a se animar, dando uma opinião, querendo contribuir de alguma forma, e aí a gente juntou uma boa quantidade de pessoas para fazer isso”, ressaltou.

Para a empregada doméstica Angélica Santos, 27, moradora do local desde que nasceu, a Copa é um momento onde todos os moradores se unem com um único objetivo, torcer pela seleção brasileira. Ela fala que recebeu com alegria a notícia de que a rua foi a vencedora do concurso. “A gente nem imaginava que essa rua ganharia a premiação; todo mundo comentava que a rua fulana está bonita e a gente arrumando a nossa. Quando menos se espera anunciou lá na festa que a Tancredo Neves ganhou e todo mundo ficou alegre”, exaltava a torcedora.

Fonte: SECOM União


domingo, 22 de junho de 2014

Um Prazeroso Conto Adolescente

Lembranças do passado...

Por Joaquim Maria


Foto da internet
Na vida, existem vários momento ou fases que temos normalmente que atravessar. Há algum tempo, fazíamos maior alvoroço para saber quem seria o primeiro a desfrutar dos carinhos da nossa querida Nalva (nome fictício). Depois da decisão ou em comum acordo éramos conduzidos ao leito da meretriz onde saciávamos os nossos desejos de adolescente e afirmávamos nossa condição de homem. Tudo se seguia calmamente e sigiloso. Um após o outro iam recebendo os afagos daquela mulher sem sobrenome e sem idade definida. Mas nada disso importava para aqueles rapazes com as idades entre os 13 e 15 anos, que faziam suas economias para promover esses encontros; que eram quase sempre muito bem articulados. Nada ou quase nada, conseguiria estragar esses momentos de lazer. Podemos até admitir que a higiene não era a nossa prioridade, mas a nossa anfitriã fazia de tudo para nos manter bem à vontade.

Ao término do encontro, saímos eufóricos e comentando sobre o ocorrido e já fazíamos uma previsão de quando seria a nossa próxima noite de sexo.

Hoje, quase todos nós somos casados e ainda nos lembramos dessas noites que ficávamos nos braços de Nalva, aquela que nos presenteava com seus variados carinhos em troca de alguns trocados. Difícil era encontrá-la na rua, quando a gente vinha em companhia de alguém da família; mas a nossa amiga sempre foi muito discreta e a única reação era um olhar e um pequeno sorriso, quase imperceptível que escoria pelo canto da sua boca. Hoje não sei aonde ela habita e se vê-la, talvez não a reconheça, mas desejo que ela esteja bem e feliz; embora eu não consiga imaginar que uma pessoa de tão poucos recursos e que precisava se vender para conseguir algum dinheiro, tenha obtido algum sucesso na vida.

Agora restam apenas boas lembranças de uma época onde a dificuldade de ter uma iniciação sexual era muito grande e fazia-se de tudo, até seguir o próprio instinto em busca da autoafirmação entre os amigos.

Atualmente é preciso se prevenir contra as doenças sexualmente transmissíveis. Por isso meus queridos jovens; protejam-se. Façam sexo seguro e com responsabilidade!!!

 Se você tem lembranças do passado que deseja  externá-las, envie para nivaldomarinho@hotmail.com.
A próxima história pode ser a sua!

quinta-feira, 12 de junho de 2014

Rumo ao Hexa


O hexa podemos até não levar
Mas a cultura do nosso povo
O mundo irá notar.

Fraco seria se não fôssemos nem tentar
Mas com força, foco e fé
A taça iremos conquistar.

A força de um povo unido faz nascer campeões
A garra de uma nação ultrapassa gerações.

Vamos com tudo, pra cima Brasil!
Mostrar para o mundo que temos os melhores craques
Pois aqui pode faltar de tudo, menos força de vontade.

Que venha todo o mundo
Conhecer a nossa diversidade
Diferentes, porém iguais
Quando lutamos por igualdade.


 Mayara 4ºB Escola Estadual Rocha Cavalcanti