Páginas

terça-feira, 26 de maio de 2020

Pirotecnia: Secretaria de Saúde de união investe em higienização e SEINFRA banha toda cidade com chorume


Carro pipa higieniza e carro coletor polui toda cidade


Rastro de chorume deixado pelo carro coletor de lixo

Há mais de sessenta dias, as ruas de União dos Palmares têm sido marcadas com rastros e manchas de um líquido escuras de mau cheiro muito forte, trata-se do chorume, líquido derivado do lixo derramado diariamente pelo carro coletor, o mesmo tem poluído todo o perímetro da cidade, provocando a proliferação de moscas e outros vetores.

Algo que nos chama a atenção, é que a prefeitura, através da secretaria de saúde, contratou carros pipas para higienizar as ruas com um líquido, o qual sua composição é guardada a sete chaves, contudo após a passagem com carro pipa e toda comissão de comunicação de fazimento de lives, passa o carro coletor, que mais parece um carro foça, poluindo e desmanchando toda pirotecnia outrora realizada.  

Há sessenta dias a câmara notificou a SEINFRA e o secretário do meio ambiente, buscamos também informações dos secretários, mas não obtivemos êxito.

Portanto, em tempo de pandemia, vivenciamos uma cidade linda retratada nas lives e redes sociais, e outra pobre, marcada pela ausência de políticas públicas que demanda o bem coletivo.  


sábado, 23 de maio de 2020

Suposto “mensalinho” na câmara de União completou quatro anos, sem conclusão do caso

Comunidade não teve posição do MP sobre documento que a CEI não divulgou e Edmir Morais nunca explicou. Beto Baia hora repudiou, outrora negou. 



Os dados foram fornecidos pela Justiça de União dos Palmares. O documento foi encontrado da residência do ex-secretário Edmir Morais, resultado de uma busca e apreensão pela “CEI BETO BAIA” que não mostrou interesse na divulgação desse documento que  relaciona os vereadores, numero de cargos a disposição e suposto ‘jeton’ nas subvenções.

Documento divulgado:
Alan Elves (PV): cota 3* – R$ 3.620,00 + 3 assessores adicional de R$ 3.620;
Almir Belarmino (PSD): R$ 3.300,00 sem assessores;
Antonio Rosendo da Adefup (PTdoB):  R$ 3.300 + 3 assessores adicional de R$ 2.172,00; Benedito José dos Santos ‘Biu Crente’ (PRB): R4 3.300 + 5 Assessores adicional R$ 3,630;
Bruno Praxedes (PSDB): R$ 3.300,00 sem assessores, sem adicional;
Cicero Aureliano ‘Tita’: R$ 3.300,00 + 6 assessores R$ 4.720,00;
Fabian Holanda (PTB): R$ 3.300,00 mais 5 assessores adicional R$ 3.648,00;
Jailson Vicente (PTC): R$ 3.300,00 + 30 assessores adicional de R$ 21.720,00;
Joaquim Luiz de Brito (PPS):  R$3.300,00 4 assessores+ R$ 3.448,00;
Lucas Basilio (PRTB):  R$3.300 sem assessores e sem adicional;
Manoel Silva Manoel Peguinho’ (PT): R$ 3.300,00 + 4 assessores adicional de R$ 2.896,00;
Mario Soares Omena ‘Nego da Serra’ (PRTB): R$ 3.300,00 3 assessores adicional de R$ 2.548,00;
Paulo Cesar Felix (PMN): R$ 3.300,00 + 2 assessores adicional de R$ 1.448,00;
Dr. Paulo Cavalcante (PSB): R$ 3.300,00 + 5 assessores + adicional de R$ 6.172,00;
Rafael Pedrosa (DEM) R$ 3.300 + 2 assessores adicional de R$ 1.448,00
Edvan Correia (ex-coordenador político do executivo junto ao legislativo): R$ 3.300,00 + 10 assessores adicional de R$ 7.240,00.

Com a palavra Edmir Morais e MP.

  

Nesse sábado, 23, o mesa z conversará com o vereador Caju




]


Fique Ligado, o programa irá ao ar meio dia, na Rádio Zumbi FM
Apresentação: Professor Nivaldo Marinho e Anthony Albuquerque
Ligue: 3281 3669
Transmissão ao vivo:
·       https://www.facebook.com/nivaldo.marinho
·       https://www.facebook.com/anthony.albuquerque.144


Mesa Z, a voz da liberdade!

quinta-feira, 14 de maio de 2020

PORTAL DA TRANSPARÊNCIA: Prefeitura de União recebe mais de 300 mil reais, destinados para pavimentação e drenagem de ruas no município.


Projetos oriundos do governo Beto baia, quando retirou União do CAUC.


Recursos não faltam para o município de União dos Palmares, contudo a falta de transparência nas prestações de contas, não permite a perenidade das obras. O Poder Legislativo, que deveria fiscalizar, “dorme em berço esplêndido”.

[Portal da Transparência - Convênios] Convênios - UNIÃO DOS PALMARES/AL - Liberação de Recursos
transparencia.contato@cgu.gov.br
Qui, 14/05/2020 00:06
Responder
Olá Nivaldo José Vieira Marinho,

Você está recebendo esta mensagem porque se cadastrou no Portal da Transparência para receber informações sobre liberações de recursos dos convênios de um município específico. O objetivo da divulgação desses dados é ampliar a transparência pública e estimular a participação e o controle social.

Os convênios do município UNIÃO DOS PALMARES/AL que receberam liberações estão relacionados abaixo:

--------------------------------------------------------------------------------
Número Convênio: 12289/2016
Objeto: Pavimentação e Drenagem no município de União dos Palmares-AL.
Órgão Superior: Ministério do Desenvolvimento Regional
Convenente: MUNICIPIO DE UNIAO DOS PALMARES
Valor Total: 1.976.600,00
Data da Última Liberação: 29/04/2020
Valor da Última Liberação: 134.400,89
--------------------------------------------------------------------------------
Número Convênio: 35330/2014
Objeto: Pavimentação e Drenagem de Diversas Ruas no Município.
Órgão Superior: Ministério do Desenvolvimento Regional
Convenente: MUNICIPIO DE UNIAO DOS PALMARES
Valor Total: 1.432.650,00
Data da Última Liberação: 29/04/2020
Valor da Última Liberação: 177.458,06

domingo, 10 de maio de 2020

O único título




A narrativa de Lucas, demasiadamente conhecida, é impressionante. O filho, que pedira antecipação da herança, dissipou tudo, ficou sem nada, resolveu voltar e o pai deu um banquete por esse regresso, enfrentando a cólera do irmão mais velho, que havia ficado todo o tempo com ele e nunca tivera festa igual.

Pensemos no filho pródigo não no final de sua desventura, quando voltou, e foi abraçado pelo pai, apesar das censuras do irmão. Pensemos nele enquanto estava longe. Quando usou a herança e a dissipou entre as vaidades do mundo e caiu na miséria, na tristeza e na solidão. Como se sentia ele, no íntimo, quando estava no fundo do poço? O que pensava, como a si mesmo se via?

Lá está ele, longe de tudo, longe de casa, longe da segurança e da fartura da família, longe do aconchego. O que ele tem? Não tem mais nada, gastou tudo, estragou, dissipou, desperdiçou. Só lhe restam lembranças. De fato, ele só tem a consciência de que é filho do pai. É seu único bem, seu único título, seu único valor. Não tem boas ações a exibir, não tem vitórias, êxitos, glórias a mostrar. Não tem mais patrimônio, não tem bens, não tem nada. A única coisa que tem é a certeza de que é filho. Pode ser que o pai não o receba, não o reconheça, não reconstitua sua posição – e ele, de fato, não merece. E, sinceramente, nem imagina isso, não sonha com isso. Quer, regressando, ficar apenas como empregado na casa do pai, e isso não estará errado – está na linha do que ele veio aprontando, e ele está conformado com esse destino. Ao decidir voltar, não pode ter certeza de nada, nenhuma esperança. Não pode esperar ser bem acolhido, não se pode imaginar de novo no velho convívio. Apenas volta – e volta mais do que humilde, volta humilhado. Volta envergonhado, volta despedaçado. Muito mais do que arrependido, volta arrasado, destroçado, aniquilado. Mas volta porque é filho, embora confesse sinceramente saber que “já não sou digno de ser chamado teu filho”; dentro de si mesmo, está reconhecendo: “teu filho que não merece nada, não merece teu perdão, nem tua generosidade, nem tua acolhida, nem sequer teu nome”. Pede para ser tratado apenas como um empregado do pai, um dos mercenários dele.

No fundo, o único título que ele tem é o de ser filho daquele pai. É por isto que pede para ficar como empregado, não por conta de sua competência ou de suas habilidades. É por conta de sua condição de filho que pede o emprego. No fim de contas, é assim que se apresenta, com este único título. E o que não diz, mas está subentendido, é que, como filho, ama o pai.

E o pai – contra talvez a justiça, contra talvez a boa ordem, contra talvez a correta retribuição das coisas (como o filho fiel, o mais velho, dirá, reclamando) – o abraça, não apenas porque é generoso mas porque está sumamente feliz. E os dois intensamente choram. Choram de dor e de felicidade.

(Pode ser que este seja o único título com que muitos de nós nos apresentaremos um dia diante d'Ele: o de sermos seus filhos).

*      José Luiz Delgado
Professor de Direito da UFPE
*      Fonte: Diário de Pernambuco


sexta-feira, 8 de maio de 2020

Nesse sábado, 09, o mesa z conversará com o Professor Sergio Rogério







Fique Ligado, o programa irá ao ar meio dia, na Rádio Zumbi FM
Apresentação: Professor Nivaldo Marinho e Anthony Albuquerque
Ligue: 3281 3669
Transmissão ao vivo:
·       https://www.facebook.com/nivaldo.marinho
·       https://www.facebook.com/anthony.albuquerque.144


Mesa Z, a voz da liberdade!

terça-feira, 5 de maio de 2020

Nessa quarta, 06, o Mesa Z conversará com o empresário Sebastião de Jesus


Fique Ligado, o programa irá ao ar meio dia, na Rádio Zumbi FM
Apresentação: Professor Nivaldo Marinho e Anthony Albuquerque
Ligue: 3281 3669
Transmissão ao vivo:


Mesa Z, a voz da liberdade!