Páginas

Mostrando postagens com marcador Trasparência. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Trasparência. Mostrar todas as postagens

quarta-feira, 9 de dezembro de 2020

PORTAL DA TRANSPARÊNCIA: União dos Palmares recebe recursos destinados à pavimentação e drenagens de ruas

 



Olá Nivaldo José Vieira Marinho,

Você está recebendo esta mensagem porque se cadastrou no Portal da Transparência para receber informações sobre liberações de recursos dos convênios de um município específico. O objetivo da divulgação desses dados é ampliar a transparência pública e estimular a participação e o controle social.

Os convênios do município UNIÃO DOS PALMARES/AL que receberam liberações estão relacionados abaixo:

Número Convênio: 12289/2016

Objeto: Pavimentacao e Drenagem no municipio de Uniao dos Palmares-AL.

Órgão Superior: Ministério do Desenvolvimento Regional

Convenente: MUNICIPIO DE UNIAO DOS PALMARES

Valor Total: 1.976.600,00

Data da Última Liberação: 20/11/2020

Valor da Última Liberação: 38.544,00

 

 

Número Convênio: 35330/2014

Objeto: Pavimentacao e Drenagem de Diversas Ruas no Municipio.

Órgão Superior: Ministério do Desenvolvimento Regional

Convenente: MUNICIPIO DE UNIAO DOS PALMARES

Valor Total: 1.432.650,00

Data da Última Liberação: 09/11/2020

Valor da Última Liberação: 4.298,00

Atenciosamente,

Equipe do Portal da Transparência - CGU

http://www.portaldatransparencia.gov.br

 


segunda-feira, 13 de abril de 2020

União dos Palmares recebe recursos destinados a construção de quadra de esporte e acesso a Serra da Barriga.


Valor da Última Liberação em março/2020: R$ 63.375,00 (quadra descoberta ) e R$ 390.000,00 ( Acesso a serra da barriga). São  438.750,00 destinado a construção de quadra e 1.950.000,00  para o acesso a sera dsa barriga; 







Portal da Transparência - Convênios - UNIÃO DOS PALMARES/AL - Liberação de Recursos

Qui, 09/04/2020 00:23
Olá Nivaldo José Vieira Marinho,
Você está recebendo esta mensagem porque se cadastrou no Portal da Transparência para receber informações sobre liberações de recursos dos convênios de um município específico. O objetivo da divulgação desses dados é ampliar a transparência pública e estimular a participação e o controle social.

Os convênios do município UNIÃO DOS PALMARES/AL que receberam liberações estão relacionados abaixo:

--------------------------------------------------------------------------------
Número Convênio: 28463/2016
Objeto: Construção de Quadra descoberta no município de União dos Palmares - AL.
Órgão Superior: Ministério da Cidadania
Convenente: MUNICIPIO DE UNIAO DOS PALMARES
Valor Total: 438.750,00                                                                                                                     
Data da Última Liberação: 26/03/2020
Valor da Última Liberação: 63.375,00
--------------------------------------------------------------------------------
Número Convênio: 20460/2014
Objeto: Pavimentação e Drenagem do Acesso a Serra da Barriga - 1a Etapa.
Órgão Superior: Ministério do Turismo
Convenente: MUNICIPIO DE UNIAO DOS PALMARES
Valor Total: 1.950.000,00
Data da Última Liberação: 24/03/2020
Valor da Última Liberação: 390.000,00

Segundo dados do portal da transparência, União dos Palmares continuam recebendo recursos federais, contudo, as maiorias das obras encontram paralisadas. Segundo o mesmo portal, o motivo é a falta de prestação de contas das obras realizadas.

Segundo o portal, “O objetivo da divulgação desses dados é ampliar a transparência pública e estimular a participação e o controle social”.
Qualquer pessoa pode acompanhar os dados e valores recebidos pelo seu município, basta apenas se cadastrar no site: transparencia.contato@cgu.gov.br

Faça o seu cadastro, acompanhe e cobre dos gestores a aplicação dos recursos destinados a nossa cidade.
FIQUE DE OLHO ACESSO

quarta-feira, 6 de junho de 2018

Portal da Transparência: União recebe recursos para pavimentação de ruas

Detalhes do Convênio
Número do Convênio SIAFI:
801369 (Redireciona para o Portal Convênios – SICONV)
Situação:
Em Execução
Nº Original:
21553/2014
Objeto do Convênio:
Pavimentacao e Drenagem de Diversas Ruas do Municipio.
Orgão Superior:
MINISTERIO DAS CIDADES
Concedente:
CAIXA ECONOMICA FEDERAL - PROGRAMAS SOCIAIS
Convenente:
MUNICIPIO DE UNIAO DOS PALMARES
Valor Convênio:
1.976.600,00
Valor Liberado*:
392.204,88
Publicação:
24/09/2014
Início da Vigência:
15/09/2014
Fim da Vigência:
30/05/2019
Valor Contrapartida:
4.400,00
Data Última Liberação:
01/06/2018
Valor Última Liberação:
155.210,54



* Para saber cada uma das liberações, acesse a consulta – “Despesas Informações Mensais – Transferências de Recursos” - faça a consulta por exercício e selecione o Estado/Município desejado.


Relação de Documentos de Liberação
Selecione o(a) "Código do Documento" para obter o detalhamento do valor
Caso queira outra classificação, clique no título da coluna correspondente
11/11/2016
236.994,34
01/06/2018
155.210,54


segunda-feira, 17 de outubro de 2016

Fim da linha para a propagandas enganosas de “governo do povo”

É hora de acabar com  as pirotecnias e desinchar a máquinas públicas para  acertar as contas do governo tendo em vista a Lei de responsabilidade fiscal




É fato que nenhum governo se compara a administração de José Praxedes, contudo após a desastrosa gestão de Beto Baia e companhia, o grupo de governo denominado do povo para o povo formado pelas famílias  Pedrosa e a reboque os Praxedes,  assumiram os comandos administrativos da prefeitura de União dos Palmares, com a promessa de fazer diferente, todavia o que vimos foi à troca de seis por meia dúzia, pois os vícios e maus costumes continuaram, mudando apenas de lado.

O governo que tinha tudo para fazer diferente e garantir a reeleição, fez tudo, ou quase tudo errado. Denunciou a existência de centenas de servidores fantasmas, mas nunca denominou os mesmos, subtendendo-se que mudou apenas de lado. A SEMED continuou sendo usada como cabide de emprego dirigida por quem nunca deu uma aula, mantendo a “escravidão moderna” na educação. É fato que tiveram os acertos, pois na teoria do nada deixada por Beto Baia, quem faz pouco é muito. 

O período de gestão do prefeito interino foi usado como pré-campanha, mas ao chegar o término  do processo eleitoral, tudo caiu com a indignação do povo nas urnas. Agora o governo mostra sua cara, estava claro que cabia tantos contratados na prefeitura, e agora como era esperado, o grande número de contratos eleitoreiros estão sendo reincididos. Os estudantes universitários perderam a ajuda de custo para estudar em Maceió, os servidores efetivos não têm a garantia de recebimento do mês de dezembro e décimo terceiro salário, as obras pararam e as prestações de contas da prefeitura continuam obscuras. Transparência zero. E o pior de tudo isso é ninguém fala nada, nenhum representa o governo dá satisfação a comunidade,  a secretaria de comunicação não funciona, ou melhor nunca funcionou, sempre foi usada como cala boca de imprensa, de forma lamentável.

Portanto, esperamos que a gestão tenha a sensibilidade de no mínimo dá uma respostas à sociedade e pelo menos uma vez faça as prestações de contas do governo, deixando claro o que encontrou o que fez e o que não conseguiu fazer, pois pelo contrário corre um sério risco de a exemplo de outros prefeitos sair do cargo pelas portas dos fundos.

Pense nisso. 


segunda-feira, 21 de outubro de 2013

Dinheiro que estava sob guarda da Justiça ainda tem destino ignorado

Em julho a prefeitura de União dos Palmares teve as contas bloqueadas por determinação do juiz Antonio Rafael Wanderley Casado da Silva.




A empresa de telefonia Telemar recorreu na justiça à arrecadação indevida do valor de R$ 1 milhão, 200 mil reais recolhido de Imposto Sobre Serviços (ISS) de forma indevida na gestão do ex-prefeito Zé Pedrosa e Areski de Freitas.

ENTENDA O CASO
Em 2007 a prefeitura impetrou uma ação de execução fiscal contra a Telemar, cobrando a importância de R$ 1,2 milhão referente ao não-recolhimento de Imposto Sobre Serviços (ISS) o qual o município julgava-se credor.

A Telemar garantiu a execução com uma carta de fiança bancária e embargou a execução. O Juiz da Comarca na época, atendendo ao pedido do município, determinou o levantamento da importância antes do julgamento em definitivo da ação e sem a prestação de qualquer garantia pelo município.

O valor levantado deveria ter sido contabilizado na conta da prefeitura. No entanto, o lançamento feito, no mês e no valor do alvará, até o momento não foi localizado.

Posteriormente, o Tribunal de Justiça reconheceu ser indevida a cobrança de ISS e determinou ao município a devolução da importância, resultando, agora, no bloqueio das contas para que o dinheiro seja devolvido. (Secom)

Passado três meses após o bloqueio das contas, até o momento a assessoria de imprensa do prefeito Beto Baia não se pronunciou sobre o caso. A população precisa saber qual o destino do dinheiro sacado. Alguém tem que responder pelo caso.

Com a palavra o Governo Baia.