Páginas

sábado, 14 de novembro de 2020

União tem a oportunidade de reescrever sua história e dar um fim nessa política arcaica centralizadora que há décadas favorece apenas a um determinado seguimento ou família(s)

 



União tem a oportunidade de reescrever sua história e dar um fim nessa política arcaica centralizadora que há décadas favorece apenas a um determinado seguimento ou família(s), deixando de lado o bem comum, ou seja, a coletividade. Temos várias opções, contudo eu apresento um jovem guerreiro, de luta! Que por onde passou nunca deixou rastro de corrupção, escândalos e/ou envolvimento em falcatruas, mas de honestidade, competência, seriedade e, sobretudo amor com o que faz.

Em sua campanha simples, pé no chão, nos debates, apresentou um plano de governo viável com propostas que podem viabilizar o desenvolvimento sustentável de nossa cidade e nos devolver o sonho e a esperança de termos dias melhores.

Por isso, voto SÉRGIO, voto 13.

Viva a liberdade!

 


sábado, 7 de novembro de 2020

DE DOMINGO AGORA A OITO É DIA DE ELEIÇÃO



De domingo agora a oito
É dia de eleição
É dia do pleiteante
Do fundo do coração
Perguntar: o que desejas?
A quem tem de louça um caco
De terra só tem nas unhas
E mora de inquilino
Numa casa de botão

De domingo agora a oito
É dia "arreganha-cofre"
É de ajudar os que sofrem
É dia do estende a mão
E se agarrar com farrapos
De mastigar vinte sapos
E não ter indigestão
É dia de expor na fala
Que bem conhece o riscado
Ninguém come mais insosso
Ninguém bebe mais salgado


De domingo agora a oito
Não relampeja e nem chove
É o dia que nos comove
É o grande dia "D"
Agora, o dia "fuD"
Vai ser de domingo à nove

Composição: Jessier Quirino

quarta-feira, 4 de novembro de 2020

Não se deixe escravizar

 Ninguém nasceu pra ser escravo nem escravizado, mas livre.



Escravo: “que ou aquele que, privado da liberdade, está submetido à vontade de um senhor, a quem pertence como propriedade”; “indivíduo que vive em estado de absoluta servidão”.

Após 326 anos da derrubada do Quilombo dos Palmares, alguns personagem da política palmarina ainda insiste em perseguir e impor a escravidão na terra da liberdade, União dos Palmares.  Hoje a “escravidão denoninada moderna” é originada nos gabinetes políticos, a fim de manter ou aumentar os “currais eleitorais” e a garantia do voto de cabresto. Centenas de pessoas são submetidas a um emprego passageiro, com a promessa de serem mantidas no cargo, caso haja êxito na eleição do empregador, contudo o que já vimos outrora foi essas mesmas pessoas serem dispensadas, sem direito, sem salários e sem a esperança de receber os dias trabalhados. Infelizmente a  necessidade e a saciação momentânea daqueles que são privados do direito ao trabalho, fazem os mesmos  submeterem-se a esse estado.  

“[ ... ] Eu disse para ele que isso é um jogo, que o cara ou tem poder ou tem dinheiro. Tu não podes querer as duas coisas. Eu quero poder. Mas eu quero um dinheirinho para ter a minha vida confortável”, dois mil contratos, nos dar a garantia de no mínimo dois mil votos [... ]” diz o Prefeito. (Áudio da galinha dos ovos de ouro – eleições 2012 ). MACEIÓ, QUARTA-FEIRA   GAZETA DE ALAGOAS   EDIÇÃO DE 13 DE SETEMBRO DE 2012   

 

Escravizado é sinônimo de: dominadosubjugadosubmetido;

Existem pessoas que pela falta de oportunidade se submetem ao trabalho de escravos modernos. No entanto também existem aqueles que se permitem serem escravizados, por submissão e subserviência, a fim de se manter nas regalias oferecidas pelo governo. Muitos têm conhecimento, tem a consciência do processo, das irregularidades, tem estabilidade de emprego e renda, independem de prefeitura,  mas relaxam, entram na inércia do governo, preferem fazer parte do jogo. São  ESCRAVIZADOS por opção.

 

PORTANTO, meu caro leitor, se você se sente escravo ou escravizado pelo sistema, abra os olhos, ainda há tempo para ser LIVRE.  O futuro de união está em nossas mãos. Não nos deixemos ser escravizado, é hora de e exigirmos e cobrarmos políticas públicas igualitárias, para toda a comunidade, não para determinado seguimento. Busquemos o  bem comum.

Nascemos pra ser LIVRE.

Pense nisso.  

Professor Nivaldo Marinho.Com