Páginas

sábado, 17 de outubro de 2020

A Escravidão na Terra de Zumbi

Escravidão Moderna

União dos Palmares, terra da liberdade! Terra do herói negro Zumbi dos Palmares. Terra que deveria ser sinônimo e exemplo de luta e resistência aos desmandos dos senhores feudais, antigos e novos,  que de forma proposital, ainda tentam se perpetuar no poder em pleno século XXI, ainda convive com a escravidão quase total do seu povo.

O período de escravidão passou, mas parte da população não acordou para isso, vivem atrelados a quem detém o poder político e econômico; geralmente são pessoas que não têm disposição para o trabalho, que entraram numa “zona de conforto”, sendo subservientes, aos políticos assistencialistas, fazendo uso do puxa-saquismo como meio de vida e, portanto continuam sendo escravos da manutenção do poder.

Fazem parte do jogo, os contratos de trabalhos para o fortalecimento da base política. Isto é de conhecimento público. São centenas de contratos cedidos a parentes e amigos, quem está desempregado não vai recusar a oferta de emprego, é o mesmo que oferecer comida a quem está com fome, ou saúde a doente.  Assim toda família do contratado fica despojada de pudor e impregnada pelo sentimento de gratidão com o gestor e com quem o indicou. E para manter-se no cargo, necessariamente não poderá ir de encontro às posições política da gestão onde se encontra inserida. 

É perceptível a mudança de comportamento das pessoas que outrora era oposição e agora é governo. Diferente de quem é aprovado em concurso público, pois tem sua independência política, se não tem deveria ter,  não deve sua cabeça a ninguém, pode questionar e exigir melhorias. Assim, de forma indireta e inconsciente o povo tem sido escravizado politicamente e por que não dizer, em todos os sentidos.

Quem acredita na liberdade, proposta por Zumbi e na emancipação do povo ao modelo de gestão atual é sumariamente definido como oposicionista, comunista, e como tal é abominado pelo poder.

Uma coisa é certa, não temos mais Zumbi, mas temos seu exemplo de luta, coragem e determinação, que se vivo também estaria hoje lutando por concurso público, educação de qualidade, transporte gratuito para os estudantes, saúde, lazer, emprego e renda, além de transparência nos gastos do governo, no erário público.  

É hora de mudar essa história é hora de renovação, não se deixe escravizar! 
PENSE NISSO.

Professor Nivaldo Marinho.Com

     

quarta-feira, 14 de outubro de 2020

União dos Palmares “Terra da Liberdade”



Valdo do Calçamento


O gestor fala em terra da liberdade: 

Terra da liberdade
A qual você ver pela na rua cachorro e “cavalo vira lata” que come saco de lixo;

Terra da liberdade
Que você ver as crianças trafegando com motos como se fossem um brinquedo qualquer;

Terra da liberdade
Onde os donos de construções colocam os entulhos no meio da rua impedindo a passagem dos pedestres;

Terra da liberdade
Que você vê um lixão quase dentro da cidade, o tempo todo pegando fogo e a fumaça acabando com a saúde da população;

Terra da liberdade
Que você vê as blitz da polícia, sem êxito, porque os meninos entram no zap zap e indicam o local;

Terra da liberdade
Que você vê os passeios públicos bloqueados  por pontos comerciais e carros nas calçadas;

Terra da liberdade
Que já deveria ter esse nome mesmo, “TERRA DA LIBERDADE” e não União dos Palmares.

Por Valdo do Calçamento

terça-feira, 6 de outubro de 2020

27ª Sessão Ordinária da Câmara Municipal de União dos Palmares - 2020

 


05 de outubro de 2020

Início: 19h30minh

Presidida por Alan Elvis

Ausência: Almir, Tita, Jailson e Bruno;

Valor do dia que deveria ser descontado mediante as faltas: R$ 3.600,00

Valor acumulado em falta referente 2020: R$ 77.400,00

ATA: aprovadas sem discussão;

 

Expediente da semana (SEM EXPEDIENTE)

 

Ordem do Dia:

Requerimento do vereador Manoel Messias para a SEINFRA solicitando a conclusão do calçamento da Rua da Cachoeira sentido Padre Donald;

Facultada a palavra

Sandro Jorge

Requerimento dos vereadores Sandro Jorge, Manoel Messias, Zé Lourenço; Dé e Maria solicitando a criação de comissão processante a fim de destituir o vereador Cicero Aureliano da secretaria da secretaria da mesa diretora por quebra de decoro parlamentar e ainda cobra 3 mil reais para custear o  processo;

Neto Cavalcanti

Requerimento para luzup solicitando a iluminação da entrada da Usina Laginha;

 Manoel Messias

Oficio agradecendo o governador pela construção do Hospital regional

Ailton e Zé Lourenço agradem parabeniza o governador

Caju

Repudia a forma como foi feito a escolha dos servidores, com apadrinhamento, sem processo seletivo;

Repudia os colegas que estão se voltando contra Cicero Aureliano por conta da política;

Cita que em 2018 não conseguiu 03 assinaturas para fiscalizar o prefeito, mas tem maioria para excluir o que chamavam de amigo;

21h: término.


terça-feira, 22 de setembro de 2020

Sessão Ordinária da Câmara Municipal de União dos Palmares (SEM QUÓRUM)

 


21 de setembro de 2020

Início: 19h30minh

Presidida por Alan Elvis

Ausência: Bruno, Maria, Sandro, Jailson, Paulo Neto, Tenório, Dé, Zé lourenço, Manoel Messias;

 

Valor do dia que deveria ser descontado mediante as faltas: R$ 9.000,00

Valor acumulado em falta referente 2020: R$ 73.800,00

ATA: aprovadas sem discussão;

 

Expediente da semana (SEM EXPEDIENTE)

 

Ordem do Dia: (SEM ORDEM DO DIA)

 

Facultada a palavra

Ricardo Praxedes

Repudia a criação da comissão especial pelo presidente, a fim de aprovar o projeto do prefeito que visa receber 4,5 milhões;

Diz que tomará as medidas necessárias para ser respeitado o regimento interno;

Diz que o prefeito é corrupto e formador de quadrilha;

E diz que a proposta do mesmo é comprar voto de 200,00;

Cita o massacre que o prefeito fez com os professores aposentados e pensionistas e diz que não acredita que os professores votaram nesse prefeito;

 

Alan Elvis deixa a vontade para que os vereadores tomem as medidas cabíveis acerca do projeto de 4,5 milhões do prefeito;

 

Cícero Aureliano

Explica o prefeito usou 1 milhão para locar tendas e cones;

Usou Mais 7 milhões mas não justificou o uso, está fazendo obra de fachada em véspera de eleição;

Agora solicita mais 4,5 milhões depois que desarmou as barreiras sanitárias e as ações de combate ao covid;

O prefeito não explica o destino do uso do recurso;

 

Cajú

Informa que há meses solicitou informação da fonte pagadora das obras que o prefeito diz que é verba própria;

Denuncia o servidor que está fazendo calçadas com matérias da prefeitura;

Fala que o prefeito já deu a ordem para bancada subserviente  aprovar o recurso de 4,5 milhões;

 

Professora Meiry – comissão dos professores

Fala do veto do presidente acerca dos precatórios do fundef

Informa que uma comissão vai a Brasília, a fim de mobilizar o veto do presidente e pede ajuda para a passagem;

Convida os vereadores para mobilização quarta feira em defesa do veto;

Professor sem precatório, político sem voto!

 21h: término.

                                          


sábado, 19 de setembro de 2020

Candidatos desconhecem a função do vereador e do prefeito na terra da liberdade


A crise ética estabelecida na política nacional, tem tornado a população incrédulas com todo  sistema político brasileiro. Um forma usada para afastar os justos da disputa, é plantar a ideia de que todo político é  ladrão, dessa forma os corruptos se mantém no poder, União dos Palmares não foge da regra, tem sido assim a mais de 40 anos, com raras exceções .  A maioria dos nossos  representantes dos poderes não nos transmitem segurança em suas ações,  priorizam o assistencialismo, mostrando-se  ignorantes e alheios as  prerrogativas parlamentares.
 
Durante a campanha se intensificam as promessas de melhorias na saúde, educação e trabalho e paralelo a isso, de forma camuflada se faz pagamentos de  água, luz, bujão de gás, reméios... e ainda se gabam do que faz. O eleitor, por sua vez, acostumou-se com essa política assistencialista, parece gostar da safadeza, muitos desprovidos de recurso, outros de vergonha, batem na porta dos candidatos em buscas dos "favores" e quando não são assistidos, dizem  que o vereador não presta pra nada, e seguem em busca de outro, pois já estão mal acostumado.  

Os vereadores que deveriam elaborar leis, sobretudo fiscalizar as receitas e despesas do gestor, além das  condutas político-administrativas de todo Poder Executivo, a maioria prefere se aliar ao prefeito mediante as vantagens e regalias oferecidas, tornando-se subservientes, omissos e covardes. 

O prefeito que foi eleito para gerenciar e elaborador de políticas públicas para atender à comunidade, governa para grupos privilegiados, mantendo a  políticas dos vícios e maus costumes, como se estivesse em casa. 

Portanto, precisamos avaliar nossos candidatos aos diversos cargos, é preciso mais critérios na escolha, tendo como referencia os serviços prestados à comunidade. Precisamo votar com sabedoria, pois "quem vende voto, pode eleger ladrâo". Que não tenhamos vergonha de ser honesto e fazer a coisa correta. Precisamos ter esperanças e acreditar em dias melhores para o nosso município. Não se deixe enganar com falsas promessas e por obras eleitoreiras e emprego em véspera de eleição. 

PENSE NISSO. 

Isso a secretaria de marketing não mostra... Prefeitura de União se mostra inoperante frente às políticas de resíduos sólidos no município.

 


Buscando atender as Políticas Nacionais de Resíduos sólidos que determina o fim dos lixões com prazo máximo ate 2019, a prefeitura de União fez festa ao decretar “o fim do lixão da camaratuba”, contudo a comunidade não tem o que comemorar, pois o lixão pode ter saído da entrada da cidade, mas se acumulou em todos os bairros, devido à inoperância e ineficácia no recolhimento. A ideia que temos é que o lixo foi descentralizado para os bairros, deixando um aspecto de cidade sem dono, o retrato do governo, um lixo.

O pouco que é recolhido pela frota de transporte sucateada, não recebe o tratamento adequado, no tocante a reciclagem. Dezenas de catadores circularam nas ruas dia e noite, em busca de matérias recicláveis, sem apoio dos gestores, que outrora prometeu aos mesmos a criação de uma cooperativa de reciclagem, mas só ficou na promessa.

O gestor não entende, e se entende ignora que investindo em reciclagem, além de gerar emprego e renda, gastaremos menos com transporte para o aterro sanitário, sem contar que a cidade ficará mais bonita, com menos resíduos, chorume, moscas e outros vetores.  

Portanto, é preciso que o futuro gestor discuta esse problema real em nossa cidade, com transparência nos gastos e apresente uma política de enfrentamento com responsabilidade, chega de maquiagem e de pinturas de cidade que só existe na virtualidade.

Precisamos dar um fim no lixo e na falta de gestão.


União dos Palmares terá 7 candidatos a prefeito

 


Terminou nesta quarta-feira (16/09) o prazo final para os partidos políticos realizarem suas respectivas convenções partidárias, e apresentarem os candidatos na majoritária e proporcional, que disputarão as eleições 2020.

Em União dos Palmares, de forma histórica, foram apresentadas sete chapas que disputarão na majoritária, pela prefeitura do município.

Confira como ficará a disputa:  









Texto e fotos: BR104, acessado em 19/19/20.

quarta-feira, 16 de setembro de 2020

Sessão Ordinária da Câmara Municipal de União dos Palmares

 



🙈🙉🙊

14 de setembro de 2020

Início: 19h30minh

Presidida por Alan Elvis

Ausência: Caju, Bruno e Maria;

Valor do dia que deveria ser descontado mediante as faltas: 2.700,00

Valor acumulado em falta referente 2020: R$ 64.800,00

ATA: aprovadas sem discussão;

Expediente da semana

Ofício do SAAE enviando os balancetes referente s aos  meses de março e abril de 2020;

Ofício da SEMED  em resposta ao vereador Paulo Neto, informando que disponibilidade de aulas de redação on-line tendo em vista reparar as perdas com a pandemia;

Ofício da SEMED  informando que não tem ainda data prevista para o retorno as aulas presenciais;

Ofício do vereador Ricardo Praxedes solicitando da mesa diretora a redistribuição do projeto de lei que trata da liberação de crédito para o Poder Executivo no valor de 4,5 milhões;

Tita diz que o regimento não foi respeitado no tocante ao artigo 50, em relação a distribuição do projeto

O Presidente Alan diz que na casa existem 15 cabeças, contudo cada um interpreta o regimento de uma forma, que outrora já aprovaram projetos no mesmo dia; (Acordo de cavalheiros)

Convoca os vereadores para formar uma comissão extra a fim de elaborar o parecer do projeto;

Paulo Neto cita que toda vez que chega um projeto de lei que favorece ao prefeito, a comissão de legislação e justiça falta à sessão;

O presidente nomeia Sandro Jorge relator especial e suspende a sessão por 10 min a fim de elaborar os pareceres, em seguida encaminha para a comissão de finanças;

Tita informa que a mesa diretora está cometendo um equívoco, não estão rasgando o regimento interno;

Tita expõe o ofício do advogado do MDB que solicita a suspenção das comissões e cobra a deliberação do presidente, já que o mesmo tem interesse em dar prosseguimento nos projetos;

Informa que enquanto não houver a suspenção e reformulação das comissões, nada poderá ser deliberado;

 

Paulo Neto

Diz que o presidente está com a razão em seguir com os projetos;

Requer da mesa todos os projetos aprovados antes e depois da chegada do ofício de Marcos Paulo, advogado do MDB;

Ailton Tenório  marca duas audiências públicas para o dia 17 e 24/09,  a fim de discutir o projeto de liberação de recurso, sob  repúdio de Tita, que cita que o membro da comissão não tem poderes para marcar reunião;

 Ordem do Dia: Nada planejado

 Facultada a palavra

 21h: término. 

quarta-feira, 9 de setembro de 2020

Sem resposta: Quem explodiu a Rádio Farol FM?

Após oito anos  do ocorrido, a Polícia Federal não apontou os responsáveis nem concluiu se foi  atentado ou pirotecnia.


Imagem de câmaras de monitoramento do centro da cidade

Atentado ou Pirotecnia?
Oito anos se passaram, no entanto até hoje a comunidade palmarina não tem conhecimento de quem foi o responsável pela explosão do estúdio da Rádio Farol FM. A ação  pode ter influenciado de forma indireta no resultado das eleições para prefeito em União dos Palmares em 2012.

O Fato
Na madrugada de quinta-feira 03 de setembro de 2012, dois homens explodiram parte do prédio onde fica instalada a Rádio Farol FM, pertencente ao deputado federal João Caldas (PEN), no município de União dos Palmares, deixando os equipamentos totalmente destruídos. A rádio fazia oposição à Prefeitura e havia divulgado áudios que revelava diálogos entre o ex-governador Manoel Gomes de Barros e o ex-prefeito Areski Freitas.

Você acredita que esse fato foi um ato político? 


Com a resposta a Polícia Federal com o apoio e empenho do deputado JHC. 

O VOTO QUE VOCE VENDE VAI ELEGER UM LADRÃO.


Quero aqui esclarecer, que é comum agente ver  em tempo de eleição

Candidato aparecer e ao povo oferecer dinheiro fácil na mão
Diante da precisão o fraco eleitor se rende
O VOTO QUE VOCE VENDE VAI ELEGER UM LADRÃO.

Esse voto que é comprado, na maior enganação, fruto da corrupção
Sai caro muito salgado, um prejuízo lascado para o cofre na nação
Com o dinheiro na mão o eleitor não entende
O VOTO QUE VOCE VENDE VAI ELEGER UM LADRÃO.
Que roubará a vontade sua própria moradia
Um hospital da cidade, um asfalto que um dia na tua rua teria,
A escola e educação e vai passar a mão
Mas você não compreende
O VOTO QUE VOCE VENDE VAI ELEGER UM LADRÃO.

Não aceite essa sujeira, senão o país não muda,
E fica na quebradeira, não receba não se iluda
Essa mentirosa ajuda vai trazer destruição
É armadilha do cão, que ajuda depois prende
O VOTO QUE VOCE VENDE VAI ELEGER UM LADRÃO.

Esse cabo eleitoral que oferece a grana
É um agente do mal, um mal feitor que te engana
E você pode ir em cana com ele no camburão
Quando tem corrupção, aí a mazela rende
O VOTO QUE VOCE VENDE VAI ELEGER UM LADRÃO.

Quem compra voto é bandido, larápio, salteador,
E o crime é dividido também com o eleitor
Que se vendeu sem pudor, sem vergonha e sem noção
Merecem os dois a prisão, pois só na cadeia entende
O VOTO QUE VOCE VENDE VAI ELEGER UM LADRÃO.

Wellington Costa - Poeta

terça-feira, 1 de setembro de 2020

Minha cidade precisa ser amada, mas é traída, sobretudo em épocas de eleições.

 


União dos Palmares, cidade referencial da zona da mata, possui o título de cidade polo, apenas como status, pois há décadas tem sido tratada como a filha adotiva escravizada  por um lote de políticos ruins, que  visam  o lucro e o poder, mostranso-se desprovido de  compromisso, vontade, seriedade, respeito, sensibilidade, sobretudo, de AMOR. 

Nosso município ja teve deputados, secretários de Estado e até governador, mas não fez diferença nos investimentos local, o progresso insiste em passar longe. Não temos liderança política, os gestores sempre foram subservientes ao governo, mas nunca conseguiram trazer nada que alavancasse o progresso da cidade. Pra ser justo, Renan Filho construiu o acesso à Serra da Barriga, talvez com remorso de ter nos tirado o campus do IFAL.  Infelizmente a ingerência administrativa não permite que o município avance no tocante ao turismo e cultura, fala-se de liberdade, mas escraviza os servidores, “tira o pão para  dá esmola”.

É chegada a hora das eleições, aí tudo mudou! A cidade que nunca viu uma mão de cal, agora está lotada de contratados, aqueles que outrora trabalhavam sem receber, estão trabalhando enfileirados. Em toda esquina tem uma obra eleitoreira, sem placa que identifique o valor e a fonte pagadora. São três meses de sonho, em uma “CIDADE VIRTUAL”, todavia já vimos essa mesma história: em Janeiro todos pegam o beco, sem direito a nada. Aí são mais três anos e nove meses de faz de conta, perseguição, ironia e miséria.

Sinceramente, é muito triste a situação da “terra da liberdade” que sonha em viver livre, mas continua elegendo parasitas, que sem compromisso, vontade, seriedade, respeito, sensibilidade, sobretudo, sem AMOR pelo povo palmarino, pela nossa querida UNIÃO DOS PALMARES.


Sessão Ordinária da Câmara Municipal de União dos Palmares

 


31 de agosto de 2020

Início: 19h30minh

Presidida por Alan Elvis

Ausência: Almir Belo;

Valor do dia que deveria ser descontado mediante as faltas: 900,00

Valor acumulado em falta referente 2020: R$ 62.100,00

ATA: omitida

Expediente da semana

Ofício do Poder Executivo devolvendo os projetos de lei que torna de utilidade pública a pestaloze e solicita abertura de crédito de 100 mil reais;

 

Ofício do advogado do MDB – Paulão informando e cobrando a nova formação das comissões que compõe o Poder Legislativo, mediante as mudanças de legendas dos parlamentares e as proporções partidárias que visam formar as mesmas e pede a suspensão das reuniões até que seja corrigido;

Mensagem de veto total de Projeto de Lei de autoria do vereador Cícero Aureliano que dispões da nomeação de ruas no bairro Nova Esperança;

Projeto de Lei do Poder Executivo solicitando a criação de crédito suplementar no valor de 4.400.000,00 a fim de combater ao COVID 19;

Emenda ao projeto de Lei de Diretrizes Orçamentária para 2021 a fim de corrigir um erro de digitação – aprovado;

Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentária – aprovado;

Ordem do Dia: Nada planejado

Facultada a palavra

Paulo Neto

Requerimento para o prefeito e SEMED solicitando a criação de cursinho on line, a fim de preparar para o ENEM;  

Alan Elvis convida a comissão de educação para visitar o prefeito, a fim de elaborar um plano de distribuição dos precatórios do Fundef aos servidores da educação;

Manoel Balbino

Convite para os vereadores para a formação da turma corte e costura e informa que abrirá novas turmas;

Manoel Messias

Ofício para Toni Lopes solicitando que a equipe que fez o calçamento no nova esperanças, volte para colocar os meios fio e fazer a queda d’água;   

Ofício para a SEMED solicitando informação acerca das condições e planejamento para o retorno as aulas;

Cícero Aureliano

Repudia os vetos do prefeito a seus projetos, e denomina como perseguição;

Repudia o mau uso de um milhão no combate ao covid 19, O governo já liberou mais de sete milhões e agora pede mais 4,5 milhões;

Disse que o prefeito deveria ter vergonha da forma como tem usado o dinheiro destinado ao município;

Convoca a população para acompanhar o voto dos vereadores acerca da aprovação do projeto;

Caju

Repudia as prioridades do governo no gasto dos recursos, onde se aplica dois milhões em contratos;

Que deveria ter uma fiscalização do governo federal;

21h: término. 

sábado, 29 de agosto de 2020

União dos Palmares - Milagres acontecem em época de eleição

 A crise acabou faltando três meses para as eleições e as promessas são renovadas;





Os contratos se multiplicaram e deverá ter pagamento garantido até 15 de novembro;

As ruas receberam um mutirão de homens e mulheres, sem EPI, contratados a fim de limpar o mato e o lixo da gestão acumulados de outrora;  

As obras com recurso oriundos dos projetos de 2014 “estão a todo vapor” em caráter eleitoreiro;

Eleitores que outrora fora ignorados, agora recebem acenos, aperto de mão e abraço de porco espinho;

Todo dia se ver uma live, retratando a cidade virtual, a fim de enganar os “cegos das intendências”;

Os escravos políticos se identificam por livre e espontânea pressão: “DEIXA O HOMEM TE ESCRAVIZAR”;

Quem comia ensosso, agora come salgado, sem escaldar e sem reclamar;

E ainda há quem defenda que tudo está “SERTO” e deixa o homem escravizar.

 

 

terça-feira, 25 de agosto de 2020

Sessão Ordinária da Câmara Municipal de União dos Palmares

 


24 de agosto de 2020

Início: 19h30minh

Presidida por Alan Elvis

Ausência: Rafael, Maria e Jailson Vicente, Ricardo e Bruno;

Valor do dia que deveria ser descontado mediante as faltas: 4.500,00

Valor acumulado em falta referente 2020: R$ 61.200,00

ATA:  omitida

Expediente da semana

Ofício da secretaria de Ação Social enviando balancetes referentes aos meses de março, abril, maio  e junho de 2020;

 Mensagem de veto total do Projeto de Lei do Poder Legislativo que trata da isenção de pagamentos de impostos das instituições atingidas com a pandemia;

Mensagem de veto total do Projeto de Lei do vereador Bruno  que trata da criação de aplicativo, a fim de transmitir ao vivo o processo licitatório municipal;

Relatório da reunião da comissão de finanças e orçamento informando da deliberação do advogado do senhor Jaime Verget e da nova convocação  para o dia 10/09;

 

Ordem do Dia: Nada planejado

 

Facultada a palavra

Cícero Aureliano

Informa que em reunião da comissão de finanças e orçamento, acatou ao pedido do advogado de Jaiminho, o qual solicitou a nova data de apresentação do empresário Jaiminho, mas foi voto vencido, pois Sandro Jorge e Ailton Tenório votaram contra a convocação do empresário, que pretendia apresentar as provas contra o prefeito;

 Paulo Neto

Ofício para o secretário de meio ambiente solicitando a justificativa do corte das arvores da praça padre Cícero;

 Ailton Tenório

Disse que votou contra a vinda do empresário, porque ele faltou com respeito com a casa ao ser convidado e não comparecer por três vezes;

Alan Elvis

Ofício para o prefeito e SMTT solicitando que estude uma forma de coibir a ação do BBTRAN que vem fazer cartel com em União dos Palmares;

Alguém está ganhando com a ação, pois mesmo tendo galpão em União, se leva para Maceió;

Manoel Messias

Ofício para Lucas do Macarrão solicitando que atenda ao requerimento e ofícios que solicitam iluminação pública para os bairros;

21h: término.

                                          


quarta-feira, 12 de agosto de 2020

Sessão Ordinária da Câmara Municipal de União dos Palmares

 


02 de agosto de 2020

Início: 19h30minh

Presidida por Alan Elvis

Ausência: Rafael, Maria e Jailson Vicente;  

Valor do dia que deveria ser descontado mediante as faltas: 2.700,00

Valor acumulado em falta referente 2020: R$ 45.000,00

ATA:  omitida

 Expediente da semana

Ofício do Poder Executivo solicita a devolução do projeto que visa à abertura de crédito especial para Pestalozzi; (100 mil reais).

Projeto de lei do Poder Executivo que solicita criação de crédito especial a fim de beneficiar as famílias ligadas a Pestalozzi, tendo como público alvo as pessoas com deficiência, agora financiado pelo fundo do tesouro municipal (enviado as comissões).

Projeto Decreto Legislativo de Cicero Aureliano que concede título de cidadão honorário ao Sr. Rivaldo Rodrigo de Melo;

Projeto Decreto Legislativo de Cicero Aureliano que concede título de cidadão honorário ao Sr. Lenildo Alves da Silva;

Projeto de Lei de Cicero Aureliano que autorizam o Poder Executivo isentar até o dia 31 de dezembro tributos municipal das categorias de transportes, feirantes, ambulantes, taxistas e outros de União dos Palmares;

Projeto de Lei de Bruno Lopes que obriga o Poder Legislativo a criar aplicativo que transmita ao vivo as licitações da prefeitura;

Projeto de Lei de Cícero Aureliano que nomeia a AL 205 de José Praxedes Filho;

Projeto de Lei de Cícero Aureliano que nomeia a Avenida Principal do Nova Esperança de José Ricardo (da Fazenda Serra da Laje)

Projeto de Lei do Poder Executivo que transforma a ADEFUP, associação de utilidade pública;

 

Ordem do Dia:

Indicação de Caju para o secretário de agricultura solicitando a recuperação das estradas de Santa Maria, Pelada e outros;

Ofício de Paulo Neto para o deputado Max Beltrão solicitando que intervenha junto ao governo federal o retorno da receita federal para União;

Facultada a palavra

22h: término.


sábado, 8 de agosto de 2020

OS CARAS PRETAS

 Em União, saíram “Os Caras Pretas” e hoje, a grande maioria dos políticos da nossa cidade são “Caras Pálidas”. Políticos sem ideologia, sem formação política, sem compromisso e SEM VERGONHA NA CARA.



Quando assumiram o poder em 1964, os militares para restringir as articulações políticas da oposição, extinguiram o pluripartidarismo, em 1965, pelo ATO INSTITUCIONAL NÚMERO DOIS e ATO COMPLEMENTAR NÚMERO QUATRO, estabelecendo o Bipartidarismo no Brasil, deixando os outros partidos na ilegalidade,

Foi então que surgiram a ARENA (Aliança Renovadora Nacional) e o MDB (Movimento Democrático Brasileiro), partidos que definiam a situação e a oposição.

Em União, como em outras cidades; esses dois partidos eram muito bem divididos. A Arena tinha a mão forte dos militares e a subserviência dos seus filiados em troca dos benefícios do poder. Enquanto o MDB era determinado pelos inconformados com o poderio da situação. Os oposicionistas.

Na nossa cidade esta situação dividia amigos e familiares, numa guerra política desastrosa e inconsequente.

Na minha infância, ficou bastante evidente esta divisão através das famílias Gomes de Barros na ARENA e os Vergeti no MDB. Isto era uma loucura! Esses Grupos faziam com que a população se dividisse e se enfrentassem no campo das discussões políticas e até no braço mesmo. Na verdade este vínculo com as famílias eram tão fortes que sobrepunha à questão ideológica.

 

A questão social ficava prejudicada por esta divisão, pois a separação da sociedade palmarina era explicita, ou seja; que estava em um lado não poderia se relacionar com o outro. As amizades e até os casamentos, era de bom gosto se fosse entre os partidários. Quem não era do mesmo partido era chamado de “CARA PRETA”.

No período das campanhas políticas era um inferno, as pessoas se tornavam inimigas. Os carros de sons que anunciavam os comícios e que vendiam o “peixe” do seu partido convidavam os correligionários para uma noite de promessas, que geralmente nunca eram cumpridas. Os comícios era o termômetro das campanhas. A quantidade de pessoas nos comícios demostrava a força e a capacidade de aglutinação e de mobilização, dos candidatos e do partido. O comício virava um grande acontecimento. Geralmente o palanque era um caminhão, que ficava carregado de gente; com alguns autofalantes amarrados em caibros, para o som alcançar a maior distância possível e o eleitor pudesse ouvir as promessas dos candidatos.

Durante o dia era uma verdadeira agonia para a população. A poluição sonora era terrível e com músicas mal arranjadas e de péssima qualidade. Em uma rua passava um carro de som com a música: “É Mano, é Mano, é Mono; é Mano sim senhor...”; na outra: “Afrânio Vergeti, candidato a prefeito, vote nele eleitor; dessa vez União toma jeito”; eles passaram pela prefeitura de União e até agora a nossa cidade continua sem jeito.

Hoje com a pluralidade partidária, na nossa cidade, ainda tem gente que nunca deixou de acompanhar seus candidatos, em troca de empregos ou benefícios destes, quando eles chegarem ao poder. Agora a troca de partido virou moda. Todos os políticos estão arrumando em jeitinho de levar vantagem com a troca partidária.

Em União, saíram “Os Caras Pretas” e hoje, a grande maioria dos políticos da nossa cidade são “Caras Pálidas”. Políticos sem ideologia, sem formação política, sem compromisso e SEM VERGONHA NA CARA.

Lembranças do passado, Por Joaquim Maria.


terça-feira, 4 de agosto de 2020

Sessão Ordinária da Câmara Municipal de União dos Palmares



03 de agosto de 2020

Início: 19h30minh

Presidida por Alan Elvis

Ausência: Bruno, Cajú e Zé Lourenço;  

Valor do dia que deveria  ser descontado mediante as faltas: 3.600,00

Valor acumulado em falta referente 2020: R$ 42.300,00

ATA:  omitida

 Expediente da semana

Projeto de Lei do vereador Cícero Aureliano que  isenta o pagamento de impostos municipais de motoristas, transportes complementar, moto taxistas, ambulantes e outros durante o período de pandemia; (enviado as comissões)

Projeto de lei do Poder Executivo que solicita criação de crédito especial a fim de beneficiar as famílias ligadas a Pestaloze, tendo como público alvo as pessoas com deficiência; (enviado as comissões)

 

Ordem do Dia: NADA PLANEJADO

Facultada a palavra

 Ailton Tenório

Ofício para secretaria de agricultura solicitando empenho na manutenção das estradas da zona rural, pois a reclamação dos agricultores é enorme;  


Cícero Aureliano

Repudia o prefeito que passou três anos e meio sem fazer nada, deixando para fazer obras eleitoreiras na véspera da campanha;

Repudia o prefeito por nunca ter pago as subvenções e agora quer fazer média com a pestaloze; 

Informa que o prefeito colocou em seu gabinete dois milhões e meio;

Diz que o prefeito recebeu sete milhões para combater o covid e tá fazendo política;

 

Paulo Neto

Parabeniza a secretaria de saúde e repudia o sec. de agricultura que não ouve os vereadores;

Explica porque pediu a abertura das barreiras sanitárias, pois foi bombardeado nas redes sócias;

 

Fala que as pessoas falam dos vereadores porque não têm conhecimento de seus projetos e cita o seu único projeto como vereador “cortar e Costurar”, que deve está abrindo novas turmas;

Diz nunca teve uma câmara que deu tão certo na gestão como essa;

Repudia que cobra o trabalho do vereador;

 Maria José

Disse que já dou 11 máquinas de costura, mas no rádio dizem que ela é zero;

 Manoel Messias

Requerimento para seinfra solicitando a recuperação do calçamento da cohab nova;

 21h:  término.