Páginas

segunda-feira, 11 de julho de 2016

Leite São Domingos dá lugar ao DOCE GLOBO

Foto de arquivo                Leite São Domingos
Cinco anos de dedicação e trabalho: controle de qualidade
                                             Produtos São Domingos
Há seis anos, após a enchente de 2010, a Indústria de Laticínios São Domingos fechou de vez suas portas e a reboque, a geração de mais de 100 empregos diretos, ou seja, mais de 100 famílias sem rendas em União dos Palmares que já vinha sofrendo com o fechamento da usina Laginha.

O Laticínio São Domingos foi à primeira indústria do nordeste a produzir bebida láctea em saquinho, na época o “dominguinho” bateu recorde de vendas em todo nordeste. A empresa foi referência em qualidade, seus produtos a exemplo da manteiga eram os mais procurados no comércio. 


A globalização, o aumento da concorrência e a falta de matéria prima, “o leite inatura”, foram alguns dos fatores que contribuíram para a empresa entrar em crise.
Em 2008 a indústria foi arrendada a Bom Leite Industrial Ltda., empresa que tem sua matriz em São Bento do Una, interior de Pernambuco, contudo após a enchente de 2010, o contrato foi cancelado, os produtos da Bom Leite voltaram a ser produzido em São Bento e distribuído pela Distribuidora NM Laticínios localizada em União dos Palmares, que distribui para União e região.


Mas nem tudo está perdido, essa semana a empresária Eliane Torres anunciou a implantação de uma nova fábrica no local da antiga São Domingos, trata-se da fábrica de DOCE GLOBO, sua inauguração está prevista para o mês de agosto, o novo empreendimento deverá gerar mais de 50 empregos diretos e indiretos.

Emprego e renda são necessidades urgentes para o nosso município que há década viveu dependente da Usina Laginha. Nossos gestores não tiveram a capacidade de planejamento nesse sentido. Hoje o município sobrevivi dos salários dos aposentados, do comercio que é esquecido e desvalorizado pelo gestor e sobrevive das feiras livres, além dos empregos assistencialistas da prefeitura.


Esperamos que os candidatos que se propõe a administrar União dos Palmares sejam capazes de desenvolver esse setor, não pensem apenas em empregar a família, parentes e agregados. 

Nenhum comentário: