Páginas

terça-feira, 21 de março de 2017

A difícil tarefa de ser cidadão, sobretudo cristão no mundo de hoje.



A todo instante somos bombardeados com notícias de corrupção, roubo, estelionato, em quase todo seguimento da sociedade, os vícios e maus costumes estão se impregnando nas pessoas que não acreditam na justiça e acham que vão se dá bem o tempo todo.
O poder de indignação aos poucos está se acabando. Quem se opõe a esse “modelo maquiavélico” onde os fins justificam os meios, é rotulado de carta fora do baralho, otário, sonhador, utópico, além de outros adjetivos.

É preciso ser muito forte, ter muita fé em Deus para ir de encontro a esse modelo de vida imposto por aqueles que buscam tirar proveito de tudo e de todos, achando que o importante é se dá bem. Estão esquecendo a fraternidade, a partilha e que a honestidade não é uma virtude, mas uma obrigação de todo cristão.


Viver a justiça e o amor não é tarefa fácil, mas se cada um fizesse um pouquinho, teríamos com certeza um mundo melhor. 

Nenhum comentário: