Páginas

quinta-feira, 30 de julho de 2015

Não tem dinheiro que pague nem lembrança que apague um lugar especial

Vende-se, Olavo Bilac



Certa vez, um grande amigo do poeta Olavo Bilac queria muito vender uma propriedade, de fato, um sítio que lhe dava muito trabalho e despesa. Reclamava que era um homem sem sorte, pois as suas propriedades davam-lhe muitas dores de cabeça e não valia a pena conservá-las. Pediu então ao amigo poeta para redigir o anúncio de venda do seu sítio, pois acreditava que, se ele descrevesse a sua propriedade com palavras bonitas, seria muito fácil vendê-la.

      E assim Olavo Bilac, que conhecia muito bem o sítio do amigo, redigiu o seguinte texto:

 "Vende-se encantadora propriedade onde cantam os pássaros, ao amanhecer, no extenso arvoredo. É cortada por cristalinas e refrescantes águas de um ribeiro. A casa, banhada pelo sol nascente, oferece a sombra tranquila das tardes, na varanda."

   Meses depois, o poeta encontrou o seu amigo e perguntou-lhe se tinha vendido à propriedade.

      "Nem pensei mais nisso", respondeu ele. "Quando li o anúncio que você escreveu, percebi a maravilha que eu possuía." 



VERDADE!
Não tem dinheiro que pague nem lembrança que apague um lugar especial, pertinho da natureza.

Líderes comunitários cobram presença e ação do prefeito Beto Baia nos bairros

Prefeito Beto Baia promete sair do gabinete e visitar as comunidades a partir de agosto

Luiz Carlo, Antonio, Nel do Reggae Veinho e NM,Com

Nesse sábado, estive reunido com os líderes comunitários dos principais bairros de União dos Palmares, Antônio do bairro Sagrada família, Nel do Padre Donald, Edson do Newton Pereira e Luiz Carlo do Robertão. Em duas horas de diálogo podemos constatar as necessidades dos bairros e a ausência do governo no município.

Os serviços básicos de infraestrutura não chegam aos bairros, limpeza pública, capinagem, operação taba buraco são ações micros que a priori resolveria parte dos problemas da comunidade, todavia o governo não interage com a comunidade, “não tenho o que ver nas ruas” disse o prefeito Baia, esquecendo-se do povo humilde que o elegeu.

Os parlamentares também evitam caminhar nos bairros, o modelo de politica assistencialista usado nas campanhas cria um abismo entre os Edis e a comunidade, suas presenças é sinônimo de assistencialismo. A maioria dos munícipes desconhecem as prerrogativas dos vereadores, e Já se criaram um rótulo de que vereador não faz nada ou não serve para nada.

Portanto, está na hora de termos um governo participativo, que priorize a população, interagindo e mostrando-se um governo transparente e verdadeiro.

quarta-feira, 29 de julho de 2015

Educação mantém greve e aprova “moção de repúdio” à SEE/AL

Assembleia decidiu manter a greve

Parados desde o dia 16 de julho, trabalhadoras/es da educação em Alagoas realizaram, na manhã desta terça-feira (28), uma assembleia geral de avaliação dos primeiros dias da greve. O movimento está se fortalecendo, mesmo enfrentando dificuldades com a pressão feita pela Secretaria de estado da Educação (SEE/AL), através de boatos e ameaças. Uma “moção de repúdio” à atitude da secretaria foi aprovada na assembleia.


Consuelo Correia, presidenta do Sinteal, falou sobre o quadro encontrado nas visitas às escolas nos primeiros dias do movimento grevista. Segundo ela, “as CRE’s estão fazendo pressão, com informação falsa sobre estágio probatório e ilegalidade de greve. O secretário está falando diretamente com os profissionais, parabenizando aqueles que não estão fazendo a luta. Toda essa pressão ainda está somada às escolas cheias de monitores, que têm sido colocados até mesmo para limpar a escola”. Ainda na avaliação, ela [Consuelo] vê que toda essa pressão não está impedindo a luta da categoria. “Cumprimos bem a agenda dos primeiros dias, e mesmo nesse cenário difícil temos uma adesão boa dos profissionais da rede. Professores e funcionários estão unidos nesse enfrentamento”, disse.


Fonte: Sinteal

terça-feira, 28 de julho de 2015

Eleições para conselheiros tutelares 2015 - União dos Palmares


Cédula oficial


Número  e nome dos Candidatos

01 - Sandro do Jacinto
02 - Elisabete de Souza
03 - Cleide Vânia dos Terrenos
04 - Carlos da Umes
05 - Benedita - Biu Custureira
06 - Alisson Perreira
07 - Jô Viturino
08 - Solange Eugênio
09 - Professor Helder
10 - Luciano Gordo
11 - Ricardo Valério
12 - Silvio da Auto Escola
13 - Alexander Campos
14 - Madalena do Conselho
15 - Elias Capoerista

segunda-feira, 27 de julho de 2015

Político

Sem comentário


Seja a mudança que você quer ver no mundo

Mahatma Gandhi



A facilidade de acesso ao crédito, o aumento da renda familiar, são alguns dos fatores que favoreceram o comercio de veículos e a realização do sonho de muitos trabalhadores, “possuir um carrinho ou uma moto”. O resultado é que as ruas estão ficando pequena para o número de veículos.

A multiplicação de veículos nas ruas e nas estradas é considerado normal, mas a falta de sensibilidade e de educação dos motoristas é um absurdo.  A pressa, o trabalho, a agitação do dia a adia não justifica a tamanha falta de respeito e de amor ao próximo.

Hoje parei no cruzamento e dei a vez a algumas senhoras e idosas que retornavam da igreja, já fazia algum tempo que elas desejavam atravessar a rua, mas não tinha oportunidade, pois foram ignoradas por dezena de motoristas que passara sem se quer olhar de lado. Ao oportunizar a passagem, ouvir uma delas dizer baixinho: “Graças a Deus um homem bom nos permitiu passar”.

A falta de respeito, de educação, de amor ao próximo, além da inversão de valores tem sido fatores obstáculos para a construção de um mundo melhor, contudo ainda há tempo de cada um fazer a coisa certa, é tudo uma questão de escolha.  

sábado, 25 de julho de 2015

Redução da maior idade penal

Sem comentários...


Conversa sem interlocução de Beto Baia e Manoel Gomes não convence o eleitor

Mano muda o discurso e assume candidatura, Beto Baia diz que não tem o que ver nas ruas e promete obras estruturantes no final do governo;


Foto: internet

Como era esperada, a “entrevista” do o prefeito Beto Baia, na Rádio Farol e Manoel Gomes na Rádio AG, ocorreu de forma tranqüila e calma. O prefeito dissertou, sem interlocução, os temas ofertado pelo âncora do programa Show de Notícias Melqui Marques. “Eu não tenho o que ver nas ruas, pois não existem obras”, justificou sua ausência e/ou omissão Beto Baia.

O ex-governador começou sua conversa, também sem interlocução, às 08h30min com direito a reprise ao meio dia. A conversa foi à mesma, “União perdeu a oportunidade de eleger um prefeito experiente, com acesso ao governo e a Brasília, homem de pulso e de coragem, bla, bla, bla...”. A única mudança no discurso foi ter assumido a vontade de se aposentar sendo prefeito de União. Defendeu o governo de Renan Filho, disse que a crise financeira do Brasil emperra os trabalhos do governo, contudo a crise em União é política.

Portanto, tirando as especulações, não tivemos nada de novo. Um esteve e o outro está no poder, parafraseando o ex-governador, a diferença é que um é brabo e o outro é manso. 

quinta-feira, 23 de julho de 2015

Ex-prefeito KIL nega suposto apoio a Beto Baia

Ultima entrevista de KIL na Rádio Zumbi antes de deixar o governo


Amigos !!!! Fiquei sabendo que um radialista andou dizendo em uma determinada emissora que eu tinha dito que vou apoiar o Prefeito Beto Baia. Como não tenho acesso as emissoras locais (por questões políticas) só tenho esse canal para falar as coisas que penso.

Nunca falei em apoiar o atual gestor para uma candidatura a sua reeleição. Não votei no Governo atual e não concordo com a forma como vem governando nossa cidade. Sou oposição e torço para que as coisas mudem, afinal de contas moro aqui e gostaria, como todos que moram, ver nossa cidade prosperando.

O Prefeito atual ainda não disse para que veio, na verdade o município retrocedeu, desde a falta de atenção as coisas básicas, ai vem, médicos, dentistas, remédios, ambulâncias, iluminação pública, manutenção de calçamentos, pagamento a contratados, limpeza pública, passando pela inoperância dos programas culturais e sociais até a falta de gestão nos recursos que se encontram a disposição na Caixa Econômica desde o final do meu período como gestor.

Isso para falar no que estar de público e notório. Nada de pessoal tenho contra Beto Baia. Por morar aqui, gostaria que as coisas estivessem melhores. Fazer críticas e depois ir para beira da praia tomar cerveja e fazer caminhada é muito bom. Quero ver é ficar aqui o tempo todo, como eu e as pessoas que realmente precisam de um bom governo porque literalmente precisam dele funcionando bem. Um abraço forte em todos !!!!!
Fonte: https://www.facebook.com/areski.freitasjunior?fref=ts

Nota da redação: A Rádio Zumbi FM, que foi falorizada pelo governo Kil, nunca negou o direito de fala ao gestor, inclusive foi à emissora que lhe acolheu quando a rádio de Mano lhe fechou as portas para fazer a última fala como prefeito.

Portanto, se Areski de Freitas não fala porque não tem interesse de dialogar com a comunidade, pois se acostumou a ser bajulado pela imprensa financiada.

Mano e Beto Baia se enfrentarão na guerra das antenas

A rádio do governo ouvirá o prefeito Beto Baia e rádio AG abrirá os microfones para o “eterno governador” doutor Mano. 



Nessa sexta feira, 24, ocorrerá um fato inusitado na mídia falada em União dos Palmares, após Mario Sergio anunciar que “entrevistará” o ex-governador Mano no programa AG notícias da rádio de oposição ao governo, Melqui Marques fez o mesmo, só que seu “entrevistado” será o prefeito Beto Baia no programa show de notícia na rádio governista Farol FM, ambos no mesmo horário.

O ouvinte poderá optar por ouvir o prefeito Beto Baia que foge da mídia como o gato foge da água ou ouvir Mano dizer que ama União, mas só prova esse amor quando estiver no poder. Esperamos que os convidados sejam verdadeiros e consigam justificar as falsas promessas de desenvolvimento do município que outrora foram usadas em campanhas eleitorais. Os “entrevistados” deverão se sair bem, pois ambos estão em casa, contudo esperamos que o âncoras dos programas tenham autonomia para fazer as perguntas que o povo gostaria de fazer.


Vale à pena conferir, em breve faremos a avaliação do desempenho dos dois candidatos, o ideal seria um debate, mas os mesmos fugiram quando a Rádio Zumbi FM tentou promover na eleição de 2012.  Portanto, meu caro leitor, isso é café pequeno para o que poderá acontecer em 2016. 

quarta-feira, 22 de julho de 2015

Cassaram o prefeito Beto Baia


ÚLTIMA NOTÍCIA_VALDO DO CALÇAMENTO
Posted by Areski Freitas on Sexta, 5 de junho de 2015
Depois da derrubada do governo Vergeti, as eleições em União dos Palmares são concluídas nos tapetões dos tribunais eleitorais. Quem perde não aceita a derrota e vão à luta nos tribunais, como dizia Mano, É O “CHORO DOS DERROTADOS”.

Após a vitória de Beto Baia, o ex-governador provou do próprio veneno, ou seja, chorou nas urnas e nos tribunais. Foi Assim com José Pedrosa, Kil de Freitas, Beto Baia e por último “Dr. Mano”. Com o resultado dessas brigas só quem tem perdido é a população, pois a cada gestão são perdidos 18 meses da administração mediante o processo de acusação e defesa na justiça eleitoral, o chamado terceiro turno.

Quando o prefeito Beto Baia achou que estava livre da Justiça eleitoral, começou outra batalha, agora com vereadores que não se sentiram mais contemplados na administração e resolveram fiscalizar os gestores, a ponto de prometer a derrubada do prefeito em 45 dias. A partir daí, governo e oposição chegou ao mais baixo nível de todos os tempos, supostos desalinhos foram apontados, além de armações e supostas gangues nos dois poderes. União virou manchete nacional, mas ninguém foi cassado.

A má administração do prefeito Beto Baia abriu espaço para o surgimento de figurinhas que pintaram miséria no município, aqueles que saíram condenados, de carro virado, além de ter deixado o salário do povo atrasado.

Para as eleições de 2016, há quem acredite que o prefeito Beto Baia apareça na reta final e realiza o em um ano o que os outros não fizeram em 40. Será? Eu só acredito vendo, e você meu caro leitor, o que acha?

terça-feira, 21 de julho de 2015

Três vereadores do G8 poderão migrar para o governo Baia

Possível coligação poderá colocar em cheque a credibilidade desses parlamentares.



Nessa segunda,feira, 20, o jornalista Ivan Nunes tornou audível uma entrevista com o vereador Joaquim de Brito que deixou a oposição de “calças no joelho”.  Segundo o parlamentar o prefeito Beto Baia está em entendimento com os vereadores Manoel Preguinho do PT, Cícero Aureliano, Presidente do Poder Legislativo e Paulo Cesar presidente da falida comissão processante, os mesmos deverão compor a base governista após o recesso.

Até o fechamento dessa matéria, não conseguimos contato com os vereadores citados, contudo na política só não vimos até agora “boi voar”, tudo é possível. Essa notícia caiu como um balde de água fria naqueles que acreditavam na promessa de afastamento do prefeito Baia vendida pela “oposição”.

É parlamentar ou pra lamentar!

segunda-feira, 20 de julho de 2015

PADRE CICERO: ADVOGADO CRIMINALISTA

Por Arão Pereira e Silva Neto

Padre Cícero


Ao se falar na figura ilustre do padre Cícero Romão Batista, patriarca da cidade de Juazeiro do norte, cidade localizada no sul do Ceara, torna-se impossível não analisar sua imagem como religioso, como político e principalmente como advogado que foi para o povo nordestino.

Historicamente, Juazeiro do Norte mantinha relações de forma interina com a cidade do Crato, pois não possuía nenhuma estrutura capaz de realizar-se por si só, tendo em seu território apenas algumas casas e uma capela em homenagem a Nossa Senhora das Dores, sendo esta o ponto de oração para as poucas famílias que ali residiam. Motivados pela fé, os fieis do pequeno vilarejo encontraram na figura de um jovem padre formado pelo seminário de Fortaleza e recentemente chegado da capital uma luz para a manutenção das atividades da então capela, que tivera seus trabalhos encerrados pela ausência de celebrante. Na missa do galo do ano de 1871, é celebrada a 1ª missa presidida pelo Pe. Cícero, sendo que, em meados do mês de abril do ano de 1872 fixa-se o então pároco para a vila juntamente com sua mãe e suas irmãs.

Inicialmente tendo seu sustento baseado nas doações dos fieis da vila, o Pe. Cícero realiza um forte e relevante trabalho no aconselhamento dos moradores do lugar, os seus sábios ensinamentos atraíram novas pessoas para a busca de conselhos dados pelo “padim”. Essa elevação no contingente de moradores da região fez como que estimulasse de certa forma a ira de certos fazendeiros que viram seus empregados saírem de suas terras na busca por uma melhor qualidade de vida. O Nordeste em si por possuir em seu levante um histórico baseado na violência através dos cangaceiros, que matavam sem nenhum escrúpulo, teve também em juazeiro um palco para realização de vários atos deste caráter. Muitas vezes familiares de vitimas revoltados com a ação de cangaceiros procuravam o padre Cícero no intuito de ser aconselhado quanto à questão de vingança, e as palavras dadas pelo vigário era apenas do perdão e que buscassem no trabalho e nas orações a força para superar tais aflições. Neste levante, quando muitos dos agentes do cangaço de maneira arrependida procuravam a benção do padre, recebiam-na de fato levando consigo o conselho muitas vezes firmado por ele que dizia: quem matou não mate mais, quem pecou não peque mais.

O numero de episódios desta natureza aumentava a cada dia e a força do padre Cícero aumentava paulatinamente e passava por todo o nordeste e por que não dizer por todo o Brasil, tendo alcançado ate mesmo a imortal figura do rei do cangaço, Virgulino Ferreira da Silva, vulgo Lampião. Na busca pelo perdão do padrinho obtém-no de fato. Sendo empossado do dever em parar de cometer os crimes que antes cometia recebendo ainda mais a ordem de evitar voltar às terras juazeirenses enquanto não erradicasse de sua natureza a ação de matar ou roubar, não tendo parado de realizar tais atos não voltou mais a Juazeiro, tendo sido capturado pouco tempo depois e de maneira cruel teve sua cabeça, assim como de seu bando decepada. Este episódio evidencia de forma clara que o padre Cícero, ao contrario do que se diz por ai em ter escondido Lampião por debaixo da batina, sempre primou à honestidade e a dignidade do homem.

Neste rol de informações defendo minha idéia de que o Pe. Cícero diferente de ter sido um advogado criminológico das ilicitudes e das contravenções foi sim um grande combatente das desigualdades sociais e um grande seguidor das doutrinas católicas. Encerro o presente trabalho deixando claro minha admiração pela figura do patriarca de Juazeiro que até hoje através de suas ações e de suas defesas como advogado do povo sofredor ainda mantém um forte levante de devotos. Não sendo somente neste sentido, deixa-se claro sua firme inteligência, sendo ele o imponente e imortal condutor da economia que ate os dias de hoje rege o município de Juazeiro do Norte.

Arão Pereira e Silva Neto, é bacharel em Direito, formado pela URCA, atualmente acadêmico de Medicina em Sta Cruz de La Sierra - Bolivia. Escreveu este texto quando cursava o primeiro semestre na disciplina DE SOCIOLOGIA JURIDICA.

sábado, 18 de julho de 2015

Uma força insuperável



Conta-se de um próspero fazendeiro, dono de muitas propriedades e que estava gravemente enfermo. Algo que lhe preocupava muito era o clima de desarmonia que reinava entre seus filhos. Pensando em dar-lhes uma lição, ele chamou os quatro para fazer-lhes uma revelação importante.
Ao chegarem à casa do pai, o viram sentado numa cadeira de balanço. O pai chamou-os para mais perto e comunicou-lhes a seguinte decisão:
- Como vocês sabem, eu estou velho, cansado e creio que não me resta muito tempo de vida. Por isso, chamei-os aqui para avisá-los que vou deixar todos os meus bens para apenas um de vocês.
Os filhos, surpresos, se entreolharam e ouviram o restante que o pai tinha, ainda, para lhes dizer:
- Vocês estão vendo aquele feixe de gravetos ali, encostados naquela porta? Aquele que conseguir partir o feixe ao meio, apenas com as mãos, este será meu herdeiro.
Cada um deles teve sua chance de tentar quebrar o feixe, mas nenhum, por mais esforço que fizesse, foi bem sucedido na sua tentativa. Indignados com o pai, que lhes propusera uma tarefa impossível, começaram a reclamar.
Foi nesse momento que o fazendeiro pediu o feixe para si e afirmou que ele mesmo o quebraria. Incrédulos, os deram o feixe para o pai, que foi retirando, um a um, os gravetos, quebrando-os, separadamente, até não mais restar um único inteiro. Depois, ele concluiu:
- Eu não tenho o menor interesse em deixar os meus bens para só um de vocês. Eu, quero na verdade, que vocês, juntos, sejam os sucessores do meu trabalho, com garra, dedicação e, acima de tudo, repletos de amor uns pelos outros.
Disse ainda:
- Enquanto vocês estiverem unidos, nada poderá por em risco tudo que construí para vocês. Nada, nem ninguém os quebrará. Mas, separadamente, vocês serão tão frágeis quanto cada um desses gravetos.
Esse, então, é o moral de nossa história: assim como os gravetos formam um feixe difícil de ser partido, da mesma maneira o ser humano ao ajudar o próximo, seguirá muito mais longe do que ao se guiar pelo famoso “cada um por si e Deus por todos”.


Fonte: http://shakyamuni.net.br/2010/08/10/fabula-espiritual/

sexta-feira, 17 de julho de 2015

Os gestores não podem tratar os servidores contratados como lixo.

Está na hora de criarmos a associação dos servidores contratados



Nessa sexta feira, 17, os servidores da educação entrarão em recesso, serão 15 dias de descanso para os efetivos e o mesmo período de preocupação para os contratados. Mesmo dando sustentação à educação do Estadual e do municipal,  os contratados não têm o reconhecimento dos gestores que o tratam como lixo, usa quando precisa e depois joga fora, há ainda aqueles que usam como moeda de barganha para obtenção de votos.

Os gestores têm conhecimento da importância desses  profissionais para desenvolverem a educação,  contudo não há interesse em desenvolver políticas salariais justas para todos. Há décadas o que deveria ser exceção virou regra. Os servidores contratados dão a garantia de sustentação da máquina administrativa e eleitoral. 

Em União os contratos firmados entre os professores e SEMED é de prestação de serviço, ou seja, o funcionários "temporário" para trabalhar quando são descontados os impostos sobre seus serviços (ISS). O servidor não tem direito a férias, nem 13º salário, recesso é sinônimo de desemprego. Essa política pode está coberta pela lei, contudo  é no mínimo injusta com a maioria dos profissionais que mais trabalham. 

Portanto, não dá para acreditar na valorização da educação, se a maioria dos servidores é tratada como lixo! PRECISAMOS NOS DÁ O RESPEITO, não somos escravos, se o SINTEAL não nos representa vamos nos unir e criar a associação dos servidores contratados, concurso público já! Precisamos mais do que nunca inserimos esses verbos em nossa vida: LUTAR, EXIGIR E CONQUISTAR.
Pense Nisso.

quinta-feira, 16 de julho de 2015

Projeto da organização da feira livre de União é engavetado por mais um governo

A feira cresce de forma desordenada
Na Praça Antenor Uchôa vende-se de tudo 
Não existe respeito as leis de trânsito


O trânsito e a feira livre de União dos Palmares sempre foram obstáculos para os gestores, principalmente os que não têm pulso, nem ordem e nem visão de desenvolvimento coletivo para o nosso município. Com exceção de Afrânio Vergeti, todos os gestores se acovardaram e virou refém de um grupo de feirantes que dominam o setor em União dos Palmares. O medo de perder o voto da categoria fez e faz os gestores alimentarem os vícios e maus costumes.

Até então o único avanço no setor foi o recuo das bancas para dá mais espaço ao cliente, contudo as mercadorias continuam juntas e misturadas, não existe controle de arrecadação fiscal nem de espaço na feira. E para aumentar o caos, o governo abriu mão do trânsito e dia de feira parece que estamos na Índia.  

É lastimável o abandono e a ausência do governo.


terça-feira, 14 de julho de 2015

O problema de nosso esporte está na política

Guerreiros do esporte palmarino
Quadra municipal abandonada

União dos Palmares tem um time campeão de guerreiros defensores do esporte da região, pena que nossos gestores não valorizam essa moçada. Sem planejamento e sem amor a causa, o governo ignora as necessidades dos jovens, principalmente os que gostam de praticar o esporte no município.

A única quadra de esporte que temos no centro da cidade, inclusive ao lado da prefeitura, está um lixo, faz vergonha aos palmarinos que parece ter se acostumado com o cenário de destruição, o reflexo da administração pública. Antes não se fazia por falta de verba, hoje o investimento do governo federal chega e fica engavetado a espera de pessoas qualificadas e com amor a causa.


“É lamentávelll”.

segunda-feira, 13 de julho de 2015

Depois de Beto Baia e do G15 todos querem o poder

O mau desempenho do prefeito Beto Baia juntamente com a falta de crédito do Poder Legislativo, ambos com a pior avaliação da história, abriram caminho para todo cidadão palmarino colocar seu nome na disputa por uma vaga de vereador e prefeito em União dos Palmares.

Foram tantos os discursos pirotécnicos que hoje a comunidade não consegue distinguir a pirotecnia da seriedade. A necessidade de reeleição frente a tanta rejeição tem tirado o sono de muitos políticos da terra da liberdade.

Se o quadro não mudar até as eleições, G7, G8 poderão se “fundir” e formar o famoso CHAPÃO, pois os partidos nanicos não querem se misturar com vereadores de mandato, daí, será cada um por si e salve que puder para não morrer abraçados.

Para o executivo alguns nomes têm ensaiado a disputa, Zé Alfredo que no ritmo que vai, deverá doar todo o barro da serra da laje, Kil que não perde um aniversário de boneca, Paulinho que agora é PPS, Serginho que é o nome de menor rejeição do PT, Carlos Leão do Psol, Mano que anda comendo pelas beiras como prato de papa, além do grupo governista com destaque para Adelino e Petrucio Wanderley.

A eleição de 2016 está sendo uma das mais aguardadas e deverá entrar para história. Vamos aguardar os fatos.


sábado, 11 de julho de 2015

Candidatos desconhecem a função do vereador e do prefeito na terra da liberdade

A "cegueira da intendência" parece tomar conta dos candidatos eleitos ao assumir o poder


A crise ética estabelecida na política nacional e em particular no município de União dos Palmares, tornou o Poder Legislativo e Executivo incrédulos para a sociedade. Os vereadores não transmitem segurança em suas ações, a maioria vive de políticas assistencialistas e poucos conhecem as suas próprias prerrogativas como parlamentares.
 
Plenário da Câmara Municipal de União dos Palmares
Durante a campanha é comum ouvirmos dos candidatos a vereador promessas de melhorias na saúde, educação e segurança, além de pagar água, luz, bujão e outros “favores” para o eleitor, mostrando total despreparo para o cargo. O eleitor por sua vez, acostuma-se com a política assistencialista e ao bater na porta do candidato eleito, quando receber o primeiro não, diz que o vereador não serve para nada, ou seja, poderemos ter vereadores e eleitores viciados e alheios as suas prerrogativas.

Os vereadores que deveriam elaborar leis, fiscalizar as condutas político-administrativas da prefeitura, julgar prefeito, vice-prefeito e outros vereadores em processos de cassação, preferem se aliar ao prefeito a fim se manter com regalias e realizar seus projetos individuais. O prefeito que deveria ser um administrador dos serviços públicos, sancionar e revogar projetos aprovados pela Câmara, defender o interesse público, acompanhar a execução de programas, administrar os recursos provenientes de impostos, reivindicar e firmar convênios para o município entra no jogo e nas políticas dos maus costumes por ter vendido a alma para chegar ao poder.

Portanto, precisamos conhecer de perto nossos representantes, se ele é alheio aos problemas da sociedade, nunca deu uma palavra em defesa do povo, não será depois de eleito que irá mudar.

PENSE NISSO. 

sexta-feira, 10 de julho de 2015

Ladrão devolve pertences de vítima e pede perdão em bilhete

“Eu peço a Deus por ele, para que ele não faça isso com mais ninguém", afirmou Eva.


Bilhete deixado por ladrão arrependido em MG

Um assaltante "arrependido" devolveu objetos roubados de uma mulher e ainda escreveu um bilhete pedindo perdão a ela pelo episódio.

Segundo a auxiliar de serviços gerais Eva da Silva Alves, 36, o assalto ocorreu no dia 1º deste mês, no bairro Jardim dos Comerciários, na região norte de Belo Horizonte.

No recado escrito no caderno utilizado por ela em um supletivo, o ladrão ainda justificou o assalto dizendo que estava desempregado e "passando necessidade".

"Quase chorei quando vi os pães na mochila e a foto dos seus filhos pequenos", disse no bilhete. "Sei que não justifica meu erro, mas não tinha a intenção em lhe machucar. Sou ex-evangélico. Me perdoe, por favor? Deus te abençoe", finaliza.


Eva afirmou ter "chorado muito" ao reaver seus pertences pessoais, na última sexta-feira (4), e ao ler a nota escrita no caderno.

Fonte: UOL notícias

quinta-feira, 9 de julho de 2015

Ser honesta e trabalhar com transparência é uma questão de opção

Casa dos Pobres Santo Antônio é referência para o nordeste em atendimento ao idoso
Ana Paula, diretora da Casa dos Pobres

Há quatro anos coordenando os trabalhos da Casa dos Pobres Santo Antônio, Ana Paulo tem sido um exemplo de administradora. Quem atualmente visita o abrigo não reconhece aquele lugar, oque antes era frio, escuro e sem aconchego se transformou em um espaço de muita luz, cores, conforto, segurança e alegria.

“O segredo de tanta conquista eu atribuo a confiança depositada pelas pessoas a minha equipe, ser honesta não é uma virtude, mas uma obrigação, tudo que entra nessa casa presto conta à sociedade” , ressaltou Ana Paula.

A casa dos pobres, hoje está com uma estrutura muito bonita, mediante doações de pessoas amigas, mas precisa de manutenção, atualmente o espaço acolhe 46 idosos e se mantém com os salários dos acolhidos e da ajuda de pessoas da comunidade. A prefeitura contribui com uma subvenção de dois mil reais, contudo o repasse está atrasado desde janeiro. Além do pagamento dos funcionários, a maior despesa se dá com a compra de fraldões, são usados aproximadamente 400 pacotes por mês, um equivalente a mais de cinco mil reais.

Recentemente, a diretora enviou um ofício para câmara de vereadores solicitando o repasse dos valores descontados dos vereadores faltosos, mas não obteve êxito, pois o artigo 68 do regimento interno da câmara que puni os parlamentares faltosos é deixado de lado, a justiça terá que ser acionada para fazer valer a lei na “casa de lei”.


Contudo, parabéns para Ana Paula e toda sua equipe, ser honesto é uma questão de opção e você tem mostrado que é possível realizar os trabalhos com honestidade e transparência. Que nossos gestores sigam o exemplo.  

quarta-feira, 8 de julho de 2015

Sessão Ordinária 16/2015 Câmara Municipal de União dos Palmares

Quando o povo acreditava na câmara era assim...  (foto de arquivo)
Data: 06 de julho de 2015
Início: 19h: 38min  
Chamada: faltaram os vereadores Paulo Cesar e Paulo Cavalcanti
ATA da sessão 15/2015 aprovada sem discussão

Breve comentário:
Infelizmente assistimos a mais uma sessão sem ordem do dia, ou seja, sem planejamento dos parlamentares. O reflexo disso são sessões cada dia mais vazia, o povo perdeu o interesse de ouvir as pirotecnias parlamentares.
É parlamentar ou pra lamentar?

Expediente da semana:
O presidente informa que o projeto da LDO está pronto com os pareceres assinados, contudo o vereador Paulo Cavalcanti está ausente e gostaria de apresentar-la;
Ofício d Poder Executivo enviando balancetes dos meses de abril e maio;
Ofício do deputado JHC solicitando realização de audiência pública a fim de discutir caminhos para viabilizar recursos para o município;
Ofício do Poder Executivo informando veto total aos projetos que cria o conselho municipal de água e saneamento e a acaba com a taxa de esgoto;
Projeto Decreto Legislativo que concede comenda Zumbi dos Palmares ao Sr. José Ferreira da Silva Filho (Mestre Garça)
Ofício do Poder Executivo enviando Projeto de Lei que trata da criação do Plano Municipal de Educação 2015;
O presidente informa que realizará audiências públicas com as igrejas
Informa que enviou o plano municipal para UVEAL e haverá no mínimo 30 modificações no plano;

Ordem do dia: sem ordem

Facultada a palavra
Fabian Holanda
Informa que já esperava o veto do prefeito acerca dos projetos que cria tarifa de esgoto;
Ofício de agradecimento ao senador Collor, por manter o PTB sob o seu comando;
Fala do caos na saúde em relação à mosca;
Informa que a comissão processante está parada, existe devido à decisão judicial de Dr. Washington Luiz, mas entrou com recurso e os advogados estão atuando para reverter;
O prazo de encerramento (90 dias) termina no dia 22;
Até quinta feira deverá der uma posição acerca do assunto;

Bruno Praxedes
Ofício para averiguar o motivo da falta de água desde sábado no município;
Informa do desabamento do teto da Escola Jorge de Lima

Alan Elvis
Ofício para Eletrobrás solicitando informação acerca da falta de energia constante no Taquari;
José Benedito dos Santos
Informa que esteve com o secretário de saúde e solicitou o carro fumacê para acabar com as moscas
Ofício para Iran Menezes para olhe para a estrada de Rocha
Ofício para o secretário da SEINFRA para que olhe para Rocha Cavalcanti, pois há dois anos não se limpa uma levada naquele bairro;
Fabian orienta que seu Biu peça que Glauber, filho de Gilsinho entregue o ofício ao secretário;
Fabian informa que está colhendo informações para abrir uma comissão processante para educação;

AGENDA
Dia 08: Sessão extraordinária para aprovação da LDO e emendas;

Às 20h: 24min a sessão é encerrada.

Produção:
Professor Nivaldo Marinho. Com/ Programa Mesa Z
Face: Nivaldo Marinho

Twitter: @nivaldo_mesaz

terça-feira, 7 de julho de 2015

Prefeito Beto Baia veta projeto que visava anular a cobrança da taxa de esgoto

Prefeito vetou também o projeto oriundo do Poder Legislativo que cria o conselho municipal de água e esgoto

Prefeito Beto Baia


Nessa segunda feira, 06, o prefeito de União dos Palmares, Carlos Alberto Baia, enviou para o Poder Legislativo mensagem de veto total de dois projetos oriundo do Poder Legislativo. 

Os projetos seguiram para as comissões e deverão ser apreciado após o recesso dos parlamentares. Para derrubar o veto  são necessários 2/3 dos votos, algo pouco provável de acontecer. inclusive, já esperado pela oposição.

Nessa quarta feira, 08, em sessão extraordinária, os vereadores deverão apreciar uma emenda de autoria do vereador Paulo Cavalcanti e em seguida aprovar a LDO.  Após a aprovação do projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias, entrarão em recesso, pois ninguém é de ferro, precisam descansar.

É parlamentar ou pra lamentar!
É loita!


sábado, 4 de julho de 2015

Trânsito de União anda na contramão

Guardas são orientados para fica plantados nos semáforos como “fantoches”


O pedestre não tem vez
Motoristas não respeitam sinal de contramão

O trânsito de União foi municipalizado na gestão do ex-prefeito Afrânio Vergeti, contudo o projeto, que foi aprovado por unanimidade na câmara municipal, saiu da gaveta na gestão de Kil de Freitas, mas nunca funcionou de fato e de direito. Há quase 10 anos funcionando de forma irregular, vários diretores passaram pela pasta, mas a falta de gerenciamento e a politicagem  podem está emperrando o seu funcionamento.

Qualquer pessoa pode constatar que o trânsito de União dos Palmares está cada dia mais caótico, o número de agentes de trânsito não é suficiente para a prestação básica dos serviços, os poucos que existem são orientados a ficam plantados como uns fantoches nos semáforos,  enquanto isso condutores de veículos e pedestres disputam o mesmo lugar nos cruzamentos da cidade. Falta sinalização, falta faixa de pedestres, inclusive educação nos motoristas. FALTA um ano e meio do governo de Beto Baia. 

Diante do problema acima citado, podemos evidenciar a inoperância do governo nesse sentido, pois não percebemos ações que vise a organização e ordenamento do trânsito, ou seja, município e Estado viram as costas para o problema e o pedestre é quem sofre e paga pela omissão e covardia dos gestores.

Como diz a oposição, “É lamentávellll”. 

Novos professores são empossados na Uneal



A Universidade Estadual de Alagoas empossou 32 novos professores efetivos na tarde desta quinta-feira, dia 2, no auditório do Campus I da instituição, em Arapiraca. Os docentes estão lotados em cinco, dos seis campi da Uneal. Em clima de expectativa e emoção, eles estavam acompanhados por amigos e familiares.


            O professor Gladyson Stelio Brito Pereira, que está lotado no curso de História ofertado pelo Campus I, foi convidado para falar em nome dos pares durante a solenidade. Ele frisou a luta e o empenho de todos os candidatos em busca da aprovação e também o apoio recebido pelos familiares e amigos durante a realização do certame.

            Além disso, o novo professor destacou a necessidade e a urgência da nomeação dos demais candidatos aprovados e ainda não nomeados pelo Governo do Estado. “A luta ainda não acabou. Chegamos com a intenção contribuir para o crescimento da universidade”, destacou, ao conclamar a comunidade acadêmica a continuar lutando pela preservação da Uneal.

            Já o professor Luiz Gomes, presidente do Sindicato dos Docentes da Uneal, pontuou a trajetória que levou à realização do certame e à nomeação dos 32 novos professores. Segundo ele, os docentes precisam engajar-se, desde já, no movimento vivido pela comunidade acadêmica da instituição.

DESAFIOS E AVANÇOS
            O reitor da Uneal, professor Jairo José Campos da Costa, destacou que os problemas e desafios são imensos, embora a Instituição tenha avançado bastante nos últimos anos, graças à implantação de uma política de editais, democratização de recursos, construção de laboratórios e núcleos, com construção do Campus V, em União dos Palmares, da reforma no Campus IV em São Miguel dos Campos e da cessão do antigo Liceu Alagoano para abrigar o Campus VI, em Maceió.

            O gestor ainda frisou outras conquistas da Uneal, como a aquisição do registro acadêmico informatizado, da criação da Editora Universitária e, ainda em fase inicial, da construção da casa do estudante no Campus de Santana do Ipanema, além da compra de equipamentos de informática e mobiliários para toda a Instituição.

            E o reitor foi além em seu pensamento ao destacar que a Instituição precisa de todos, no individual e também no coletivo. “Entretanto, estamos longe, muito longe do ideal. Para tanto, precisamos de vocês. É preciso somar para não dividir. Ir à luta com determinação. É preciso, mais que cumprir uma carga horária em sala de aula, ser um instrumento de transformação social”, ressaltou Jairo Campos.

            Logo após a solenidade de assinatura dos termos de posse, o Pró-reitor de Desenvolvimento Humano da Uneal, professor Wellyngton Chaves Monteiro, passou informações sobre legislação estadual pertinente ao cargo e normas internas de funcionamento da universidade, além de serem apresentados à estrutura acadêmica e administrativa da Universidade.


Fonte: uneal.edu.br

sexta-feira, 3 de julho de 2015

Teto de Escola Estadual Jorge de Lima desaba em União dos Palmares

Há 120  dias a engenharia do Estado condenou a escola, mas nenhuma providencia foi tomada.


A Escola Estadual Jorge de Lima localizada no centro de União dos Palmares, que até 2013 foi referência para o Estado devido aos resultados alcançados nos Índices de Desenvolvimento da Educação Básica- IDEB, hoje vive esquecida pelo governo Renan Calheiros. Há anos a equipe gestora da escola tinha alertado o governo, na época Téo Vilela, pela necessidade de manutenção do telhado da escola, todavia sempre fizeram vistas grossas.

No início do ano letivo de 2015, já na gestão do governador Renan Filho, novas tentativas de alertas acerca da manutenção foram feiras ao governador, mas a solução encontrada pelo governo através da 7ª Coordenadoria Regional de Ensino foi transferir a comunidade escolar para outra escola sem as condições dignas para o seu funcionamento, demostrando a total falta de respeito com os profissionais que dedicam a maior parte de suas vidas em amor a escola.

Como era esperado, após 120 da interdição, o telhado da escola desabou, resultando em um prejuízo maior, pois afetou outros compartimentos, ou seja, o que antes poderia ser resolvido com um reparo, agora será necessário uma ampla reforma em todo o telhado e parte da estrutura.

Contudo, a promessa de 90 dias de reforma dada a comunidade escolar é carta fora do baralho, e os planos de manter os índices do IDEB da Escola Jorge de Lima poderá ficar longe de ser alcançado, pois mesmo com toda a disposição dos profissionais da escola, sem o apoio do governo fica inviável manter as metas.

Como diz a moçada da oposição, é lamentável.