Páginas

terça-feira, 19 de março de 2019

Sessão Ordinária da Câmara Municipal de União dos Palamres



18 de março de 2019


A sessão teve início às 19h e 35 min, com a presença de todos os vereadores.
Inicialmente a mesa diretora apresentou um projeto de Lei visa autorizar aos conselheiros que já tem mandato, serem reconduzidos aos cargos.
Tita requereu do prefeito a criação de uma guarda municipal escolar - GME e relaciona as últimas catástrofes e violências, com a influência de sites na internet;
Ailton  Tenório informas que consultou os postos de saúde e farmácias e constatou que não faltam os medicamentos, enquanto o vereador Cajú, diz que fez o mesmo e constatou falta até dos medicamentos básicos, que os postos de saúde atende 100% aos pedidos dos vereadores;

Paulo Neto solicita do governo providencias acerca da acessibilidade e do trânsito da Rua Juvenal Mendonça e cobra de Junior Menezes a aquisição de lixeiras para o município; Cajú diz que o trânsito é utilizado para e alguns comerciantes;

Jailson Vicente cobra da Seinfra que limpe o mercado público, pois se encontra com ratos e outros vetores.

Por fim, Maria José, que apresenta sérias dificuldades em  interpretação, disse que Nivaldo nasceu em berço de ouro, é rico e odeia pobre e que tem o sonho de ser vereador. "Ele disse que a que eu e todos os vereadores deveria fiscalizar o prefeito, além de doar cestas básicas e cadeiras de rodas e pagar as contas do povo, falou de todo mundo, disse ainda que deveria ser 100% renovada, é um absurdo, Ele não tem Deus no coração".

É PARLAMENTAR, OU PRA LAMENTAR!






sexta-feira, 15 de março de 2019

Gestores ignoram serviço de ouvidoria em União dos Palmares

Em nosso município existe um abismo entre a comunidade e o gestor





O ouvidor tem como função ouvir, mediar e estabelecer o diálogo entre o cidadão e o Estado. Este serviço tem o objetivo de estreitar os laços entre a comunidade e o Estado, através das ouvidorias, é o chamado atendimento ao cidadão.

Apesar do avanço e da importância do serviço, em nosso município existe um grande abismo entre a comunidade e o gestor, existe uma grande deficiência de relacionamento com o povo. Alguns fatores podem estar contribuído para isso, a falta de treinamento pessoal, falta de interesse de ouvir os reclames da comunidade, ou ignorância das leis.

Em nosso município a falta de êxito no atendimento e a precariedade nas informações, fazem com que as pessoas buscarem auxílio e voz nas rádios, que tem sido a ponte com governo. Infelizmente alguns gestores ainda acha que a relação com o próximo se dar com quem é do grupo. PRECISAMOS  MUDAR ESSA REALIDADE.

quarta-feira, 13 de março de 2019

Blocos carnavalescos de KIL e ZA, fazem ressaca do carnaval e prévia para as próximas eleições.


Enquanto isso servidores contratados e professores aposentados sofrem com a falta de pagamentos de seus  salários




Prefeito de União ignora a necessidade básica dos servidores e promove festa de carnaval visando melhorar sua popularidade, que anda de mau a pior. A falta de sensibilidade da gestão é extrema, a ponto de esquecer que os servidores precisam se alimentar e garantir o sustento da família.

A disputa por espaço na sociedade, tem feito o prefeito e vice duelarem a fim de conquistar a simpatia do povo. A diferença entre um e outro é que a festa da prefeitura é bancada pelo contribuinte, ou seja por nós.

Enquanto eles disputam a atenção do eleitor folião, o professor aposentado e os servidores sofrem com a falta de pagamento de seus salários, fato lamentável que tem as vistas grossas do Poder Legislativo, que desconhecem os gastos do governo e não mostra interesse de fiscalizar o patrão.

Portanto, esperamos que o Ministério Público intervenha em nome da comunidade, que sofre com a falta de políticas públicas que priorize o bem estar da comunidade, sem distinção de cor, raça ou seguimento partidário. 

sábado, 9 de março de 2019

Mesa Z Cidadania discute a Fraternidade e Políticas Públicas com Frei Wanderson e Antonio da Comunidade




Nesse sábado, 09, o programa mesa z, discutiu com o Frei Wanderson e Antonio da Comunidade a Fraternidade e Políticas Públicas, tema proposto pela da campanha da fraternidade 2019. Foram duas horas de muito diálogo e troca de conhecimentos.

Dentro o tema sugerido, foi abordado o papel do Estado e dos Poderes e sobretudo a participação da comunidade, através do exercício da cidadania, visando o bem comum. "É importante que o cristão que fé e política caminham juntos, e que a política faz parte da nossa vida. A participação nos conselhos partidários, na saúde, educação, na igreja, nos permite exercer a cidadania", Frei Wanderson.

Aconselhamos que todos possam assistir ao vídeo, postado acima, a fim de que se possa entender os três pilares da vida cristã: VER, JULGAR E AGIR,  a luz da palavra de Deus.

terça-feira, 5 de março de 2019

A Igreja nos convida à a viver a fraternidade e despertar para o exercício da cidadania.


Fraternidade e Políticas Públicas



"Políticas Públicas são ações e programas que são desenvolvidos pelo Estado, para garantir e colocar em prática, direitos que são previstos na constituição federal e em outras leis.  Um exemplo disso é o Art. 205 da constituição federal: A educação, direito de todos e dever do Estado e da família [...]. Como isso deve se realizar? São através das políticas públicas".

A Campanha da Fraternidade esse ano "Fraternidade e Políticas Públicas", nos convida à a viver a fraternidade  e despertar para o exercício da cidadania, ela nos orienta a VER, JULGAR E AGIR.

Precisamos ver, entender e romper o preconceito de que política é coisa suja, e que só os sujos se envolvem com ela, pelo contrário a política é essencial para transformação da sociedade. É preciso entender o processo a fim de exigirmos as políticas públicas de qualidade, que deve ser comum a todos e não a grupos privilegiados.

Após ver e conhecer, é preciso julgar a luz da verdade e da justiça para que possamos fazer com que o direito se compra. Precisamos nos fazer ser ouvido nos espaços que ocupamos no dia a dia, no trabalho, nas repartições públicas, na igreja, enfim, onde ocuparmos lugar no espaço. Não podermos permitir que os "os jeitinhos" nos faça  viver a corrupção.  


Portanto, precisamos participar, viver a cidadania em busca do bem comum a todos,  a  fim de construirmos um mundo melhor. A nossa presença em nas conferencias municipais, conselhos, pastorais da igreja e na vida pública, é de fundamental importância, sobretudo a incentivação dos jovens a viver a democracia participativa, opinando e colaborando na construção  dos projetos de execução das políticas que públicas no que se refere aos nossos direitos, tais como: Saúde, Educação, laser, moradia [...]. 

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2019

Vídeo que externa o mau atendimento da Caixa Econômico Federal revela uma realidade em todos as regiões do país




Essa semana, precisamente no dia 12 de fevereiro, estive na caixa econômica e me surpreendi com as dificuldades enfrentadas para ter  acesso aos caixas internos. Enfrentamos uma fila para ter acesso ao banco, outra fila para ter acesso a porta de segurança, outra fila para ter acesso a sala dos caixas e por último mais uma fila ao lado da "bancada de privacidade dos caixas". Essa falta de respeito com o cliente tem sido constante e "normal" na última década, e ninguém toma nenhuma providência.  

Apos passar por esse processo gravei um áudio ao vivo, para chamar a atenção dos presentes e juntos denunciarmos esse descaso. Após a gravação recebemos a presença do novo gerente, que falou desconhecer a realidade da agencia, pois estava chegando agora, mas disse que tomará as providências cabíveis, que estiver ao seu alcance. O fato é que ele não pode fazer muita coisa, pois o problema é estrutural, o prédio não comporta a demanda da população palmarina e cidades vizinhas.

O vídeo gravado se espalhou de forma surpreendente por toda a região país, pois retrata as dificuldades dos usuários da maioria dos Estados brasileiros.

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2019

Obras herdados do governo Baia continuam paralisadas e recursos poderão ser estornados para o governo federal


Urbanização da Orla do Rio Mundaú deveria receber um investimento de 1.239.854,31


Obra deveria ser concluída  em novembro de 2015

A urbanização da Orla Fluvial do Rio Mundaú teve inicio em maio de 2015, no governo Baia, deveria concluída em novembro do mesmo ano, contudo nada foi feito, e os recursos destinados para o investimento poderá ser estornado, para o governo federal.

Obra deveria empregar no mínimo 30 pessoas e favorecer a circulação do dinheiro no município, todavia a ingerência  administrativa  não permite o desenvolvimento  dessas obras no município.

Com toda incapacidade administrativa de Beto Baia, mesmo assim ele conseguiu limpar o nome do município,retirando-o do CAUC. União recebeu cerca de 64 milhões durante o seu governo, contudo a ingerência administrativa dos gestores atuais e de outrora, não permitiu que metade desses recursos fossem usados em benefício da comunidade palmarina. Algo lamentável e repudiável.

terça-feira, 29 de janeiro de 2019

Presidente da Câmara de União promete convocar os secretários do prefeito, caso não respondam os ofícios dos vereadores

"Não admitirei falta de respeito com este poder"



Nessa segunda feira, 28, Alan Elves, presidente do Poder Legislativo de União dos Palmares, após ser cobrado pelos colegas parlamentares, resolveu endurecer o jogo e prometeu convocar todos os secretários, caso não respondam aos questionamentos dos vereadores. "Não admitirei falta de respeito com este poder", ressaltou.

Entrou mudo e saiu calado
Algo quem vem chamando a atenção é o silêncio do vereador Paulo Neto. O vereador que costuma ser assíduo e coerente em suas falas, nas últimas três sessões, faltou uma e manteve-se em total silêncio nas outras. Questionado pelo blog em função do silêncio, obtivemos a seguinte resposta: "Muitas vezes o silêncio é uma arma dos sábios".   Quem também entrou mudo e saiu calado foram os  vereadores Sandro Jorge e Zé Lourenço.


Resolveu cobrar...
Quem saiu do estado de inércia foi Bruno Lopes,  apos  pontuar 3% nas pesquisas de intenções de voto para prefeito, resolveu  cobrar do governo com tom de "oposição". O vereador acordou e parece não estar nada satisfeito com o governo Kil de Freitas. Que bom seria se todos pontuassem nas pesquisas de prefeito, a câmara seria outra.

sábado, 26 de janeiro de 2019

O único título




A narrativa de Lucas, demasiadamente conhecida, é impressionante. O filho, que pedira antecipação da herança, dissipou tudo, ficou sem nada, resolveu voltar e o pai deu um banquete por esse regresso, enfrentando a cólera do irmão mais velho, que havia ficado todo o tempo com ele e nunca tivera festa igual.

Pensemos no filho pródigo não no final de sua desventura, quando voltou, e foi abraçado pelo pai, apesar das censuras do irmão. Pensemos nele enquanto estava longe. Quando usou a herança e a dissipou entre as vaidades do mundo e caiu na miséria, na tristeza e na solidão. Como se sentia ele, no íntimo, quando estava no fundo do poço? O que pensava, como a si mesmo se via?

Lá está ele, longe de tudo, longe de casa, longe da segurança e da fartura da família, longe do aconchego. O que ele tem? Não tem mais nada, gastou tudo, estragou, dissipou, desperdiçou. Só lhe restam lembranças. De fato, ele só tem a consciência de que é filho do pai. É seu único bem, seu único título, seu único valor. Não tem boas ações a exibir, não tem vitórias, êxitos, glórias a mostrar. Não tem mais patrimônio, não tem bens, não tem nada. A única coisa que tem é a certeza de que é filho. Pode ser que o pai não o receba, não o reconheça, não reconstitua sua posição – e ele, de fato, não merece. E, sinceramente, nem imagina isso, não sonha com isso. Quer, regressando, ficar apenas como empregado na casa do pai, e isso não estará errado – está na linha do que ele veio aprontando, e ele está conformado com esse destino. Ao decidir voltar, não pode ter certeza de nada, nenhuma esperança. Não pode esperar ser bem acolhido, não se pode imaginar de novo no velho convívio. Apenas volta – e volta mais do que humilde, volta humilhado. Volta envergonhado, volta despedaçado. Muito mais do que arrependido, volta arrasado, destroçado, aniquilado. Mas volta porque é filho, embora confesse sinceramente saber que “já não sou digno de ser chamado teu filho”; dentro de si mesmo, está reconhecendo: “teu filho que não merece nada, não merece teu perdão, nem tua generosidade, nem tua acolhida, nem sequer teu nome”. Pede para ser tratado apenas como um empregado do pai, um dos mercenários dele.

No fundo, o único título que ele tem é o de ser filho daquele pai. É por isto que pede para ficar como empregado, não por conta de sua competência ou de suas habilidades. É por conta de sua condição de filho que pede o emprego. No fim de contas, é assim que se apresenta, com este único título. E o que não diz, mas está subentendido, é que, como filho, ama o pai.

E o pai – contra talvez a justiça, contra talvez a boa ordem, contra talvez a correta retribuição das coisas (como o filho fiel, o mais velho, dirá, reclamando) – o abraça, não apenas porque é generoso mas porque está sumamente feliz. E os dois intensamente choram. Choram de dor e de felicidade.

(Pode ser que este seja o único título com que muitos de nós nos apresentaremos um dia diante d'Ele: o de sermos seus filhos).

*      José Luiz Delgado
Professor de Direito da UFPE
*      Fonte: Diário de Pernambuco


terça-feira, 22 de janeiro de 2019

Sessão ORDINÁRIA da Câmara Municipal de União dos Palmares

União dos Palmares, 21 de janeiro de 2019




Lixo, assistência médica e transparência do governo foram os itens mais cobrados pelos vereadores na sessão ordinária dessa segunda feira, 21. Confira o vídeo ao vivo da sessão.

sábado, 19 de janeiro de 2019

Programação Oficial da Festa da Festa de Santa Maria Madalena 2019

União dos Palmares



Programação religiosa:
20/01 – Procissão do Mastro – 16h
23/01 – Missa solene de abertura da festa – 19h
Após a missa, Procissão luminosa da bandeira
24/01 a 01/02 – Novenário – 19h30
27/01 – Leilão de gado – 14h
02/01 – Missa solene – 09h
Procissão solene – 16h
03/01 – Celebração eucarística – 19h
Após a celebração, descerramento da bandeira

Programação da festa social – Praça Basiliano Sarmento:
24/01 – Gil de Sá e Forrozão das Antigas
25/01 – Jarbas Leite e Banda Hébanos
26/01 – Caio e Hugo, Missinho e Banda O Disco
27/01 – Netinho Talismã e Banda Time Machine
28/01 – Balanço.com e Eduardo Pollozi
29/01 – Thiago Correia e Banda Tuareg’s
30/01 – Marlon Rossy e  
Cordeiro e Banda Chão Batido  
31/01 – Tyko Black e Banda Contagio Tropical
01/02 – Roberto Almeida, Garota Sertaneja e Wallas Arraias
02/02 – Pitu Rei da Farra, Caio Bahia e Dorgival Dantas

Fonte: Pascom



segunda-feira, 14 de janeiro de 2019

Mesa diretora apresenta os novos membros das comissões da câmara e pede mais empenho dos vereadores

Nova mesa diretora: biênio 2019/2020

Nessa segunda feira, 14, Alan Elvis, presidente do Poder Legislativo apresentou para a comunidade a formação dos membros das comissões permanentes da câmara, para o biênio 2019 e 2020. Após a apresentação, Elvinho cobrou mais emprenho dos vereadores, que as comissões de fato trabalhem e cobrem ações e respostas imediatas dos gestores.

Algo que chamou a atenção, foi a ausência dos vereadores Netinho e Jailson Vicente na formação da comissões. Segundo o presidente, ambos não quiseram fazer parte, todavia, Netinho ao ser questionado, não se mostrou satisfeito com a formação das comissões, e citou o exemplo da comissão de legislação e justiça, "Bruno e Ricardo não pode fazer parte devido a proporção partidária ( Art. 34 do regimento)", disse. Dessa forma optou por ficar de fora. Não conseguimos contato com Jailson Vicente, até o fechamento da matéria. 

Conheça as comissões:
comissão de Legislação, Justiça e Redação Final
            Presidente: Ricardo Praxedes
                    Relator: Elton Costa
                    Membro: Bruno Lopes

Comissão de Finanças e Orçamentos
                             Presidente: Cícero Aureliano
                                   Relator: Ailton Tenório
                    Membro: Sandro Jorge

Comissão de Educação e Cultura
           Presidente: Ailton Tenório
             Relator: Bruno Lopes
             Membro: Manoel Messias

Comissão de Obras e Serviços Público
           
                  Presidente: Maria José Gomes da Silva
                  Relator: Almir Belo
                                  Membro: Bruno Lopes


 Comissão Assistência Social e Defesa do Cidadão
      
                                 Presidente: José Lourenço
            Relator: Sandro Jorge
            Membro: Maria José 

domingo, 6 de janeiro de 2019

Estado convoca aprovados no concurso da Educação para entrega de documentos e exames


O Governo de Alagoas, por meio da Secretaria de Estado do Planejamento, Gestão e Patrimônio (Seplag) e da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), divulgou uma portaria que convoca os professores nomeados no último concurso da Educação para apresentação de documentos e exames médicos necessários à posse dos candidatos. A publicação está disponível no Diário Oficial do Estado (DOE/AL) da última sexta-feira (04).
De acordo com o documento, os professores devem seguir três procedimentos para a conclusão desta fase do certame. Para cada etapa, o Governo elaborou um calendário que estabelece a ordem e as datas a serem seguidas pelos aprovados.
De 7 a 9 de janeiro, os nomeados devem encaminhar à Superintendência de Valorização de Pessoas (SVP) da Seduc, localizada no Centro Educacional de Pesquisas Aplicadas (Cepa), as originais e cópias de seus diplomas, carteira de identidade, CPF, ato de nomeação e comprovante de residência.
Já de 28 de janeiro a 5 de fevereiro, os professores ficam responsáveis por apresentar, na Superintendência de Perícia Médica e Saúde Ocupacional (SPMSO), localizada na Jatiúca, os documentos e exames listados no anexo único da portaria.
Ainda segundo a publicação, entre 11 e 15 de fevereiro, os aprovados no concurso devem retornar à SVP da Secretaria da Educação para que sejam realizadas as respectivas posses e encaminhamentos à Gerência de Ensino (Gere) na qual atuarão.
De acordo com o secretário do Planejamento e Gestão, Fabrício Marques Santos, devido ao cronograma, o prazo para a posse fica, desde a data de divulgação da portaria, prorrogado por mais 30 dias.
“Elaboramos um calendário que visa tonar esta fase do concurso mais eficiente e cômoda para todos os candidatos, por isso, é importante ler com atenção os critérios da portaria. De forma geral, estamos muito felizes pela conclusão desta etapa do certame. Mais uma vez, o Governo de Alagoas reforça seu compromisso com a educação do Estado. A expectativa é que, em breve, esses professores possam dar a sua contribuição para a nossa sociedade em sala de aula”, pontua o secretário.

Veja a Portaria: 
PORTARIA CONJUNTA Nº 006 SEPLAG/SEDUC/AL
Art. 1º. O Secretário de Estado do Planejamento, Gestão e Patrimônio juntamente com o Secretário de Estado da Educação, tendo em vista as nomeações para o cargo de Professor, mediante os Decretos publicados no Diário Oficial do Estado no dia 21 de dezembro de 2018, resolvem CONVOCAR os candidatos nomeados para apresentar os seguintes documentos:
I – Diploma (original e cópia)
II - Carteira de Identidade (original e cópia)
III - CPF (original e cópia)
IV - Ato de nomeação (original e cópia)
V - Comprovante de residência (original e cópia)
Parágrafo Único. Os documentos referidos neste artigo devem ser entregues na Superintendência de Valorização de Pessoas da Secretaria Estadual de Educação, situada na Av. Fernandes Lima, S/N, (CEPA), no período compreendido entre os dias 07 de janeiro de 2019 a 09 de janeiro de 2019, das 08h às 12h e das 13h às 17h, de acordo com o seguinte cronograma:
I – 07/01/2019 – Nomes com iniciais de A a E
II - 08/01/2019 – Nomes com iniciais de F a L
III - 09/01/2019 – Nomes com iniciais de M a Z
Art. 2º No período compreendido entre os dias 28 de janeiro de 2019 a 05 de fevereiro de 2019, das 08h às 12h e das 13h às 17h, os candidatos nomeados devem se dirigir à Superintendência de Perícia Médica e Saúde Ocupacional, situada na Av. Almirante Álvaro Calheiros nº 134, Jatiúca, Maceió - AL, telefone: 3315- 9561/3315-1819, para apresentar documentos pessoais e exames médicos, conforme disposto no Anexo Único desta Portaria, de acordo com o seguinte cronograma:
I – 28/01/2019 – Nomes com iniciais de A, B e D
II - 29/01/2019 – Nomes com iniciais de C,E e F
III - 30/01/2019 – Nomes com iniciais de G, H, I, K e L
IV - 31/01/2019 – Nomes com iniciais de J
V - 01/02/2019 – Nomes com iniciais de N, O e P
VI – 04/02/2019 – Nomes com iniciais de M, Q e S
VII - 05/02/2019 – Nomes com iniciais de R, T, V,W,Y e Z

Art. 3º No período compreendido entre os dias 11 de fevereiro de 2019 a 15 de fevereiro de 2019, das 08h às 12h e das 13h às 17h, os candidatos nomeados devem se dirigir à Superintendência de Valorização de Pessoas da Secretaria Estadual de Educação, situada na Av. Fernandes Lima, S/N, (CEPA), para Posse e encaminhamento à sua respectiva Gerência de Ensino – GERE, de acordo com o seguinte cronograma:
I – 11/02/2019 – Nomes com iniciais de A a C
II - 12/02/2019 – Nomes com iniciais de D a F
III - 13/02/2019 – Nomes com iniciais de G a J
IV - 14/02/2019 – Nomes com iniciais de K a P
V - 15/02/2019 – Nomes com iniciais de Q a Z


Art. 4º. Fica, desde já, prorrogado por mais 30 (trinta) dias o prazo para tomar Posse, nos moldes preconizados pelo art. 13 da Lei Estadual nº 5.247 de 26 de julho de 1991, Regime Jurídico Único dos Servidores Públicos Civis do Estado de Alagoas. Art. 5º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. Maceió - Al, 03 de janeiro de 2019. FABRÍCIO MARQUES SANTOS
 Fonte: Agencia de Alagoas


terça-feira, 1 de janeiro de 2019

Prefeito Kil avalia mandato e promete melhorar a gestão em 2019

Nesse sábado,29, o prefeito Areski de Freitas, esteve no programa mesa z, da Rádio Zumbi FM e fez uma balanço dos primeiros dois anos de governo. Foram duas horas de conversa, onde pudemos questionar algumas ações do governo e dá a oportunidade para o gestor justificar suas ausências.

Acompanhe o áudio completo da entrevista, do Professor Nivaldo Marinho com o prefeito de União, Areski de Freitas


Ne