Páginas

domingo, 13 de março de 2016

Bloco verde “amarelou”

Kil de Freitas diz que não tem nada haver com o bloco, apenas divulgou no seu face

prefeitável Kil de Freitas

Divulgado em diversas redes sociais, o 'Bloco da Paz', que prometia fazer um gigantesco arrastão neste domingo (13 de março), saindo do ginásio de esportes Manoel Gomes de Barros e percorrendo as principais ruas e avenidas da cidade, foi cancelado pela Justiça Eleitoral.

Tal bloco, curiosamente, foi nomenclaturado por "Bloco da Paz"; porém, o que se percebe, nitidamente, é que apenas o "contorno" das letras é branco, enquanto que seu preenchimento é totalmente "verde". Talvez tenha sido essa a interpretação de tal juiz, já que a "cor verde" estaria fazendo alusão ao Bloco Tudo Verde, de utilização pelo ex-prefeito, e não à paz, que deveria ser "branco". Julgou-se, além disso, que tal realização seria propaganda eleitoral.

Veja defesa 
"Amigos, venho informar que recebi, ontem, à tardinha, uma intimação da Justiça Eleitoral informando que o Bloco Tudo Verde, promovido pela produtora Paulinho Som, estaria cancelado. Quero informar que, apesar de intimado para parar com a realização do mencionado bloco, não tenho haver com sua realização. Na verdade , o empresário, acima citado, utilizou-se do nome "Tudo Verde", que, na época, foi utilizado por mim no período que fui prefeito. Quero informar ainda que, apesar de não estar na realização do bloco, divulguei na minha página do Facebook por ser um bloco que promovia a paz e proporcionava lazer para a população", finaliza Kil de Freitas.

Fonte: face e o palmarino

Nenhum comentário: