Páginas

segunda-feira, 30 de junho de 2014

Vereadores realizam sessão relâmpago por falta de pauta



A sessão dessa segunda feira, 30, serviu apenas para o vereador Paulo Cavalcanti renunciar a vice-presidência da casa e a secretária de saúde Carla Teresa solicitar uma audiência pública para prestar contas de sua  secretaria.

Sem ordem do dia, ou seja, sem planejamento dos Edis, a palavra foi facultada, e mesmo assim ninguém fez uso. Dessa forma a sessão foi encerrada em tempo recorde, 26min.

Contudo, os parlamentares não entraram em recesso, pois “PASMEM”, ainda não discutiram nem aprovaram a Lei Orçamentária Anual – LOA.

Parece brincadeira, mas é verdade.

Sem planejamento e sem ordem do dia: Sessão "ordinária"

Bastidores da Câmara Municipal




Apos várias sessões sem quorum suficiente para aprovação da Lei Orçamentária, hoje à noite deveremos ter mais uma sessão ordinária na câmara municipal de União dos Palmares. No entanto,a  falta de ordem do dia, de planejamento prévio, além da falta de entendimentos entre os Edis, são alguns dos fatores que aparentam transformar as reuniões em  sessões relâmpagos com clima de "missa de sétimo dia".

Esperamos que hoje os nossos vereadores tenham planejado suas ações com antecedência, para não se tornar em mais uma reunião de improvisos e de lamentações. 

domingo, 29 de junho de 2014

Atenção gestores municipais- SEMED

Prazo de adesão ao Mais Educação termina nessa segunda,30.




Gestores municipais interessados em aderir ao Programa Mais Educação devem se cadastrar até o dia 30 de junho, próxima segunda-feira. A Confederação Nacional de Municípios (CNM) orienta os gestores a não perderem este prazo. O cadastro é feito no sistema do Programa Dinheiro Direto na Escola – Interativo (PDDE/Interativo).

Municípios com escolas públicas passíveis de atendimento pelo programa deverão se cadastrar por meio dos secretários de Educação. Eles são responsáveis pelo cadastro das escolas no PDDE/Interativo. Ao solicitarem a adesão ao programa, os secretários podem garantir o aporte de recursos federais para oferta da educação integral, destaca a CNM.

O Mais Educação é operacionalizado pela Secretaria de Educação Básica (SEB/FNDE), e visa ampliar o tempo de permanência de crianças, adolescentes e jovens matriculados em escolas públicas, por meio da diversificação das atividades educacionais.

Fonte: Agência CNM

sexta-feira, 27 de junho de 2014

Nesse sábado você é o nosso convidado para o Arraial da Zumbi FM

Entrevista
Em função do jogo do Brasil, o Mesa Z começará às 10h.

A festa começará a partir das 10h no Programa Mesa Z que contará com a participação especial de Zeca Sanfoneiro e Trio Zumbi, Dja Som e Regionais do forró, Trio de Léo Ângelo, Miguel Silva e Edvaldo do Acordeom.


Miguel Silva e Edvaldo do Acordeom
Zeca sanfoneiro e Dja Som

A política e seus meandros

Política
Por Olívia de Cássia


A política é cheia de meandros e de situações ininteligíveis muitas vezes; tem uma face nojenta, de acordos espúrios de virada de lado, de opiniões que não se sustentam e outras características que vou aqui ocultar para não ser indelicada.

Sempre circulei nesse meio, desde criança, influenciada pelo meu pai que era um apaixonado por isso; para ele época de eleição era uma festa e se fosse vivo e lúcido agora, avalio que sua empolgação já teria acabado.

Eu não quero e nem vou entrar na discussão rasteira de difamar e enxovalhar quem quer que seja por aqui,  em época de eleição: seja de direita, de esquerda, de centro, feio, troncho, bonito de olhos azuis ou de outras qualidades e defeitos, mas causa-me espécie algumas aparições na mídia.

E vou logo dizendo que tenho meus candidatos, mas está difícil de a gente escolher o’ menos ruim’. Este senhor, que é candidato ao Senado à reeleição, eu não digo com soberba, jamais, como diria minha mãe, não teria meu voto em circunstância nenhuma, nem para síndico de prédio: ele e outros mais. Perdoem-me minha franqueza os seus partidários, idólatras e aqueles que negociaram sua dignidade e seus mandatos.

Eu não teria como votar numa criatura que ‘foi o responsável’ pelo agravamento do estado de saúde da minha querida tia Ozória, irmã mais nova de mamãe, que veio a falecer com o agravamento de seus problemas de saúde, vitimada pelo confisco da sua poupança, que ela tinha acabado de fazer um depósito, por conta de uma casinha que tinha vendido em União.

Eu não esqueço desse fato que quase levou-a à loucura. Mas não é por essa questão apenas de afetividade; é uma questão de princípio mesmo. E nesse contexto, quero declarar minha indignação quando vejo postagem nas redes sociais de lideranças políticas alagoanas enaltecendo ‘qualidades’ e a ‘importância’ de tal  sujeito para a República.

Francamente, me dá vergonha; sempre tive meus ideais e embora a maior parte deles tenha se perdido no tempo, por conta das decepções que venho acumulando, ainda guardo comigo um pouco de dignidade e coerência.

E peço novamente desculpas àqueles que discordarem de mim, pois o contraditório faz parte da democracia. Mas para os mais jovens que não têm conhecimento da história política do País, recomendo o livro “Passando a Limpo, a trajetória de um farsante’, livro de Pedro Collor de Mello e a jornalista Dora Kramer, que  traz tudo o que as pessoas precisam saber, para quem não sabe ainda ou já esqueceu; infelizmente eu emprestei o meu e não devolveram.

E como disse o jornalista Augusto Nunes em sua coluna, Elle continua o mesmo, ninguém se engane. “Os brasileiros que votaram no candidato a presidente fantasiado de caçador de marajás podem alegar que não sabiam o que estavam fazendo".

"Os alagoanos que votaram no candidato a senador em 2008 e pretendem recolocá-lo sabem perfeitamente o que fazem. Quem gosta da ideia de reprisar o pesadelo é um caso clínico. Quem assiste passivamente ao seu recomeço merece experimentá-lo de novo”, diz Nunes. Fica a dica para refletir nessa tarde. .  


Fonte: blog de Olívia de Cássia

quinta-feira, 26 de junho de 2014

Nesse sábado não ocorrerá mudança na feira livre

Feirantes deverão levar TV para assistir ao jogo de Brasil e Chile





Após a portaria do prefeito regulamentando horários e os dias de feira, criou-se uma polêmica acerca do assunto no município A comunidade e os feirantes concordam quanto  a necessidade de organização e estruturação da feira livre, no entanto há divergência de opinião no tocante a diminuição de um dia de funcionamento, no caso,  a sexta feira.

Em União dos Palmares só não ocorre a feira nas terças e quinta, todavia as bancas são colocadas em horários indevidos, deixando um cenário de feira 24h. O SEBRAE vem tentando sensibilizar os feirantes sobre essa necessidade de organização, no entanto tem encontrado  resistência por parte dos mais velhos e principalmente daqueles que ocupam os maiores espaços. “Sou a favor das mudanças, desde que não mecha comigo”, essa é a fala de alguns conservadores e resistente a ideia de mudança.

Tendo em vista o jogo da seleção brasileira desse sábado, a prefeitura tentou transferir a feira de sábado para sexta, mas não teve êxito devido à falta de estrutura do matadouro da cidade vizinha, pois o mesmo não atenderia a necessidade dos marchantes de União, caso houvesse a mudança, explicou o secretário Viana.

Portanto, vamos todos fazer nossa feira mais cedo nesse sábado, pois às 13 horas, iremos torcer pelo Brasil. 

Paredões de som desafiam a segurança e tiram o sossego de União dos Palmares

Reclames do Povo...

Foto da net
Todo final de semana e feriado a avenida Monsenhor Clóvis é palco de disputa de som entre jovens que curtem a explosão dos decibéis, no entanto desrespeitam a lei do silêncio. A falta de respeito com a comunidade é constante, e o pior ninguém é capaz de tomar as devidas providências. 


quarta-feira, 25 de junho de 2014

Sessão Ordinária da Câmara Municipal de União dos Palmares 17/2014





Data: 23 de junho de 2014
Início: 10h: 15min
Ausência: Almir Belo, Bruno Praxedes, Joaquim de Brito, Nego da Serra, Lucas de Macarão, Antonio Rozendo e Jailson Vicente;
ATA aprovada sem discussão

Expediente da semana
Ministério da Saúde: repasses de recursos para programas de saúde do município;
Ofício da SMTT Maceió: informa que o itinerário dos transportes alternativos é de responsabilidade da ASAL;
Ofício de Carlos Roberto apresentando denuncias de compras indevidas pela CIGIPE e solicita fiscalização da câmara;

Mesa diretora paralisa a sessão por 15min para averiguar as denuncias...
Mesa diretora cria comissão processante para fiscalizar as denuncias de Carlo da Umes

Ordem do dia (Sem ordem do dia)
Facultada a palavra

Paulo Cavalcanti informou que a CEI não morreu, no entanto para dá continuidade é preciso que se faça um contraponto da defesa do prefeito para a justiça;
Após o recesso da justiça deverá ser feito isso;

Fabian Holanda
Repudia a falta dos vereadores que compõe o G7, pois estão inviabilizando os trabalhos da câmara;
Repudia uma matéria do Jornalista Ivan Nunes para a gazeta Web, pois usou o seu nome sem ter sido consultado;
Convida os feirantes para comparecer a câmara

Cícero Aureliano
Repudia o horário e o dia cortado da feira através do decreto do prefeito;
Informa que só se pronunciará a favor dos feirantes quando for procurado na câmara, pois não pode tomar as dores dos mesmos;

Jose Benedito dos Santos
Repudia o discurso de Macarrão na inauguração da torre de celular no distrito de Rocha;
Lamenta que o prefeito nunca tenha colocado uma pedra em Rocha Cavalcanti
Ofício para Iran Menezes solicitando reparo na estrada da Barra;
Ofício para a caixa fiscalizar os calçamentos feitos pela firma de Macarrão;
Mesa diretora marca sessão extraordinária para quarta feira, 10h, a fim de aprovar o projeto que reajusta os salários dos servidores;

11h40minh: Sessão é encerrada

Produção:
Professor Nivaldo Marinho. Com/ Programa Mesa Z
Face: Nivaldo Marinho
Twitter: @nivaldo_mesaz


terça-feira, 24 de junho de 2014

Desarmonias entre vereadores travam projetos no Poder Legislativo

G7 desconsidera portaria e não comparece a sessão ordinária, causando indignação ao público presente




A falta de entendimento, o clima de guerra, além da disputa pelo poder, são alguns dos fatores que têm travado o andamento dos trabalhos da câmara municipal de União dos Palmares.
G7 falta novamente
Nessa segunda feira, o grupo formado por sete vereadores – G7, mais uma vez não compareceram a sessão, isso tem se tornado uma constante. A mesa diretor ameaça colocar falta nos Edis, no entanto não há mudança no comportamento dos mesmos nesse sentido.

Projetos prejudicados
Com um número insuficiente de vereadores, alguns projetos estão sendo prejudicados, pois necessitam de 2/3 dos vereadores para sua aprovação, é o caso da Lei Orçamentária Anual- LOA,  projetos que concede reajuste salarial aos servidores, entre outros.

Falta de respeito
A cada dia, aumenta a insatisfação da comunidade com o Poder Legislativo, mediante a falta de respeito com o público que deixam suas residências para acompanha as sessões e os trabalhos dos parlamentares. É necessário que a mesa diretora tome as devidas providências e faça valer o regimento interno.


Fragilidade do Poder Legislativo
Após o afastamento da mesa diretora, na última sexta feira a juíza de plantão Luciana Barroso suspendeu a sessão de julgamento do governo Baia. Os atropelos das ações parlamentares têm provocado essas interferências, isso não é bom, pois externa a fragilidade dos que formam a casa de lei.

segunda-feira, 23 de junho de 2014

Seleção ou sucessão

Por Luciano Pires



Durante a Copa, somos bombardeados pela mídia falando dos convocados e do esquema de jogo. Milhares de páginas e horas discutem o plano do treinador, as estratégias e táticas, as ameaças e oportunidades e os competidores. Afinal, tem coisa mais importante que ganhar a Copa? Tem.

Na campanha presidencial, assistimos aos discursos, a propaganda televisiva e a lenga-lenga de sempre de três ou quatro candidatos com chances de assumir a direção do Esporte Clube Brasil S.A. E o que discutimos?

Qual marqueteiro levaria vantagem, qual campanha televisiva seria a mais criativa, os novos ternos do candidato A, a antipatia do candidato B, o falatório do C, a mulher do B. Discutimos os acessórios. O principal, os programas, as propostas concretas para dar continuidade ao crescimento do país, ficam em segundo plano.

Se discutíssemos a sucessão como discutimos a Seleção, com certeza teríamos mais inteligência, valor e consequência. Mas parece que a Seleção é mais importante que a sucessão.

Essa discussão vazia cria os analfabetos políticos, gente que se orgulha de dizer que não gosta de política, que não vai votar “nisso que está aí”, votando em branco ou anulando. Ou simplesmente não votando. Uma espécie de protesto burro, que coloca nas mãos de terceiros seu próprio destino.

Tenho notado no Brasil uma profunda ignorância sobre o que vem a ser política. Como faz com todos os problemas complexos, inclusive com o esquema tático da Seleção, o brasileiro simplifica. Reduz política a troca de favores, a conchavos, a coisa de gente desonesta disposta a tirar vantagens pessoais...

E tudo passa a ser “sempre assim...” e vira piada. E quem vota sem analisar propostas, apenas interessado em benefícios imediatos ou no discurso “bonito” dos candidatos, é o que? Semi-analfabeto político!

Pois tenho uma má notícia. Nosso destino está nas mãos de alguns milhões de semi-analfabetos políticos! Alguém duvida?

Essa constatação me leva a uma súplica: que os meios de comunicação de massa que hoje discutem o acessório, iniciem um processo de alfabetização política. Ainda há tempo {...}.



Este texto faz parte do livro Brasileiros Pocotó, foi escrito 12 anos atrás, durante a Copa do Mundo de 2002 por Luciano Pires.

Fonte: café Brasil

Agricultura familiar garante o milho do São João

O preço da mão de milho está variando entre 15 e 20 reais




As chuvas que caíram no dia de São José, o clima, o inverno regular e claro a mão divina de nosso criador, favoreceram a agricultura de toda região da mata alagoana. "Graças a Deus, tivemos uma safra rica em toda na zona rural de União" agradeceu seu José, agricultor.  O milho que no ano passado foi vendido a 35 reais a mão, esse está sendo vendido a 20 reais.



Nunca se viu tanto milho na feira de União.
Graças a Deus, e viva São João!

domingo, 22 de junho de 2014

Um Prazeroso Conto Adolescente

Lembranças do passado...

Por Joaquim Maria


Foto da internet
Na vida, existem vários momento ou fases que temos normalmente que atravessar. Há algum tempo, fazíamos maior alvoroço para saber quem seria o primeiro a desfrutar dos carinhos da nossa querida Nalva (nome fictício). Depois da decisão ou em comum acordo éramos conduzidos ao leito da meretriz onde saciávamos os nossos desejos de adolescente e afirmávamos nossa condição de homem. Tudo se seguia calmamente e sigiloso. Um após o outro iam recebendo os afagos daquela mulher sem sobrenome e sem idade definida. Mas nada disso importava para aqueles rapazes com as idades entre os 13 e 15 anos, que faziam suas economias para promover esses encontros; que eram quase sempre muito bem articulados. Nada ou quase nada, conseguiria estragar esses momentos de lazer. Podemos até admitir que a higiene não era a nossa prioridade, mas a nossa anfitriã fazia de tudo para nos manter bem à vontade.

Ao término do encontro, saímos eufóricos e comentando sobre o ocorrido e já fazíamos uma previsão de quando seria a nossa próxima noite de sexo.

Hoje, quase todos nós somos casados e ainda nos lembramos dessas noites que ficávamos nos braços de Nalva, aquela que nos presenteava com seus variados carinhos em troca de alguns trocados. Difícil era encontrá-la na rua, quando a gente vinha em companhia de alguém da família; mas a nossa amiga sempre foi muito discreta e a única reação era um olhar e um pequeno sorriso, quase imperceptível que escoria pelo canto da sua boca. Hoje não sei aonde ela habita e se vê-la, talvez não a reconheça, mas desejo que ela esteja bem e feliz; embora eu não consiga imaginar que uma pessoa de tão poucos recursos e que precisava se vender para conseguir algum dinheiro, tenha obtido algum sucesso na vida.

Agora restam apenas boas lembranças de uma época onde a dificuldade de ter uma iniciação sexual era muito grande e fazia-se de tudo, até seguir o próprio instinto em busca da autoafirmação entre os amigos.

Atualmente é preciso se prevenir contra as doenças sexualmente transmissíveis. Por isso meus queridos jovens; protejam-se. Façam sexo seguro e com responsabilidade!!!

 Se você tem lembranças do passado que deseja  externá-las, envie para nivaldomarinho@hotmail.com.
A próxima história pode ser a sua!

sábado, 21 de junho de 2014

Sessão de julgamento do governo Baia é suspensa pela justiça

Sem credibilidade: População não atende aos chamados do “Movimento elege e tira”.



A sessão de julgamento das denuncias do governo Baia, foi suspensa por ordem judicial. Segundo o vereador Joaquim de Brito a Juíza Luciana Barroso atendeu a determinação do Tribunal de Justiça, tendo em vista a forma como tem sido conduzida a Comissão Especial de Inquérito. Após a elaboração do relatório final, a CEI deveria ter formado uma comissão de julgamento, disse.

Regimento interno desrespeitado
O presidente do Poder Legislativo Elvis Alan informou que a juíza não levou em consideração o artigo 62 do regimento interno, e promete recorrer da decisão. Para o vereador Bruno Praxedes, a CEI é um movimento político que não tem o apoio do povo.

Retaliação a imprensa 
Após tomar conhecimento da suspensão da sessão, procurei ouvir o presidente Elvis Alan, no entanto encontrei um colega defendendo a retirada do espaço da imprensa, ao discordar  e cobrar um direito conquistado pela categoria, fui surpreendido pelo vereador Paulo Cesar que se achou no direito de me ameaçar a colocar para fora da casa do povo. Atitude retrógrada e lamentável que mostra mais uma vez a necessidade de capacitação de alguns parlamentares, inclusive ele.

Portanto, com espaço reservado ou  não, continuaremos fazendo o nosso trabalho, observando e retratando para o povo  os fatos, a opinião e a notícia sem maquiagem.

Elege e tira mais G8  não conseguiu juntar 20 pessoas no plenário 


DIGA NÃO A DITADURA NA TERRA DA LIBERDADE

sexta-feira, 20 de junho de 2014

G8 E G7 são os finalistas do jogo de cassação do prefeito Baia

G8 precisa de 10 votos para ser campeão, e aposta no apoio de sua torcida.

Para o povo não existe diferença

Nessa sexta feira, 20, o Poder Legislativo de União dos Palmares apreciará e fará o julgamento do relatório final da CEI que investiga as possíveis irregularidades do governo Baia. A sessão está marcada para as 9h.

Para alguns membros dos senadinhos municipais, os dois times de vereadores entram em campo com o resultado pré-definido: oito a sete. No entanto, esse placar poderá representar apenas o 1º tempo da partida, pois o segundo  ocorrerá em outro espaço, e com um Juiz diferente.   

As torcidas azul e amarela aguardam com ansiedade o apito  final, pois vem pagando muito caro para assistir esse jogo político, que independente do resultado, TODOS SAEM PERDENDO,  inclusive o POVO que não acredita em nenhum dos times.

quinta-feira, 19 de junho de 2014

Prédio da UNEAL ainda é sonho em União dos Palmares

Reclames do povo



Se cada promessa do governador Teotônio Vilela fosse transformada em tijolos, cimento e mão de obra, o prédio da UNEAL já estaria em fase de acabamento... 

quarta-feira, 18 de junho de 2014

Sessão solene da Câmara Municipal de União dos Palmares 01/2014


Eleição da mesa diretora

Data: 16 de junho de 2014
Início: 19h: 20min
Hino Nacional;
Chamada: todos compareceram

19h30minh sessão suspensa por 15min para formação das chapas
Chapa única eleita:
Presidente: Elvis Alan
Vice presidente: Paulo Cavalcanti
1º Secretário: Paulo Cesar
2º Secretário: Manoel da Silva
Joaquim de Brito empossa o novo presidente
Elvis Alan agradece os votos do G8 e encerra a sessão solene.

Sessão Ordinária da Câmara Municipal de União dos Palmares 16/2014
Data: 16 de junho de 2014
Início: 20h: 26min
Hino Nacional;
Chamada: todos compareceram

Expediente da semana
Emenda que altera projeto de lei destina apenas 10% de remanejamento na no orçamento de 2015;
Projeto de Lei 006/2014 que autoriza o remanejamento do orçamento anual;

Discussão:
Fabian Holanda
Informa que ouviu o contador da câmara, o qual confia e vota favorável;
Projeto aprovado por unanimidade;
Paulo Cavalcanti informou que o prefeito pediu em juízo a aprovação do projeto de lei, pois os vereadores estavam inviabilizando a gestão pública;
Informativo da CEI comunicando o recebimento do relatório de defesa do prefeito Carlos Alberto Baia;
Indicação da CEI solicitando que a mesa diretora marque uma data para julgar os processos da CEI;
Presidente Elvis marca a sessão de julgamento para sexta feira dia 20 às 9h;
A sessão julgará 24 processos, um de cada vez com voto aberto
O prefeito será cassado se tiver 2/3 dos votos;
Bruno Praxedes solicita cópia dos relatórios da CEI para averiguação e solicita também que disponibilize cópias dos projetos encaminhados ao Poder Legislativo;

Ordem do dia (Sem ordem do dia)

Facultada a palavra:
Antonio Rozendo
Solicita que o presidente que faça valer o regimento interno e devolva a mesa da imprensa que foi aprovada pelos 15 vereadores via requerimento;
Paulo Cesar diz a mesa está sendo usada pela da secretaria e não existe discussão nesse sentido;
Paulo Cavalcanti
Solicita que o prefeito desobstrua a frente da câmara no dia da sessão julgamento
Rafael Pedrosa
Ironiza “até sexta feira muitos vereadores adoeceram”;
Jailson Vicente
Solicita respeito de Rafael, pois não é pressão que vai fazer mudar o seu voto;
Bruno Praxedes
Diz que Rafael respeite, pois não está se vendendo, pois não é ladrão;
Jailson vicenti
Informa que o coronel do vale mandará segurança para fora do plenário, no entanto dentro do plenário cabe a guarda municipal;
Elvis Alan agradece a presença da comunidade e encerra a sessão
20h40minh Sessão é encerrada



Feliz Aniversário

Jornalista Antonio Aragão


18 de junho - Enchente causa destruição em União

Após quatro anos 30% das pessoas que perderam suas casas ainda paga aluguel




Fotos: jmarcelofotos

terça-feira, 17 de junho de 2014

G8 elege Elvis Alan presidente do Poder Legislativo

Presidente realiza sonho, mas é eleito sem disputa e sem clímax.





Nessa segunda feira, 16, após o afastamento da mesa diretora, mediante decisão do Poder Judiciário, os vereadores de União se reuniram  em sessão solene e realizaram a eleição da “nova mesa diretora”.
Como já era esperado, o G8 elegeu Elvis Alan, Paulo Cavalcanti, Paulo Cesar e Manoel da Silva, presidente, vice, e 1º e 2º secretário, respectivamente. O grupo do G7 não apresentou chapa, pois já sabia da intenção dos votos dos Edis.

Em outro momento, o vice presidente eleito justificou a antecipação da mesa diretora para o biênio 2015/2016, pela necessidade dos parlamentares “se capacitarem” para coordenar os trabalhos da casa, pois bem, esperamos que a ideia saia do discurso pirotécnico e se transforme em realidade.

Contudo, esperamos que a “nova mesa diretora” coloque ordem na casa, pois ultimamente o espaço tem sido movido pela anarquia. As ironias, brigas e picuinhas e falta de respeito permeiam incessantemente naquele poder. A segurança municipal e estadual foi repudiada pela antiga mesa diretora, e recentemente a imprensa teve seu espaço excluído sem uma justificativa adequada, fato que comprova o despreparo de quem protagonizou a ação.

O que nos chama a atenção, é que a mesma tropa de choque que outrora repudiou a presença da segurança e da imprensa na câmara, hoje solicitou empenho na divulgação da audiência e reforço na segurança durante a sessão. Vai entender essa gente.

Mesa diretora da câmara de União se despede com portaria de retaliação a imprensa

Não se admite que medidas retrógradas como essa, que vai de encontro ao processo democrático, possa revalidar a ditadura no Poder Legislativo de União dos Palmares






Após a retirada do espaço destinado a imprensa, a mesa diretora formada por Benedito José dos Santos, Cícero Aureliano, Rafael Pedrosa e Fabian Holanda acharam pouco a retirada da mesa da imprensa e proibiram através da portaria de Nº 09/2014 o uso de qualquer aparelho de gravação no setor de áudio que procede às gravações da câmara.

Segundo a portaria a medida foi tomada para evitar problemas que tentam denegrir a imagem da casa de Lei, no entanto as gravações retrata o comportamento e ações dos parlamentares na casa de lei, a imprensa não pode ser responsabilizada pelo estado de anarquia, pelo clima de guerra,  ironias, picuinhas e pirotecnias que predominam no Poder Legislativo. 

Portanto, não se admite que medidas retrógradas como essa, que vai de encontro ao processo democrático, possa revalidar a ditadura no Poder Legislativo de União dos Palmares,  a “Terra da Liberdade”.  

Portaria 09/2014



segunda-feira, 16 de junho de 2014

Regimento interno proíbe vereadores destituídos da mesa diretora de votar

CAPÍTULO VIII: DA RENÚNCIA E DA DESTITUIÇÃO DA MESA DIRETORA




Parágrafo Único – É passível de destituição o membro da Mesa Diretora, quando faltoso, omisso ou ineficiente no desempenho de suas funções, exorbite de suas atribuições regimentais, receba vantagens indevidas, ou falte com o decoro parlamentar.

Art. 29O membro da mesa envolvido nas acusações, não poderá presidir nem secretariar os trabalhos quando e enquanto estiver sendo apreciado o parecer da Comissão de Legislação, Justiça e Redação Final, estando igualmente impedido de participar de sua votação.

Logo mais acompanharemos outro capítulo dessa novela que não vale a pena ver de novo.

sábado, 14 de junho de 2014

Ditadura nunca mais

Cidadão de verdade não usa máscara


A história brasileira é marcada por longos períodos de exceção, vividos sob ditaduras civis-militares e por breves períodos democráticos. O atual período democrático é o mais duradouro e consistente. Ele sucede, não esqueçamos, a recente ditadura civil-militar que emudeceu o Brasil por 20 anos, de 1964 a 1985.

Mas por que “ditadura nunca mais”? O que cabe a uma democracia que sucede a uma ditadura? Estas não são perguntas. São questões. Por isso, queremos menos respondê-las e mais ajudar a refletir sobre elas.

Ditaduras são formas de organização da vida política que impedem a liberdade, escondem a verdade e obscurecem a memória, comprometendo a justiça. Elas nascem como forma de fazer com que os interesses de grupos se imponham à vontade do conjunto da sociedade.

Ditaduras só servem a quem é parte do poder por elas constituído e a quem a ele se alia ou a ele se submete. Não servem ao povo. A rápida descrição parece ser suficiente para ajudar a refletir e a tomar uma posição definitiva: ditadura, nunca mais!

Fonte: Mundo Jovem, por Paulo César Carbonari 

sexta-feira, 13 de junho de 2014

Mistérios da eleição da mesa diretora da câmara de União



Formação da mesa
Após o afastamento da mesa diretora da câmara municipal de União, “comandada” pelo vereador Biu Crente, todos os olhares agora estão voltados para as articulações para eleger a nova diretoria.

O pulo do gato
Fale lembrar que seu Biu se tornou presidente quando no último instante, abandonou o grupo governista para “assumir” a presidência do grupo da oposição.


Possíveis candidatos do G8
Após o afastamento, só restam quatro nomes para o G8, Elvinho, Preguinho, Paulo Cesar e Cavalcanti.  Elvinho que teve seu nome negado por várias vezes poderá ser a indicação da oposição, resta saber se Paulo Cavalcanti vai abandonar as funções da advocacia para compor a chapa.


Possíveis candidatos do G7
O grupo do G7 poderá eleger com facilidade um representante, caso Dr. Ygor entenda que quem não pode ser votado, também não pode votar. Jailson que foi o último candidato governista deve entrar em entendimento com Bruno e Joaquim de Brito para disputar a cadeira de presidente.


Antecipação da eleição biênio 2015/2016
A canetada de Dr. Ygor tornou a mesa diretora atual inelegível, resta saber se a ação também anula a eleição antecipada onde Cicero Tita foi eleito presidente. Segundo o parlamentar essas ações do MP são retaliações aos trabalhos da CEI, todavia tem um ditado que diz: “Quem tem rabo de palha tão toca foco nos rabos alheios”.

Segunda feira estaremos acompanhando os andamentos, as negociações e os pulos de gato dos bastidores da eleição da Câmara Municipal de União dos Palmares. Até lá!


quinta-feira, 12 de junho de 2014

Feliz dia dos namorados

Cheiroooo minha amada!



Rumo ao Hexa


O hexa podemos até não levar
Mas a cultura do nosso povo
O mundo irá notar.

Fraco seria se não fôssemos nem tentar
Mas com força, foco e fé
A taça iremos conquistar.

A força de um povo unido faz nascer campeões
A garra de uma nação ultrapassa gerações.

Vamos com tudo, pra cima Brasil!
Mostrar para o mundo que temos os melhores craques
Pois aqui pode faltar de tudo, menos força de vontade.

Que venha todo o mundo
Conhecer a nossa diversidade
Diferentes, porém iguais
Quando lutamos por igualdade.


 Mayara 4ºB Escola Estadual Rocha Cavalcanti


terça-feira, 10 de junho de 2014

Sessão Ordinária da Câmara Municipal de União dos Palmares 15/2014

Balancetes detalhados  de março e abril para apreciação  e fiscalização dos  Edis



Data: 09 de junho de 2014
Início: 19h: 38min
Hino Nacional;
Chamada: faltaram  Lucas, Joaquim de Brito, jailson, Antonio Rozendo, Almir Belo e Nego da Serra;
ATA: aprovada com repúdio de Cícero, o mesmo pede que conste as faltas dos vereadores;

Expediente da semana
Ministério da Saúde: informando os repasses de pagamentos de programas para o município;
Ofício do Sinteal informando que Fabiana não faz mais parte da direção do sindicato;
Ofício do prefeito Beto Baia solicitando ampliação do prazo de defesa para 20 dias;
Ofício da PMUP enviando os balancetes e relatórios dos meses de março e abril, assim como os extratos das contas da prefeitura;
Projeto de Lei que dispõe sobre o reajuste salarial dos servidores da secretaria de administração

Ordem do dia (Sem ordem do dia)

Facultada a palavra:
Paulo Cesar
Informa que o processo da CEI tem mais de três mil páginas e que o prefeito pediu o prazo de vinte dias para análise e defesa, pois achou humanamente impossível avaliar em cinco dias, no entanto a CEI só deu o prazo de mais cinco dias ao prefeito;
“O mesmo tem uma equipe de contadores que custou 960 mil”, justificou.

Fabian Holanda solicita ajuda para entende o adiamento da sessão de julgamento;

Paulo Cavalcanti
Repudia as criticas de alguns jornalistas que criticas a protelação dos trabalhos da CEI, agora quem está atrasando é o prefeito;
Diz que a resposta para os “incompetentes que criticam a CEI é o silêncio;
Informa que a lei diz que quando o acusado não se defende fica em silêncio é porque aceita a acusação;

Rafael Pedrosa diz que o prefeito quer mais vinte dias para comprar os vereadores, pois já chegou várias propostas para ele se vender;

Paulo César
Justifica as faltas
Não justifica a retirada da bancada da imprensa
Faz a leitura de parte do relatório da CEI;

Não houve discussão do relatório;
Nenhum vereador comentou o pedido de afastamento da mesa diretora;
Ninguém justificou o aumento de 37 praças de táxis;
Predominou o GMC: grupo dos que entram mudos e saem calados.

20h45minh Sessão é encerrada em clima de melancolia.